Results for EDUCAÇÃO

O QUE É PRECISO SABER PARA O SEGUNDO DIA DO ENEM, NESTE DOMINGO (24)

 

Foto: Tânia Rêgo/Agência Cruz

Neste domingo (24), estudantes de todo o país fazem a segunda prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Eles terão cinco horas para resolver questões de matemática e de ciências da natureza. Encerrada a aplicação do Enem impresso, o gabarito das provas objetivas deverá ser divulgado até dia 27 e, as notas finais, no dia 29 de março. 

Algumas dicas podem ajudar os estudantes nesse segundo dia de aplicação. A primeira delas é conhecer as regras do exame e estar atento ao que pode e ao que não pode levar no dia da prova. Por conta da pandemia do novo coronavírus, o Enem terá regras especiais de biossegurança. Este ano, além do documento oficial de identificação com foto e da caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, itens obrigatórios também nos exames anteriores, a máscara de proteção facial passa a integrar essa lista.

É recomendado que os participantes levem máscaras extras para trocar durante a prova. Haverá nos locais de prova álcool em gel para que os estudantes higienizam as mãos, mas é permitido que os participantes levem seu próprio produto caso desejem.

Os participantes podem levar também a própria água e/ou bebidas não alcoólicas e lanche. Além disso, caso necessitem comprovar que participaram do exame, os estudantes podem, na Página do Participante, imprimir a Declaração de Comparecimento para cada dia de prova, informando o CPF e a senha.

A declaração deve ser apresentada ao aplicador na porta da sala em cada um dos dias. Ela serve, por exemplo, para justificar a falta ao trabalho.

É importante lembrar que participantes que estiverem com sintomas de covid-19 ou de outra doença infectocontagiosa não devem comparecer ao exame, mesmo que tenham participado do primeiro dia de aplicação. A medida é necessária para que o vírus não se espalhe e mais pessoas sejam contaminadas.

Nesses casos, os candidatos poderão fazer a prova na data da reaplicação, nos dias 23 e 24 de fevereiro. Para isso, poderão fazer o pedido pela Página do Participante até as 12h de hoje (23) ou a partir de segunda-feira (25).

Na reta final para a prova, professores, recomendam, entre outras coisas, que os estudantes descansem, que durmam e se alimentem bem. Na hora da prova, uma dica é conhecer as regras de correção da prova, que utiliza a chamada teoria de resposta ao item (TRI). As questões mais fáceis devem ser respondidas antes.

Esta edição do Enem traz algumas novidades relacionadas à acessibilidade. Leitor de tela, redação em braile e correção especial das provas de participantes autistas e surdocegos são algumas delas. As medidas somam-se a outras que vêm sendo adotadas pelo exame ao longo do anos, como videoprova em Língua brasileira de Sinais (Libras) e provas com textos e imagens ampliados.

Enem 2020

O Enem 2020 terá uma versão impressa, que começou a ser aplicada no último domingo (17) e segue amanhã, e uma digital, realizada de forma piloto para 96 mil candidatos, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

 
 
 
#Fonte: Agência Brasil

O QUE É PRECISO SABER PARA O SEGUNDO DIA DO ENEM, NESTE DOMINGO (24) O QUE É PRECISO SABER PARA O SEGUNDO DIA DO ENEM, NESTE DOMINGO (24) Reviewed by Canguaretama De Fato on 23.1.21 Rating: 5

RN: Transporte e Trânsito em Natal Terão Reforço para o ENEM; Confira

 Foto: Josenilson Rodrigues/Busão de Natal

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), vai reforçar o sistema de transporte público neste domingo (17/01) e no próximo (21/01), quando ocorrem as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Agentes de mobilidade urbana estarão nos principais corredores para dar suporte a possíveis ocorrências.

Segundo a STTU, as linhas N-07 (Alvorada IV/Cidade Jardim) e N-29 (Nova Natal/Nova Descoberta, via Campus) terão seus itinerários estendidos até o Praia Shopping, de modo a dar acesso as instituições de ensino localizadas ao longo da Av. Engenheiro Roberto Freire.

A linha L-51 (Rocas/Pirangi, via Praça) circulará a partir das 8h30 nos domingos do ENEM, de modo a atender a demanda oriunda do bairro de Neópolis. Pelo bairro ainda circularam as linhas S-50 (Serrambi/Santa Catarina) e O-83 (Felipe Camarão/Ponta Negra, via Cidade Satélite).

Já as linhas N-60 (Pajuçara/Mirassol) e N-77 (Parque dos Coqueiros/Mirassol) vão circular pelo Campus Universitário para permitir o acesso dos estudantes as salas que serão locais de prova na UFRN a partir das 9h. A linha 588 (Circular UFRN) também irá circular, com três veículos. Cabe ressaltar que, além dessas linhas, circularão pelo Campus as linhas N-29, O-63 (Felipe Camarão/Campus), 304 (Parque dos Coqueiros/Mirassol) e 503 (Planalto/Nova Descoberta).

A linha N-75 (Parque das Dunas/Alecrim, via Petrópolis) também irá circular neste domingo, de modo a atender a demanda do Parque das Dunas com destino as escolas localizadas na Ribeira, Cidade Alta, Alecrim e Petrópolis.

Além das linhas citadas, também terão reforço na frota as linhas N-08 (Redinha/Mirassol, via Rodoviária), N-15 (Pajuçara/Petrópolis), O-21 (Felipe Camarão/Areia Preta), O-22 (Felipe Camarão/Rocas, via Bom Pastor), O-30 (Felipe Camarão/Mirassol, via Candelária), N-35 (Soledade/Candelária), L-37 (Rocas/Cidade Satélite, via Praça), O-39 (Cidade Nova/Tirol), S-46 (Ponta Negra/Ribeira, via Praça), L-54 (Rocas/Ponta Negra, via Alecrim), N-70 (Parque dos Coqueiros/Ribeira) e N-84 (Soledade/Petrópolis).

A STTU orienta que os estudantes não deixem para sair de casa em cima da hora da realização da prova, de modo a evitar aglomeração no sistema de transporte público, além de possíveis incidentes que gerem atrasos no deslocamento. Em caso de dúvidas os passageiros podem ligar para STTU, no telefone 156.

TRÂNSITO

De acordo com a STTU, agentes de mobilidade urbana estarão nos principais corredores – como Av. Hermes da Fonseca/Sen. Salgado Filho, Av. Bernardo Vieira e Av. Prudente de Morais – e no entorno do Campus Universitário, além de dar suporte em outros locais em caso de necessidade.

Ao todo, serão 29 agentes de mobilidade urbana e 16 viaturas trabalhando na operação ENEM. Em caso de ocorrências no dia da prova, o cidadão pode ligar para o 156.

INFORMAÇÕES EM TEMPO REAL

A Web Rádio 156Natal vai realizar uma cobertura especial do trânsito nos dois domingos de realização do ENEM. Das 09h30 às 13h00 você vai acompanhar boletins de tráfego especiais com as condições do trânsito nas principais vias e nos acessos aos principais locais de prova. Acompanhe pelo APP rádio na Google Play (http://bit.ly/2nK3Vn9) ou ouça no RadiosNET (http://l.radios.com.br/r/64793) ou TuneIn Radio (http://tun.in/sfAui).

No Twitter, o @156Natal também vai monitorar em tempo real as condições de trânsito, informando locais de congestionamento e incidentes. Acompanhe em www.twitter.com/156Natal.

RN: Transporte e Trânsito em Natal Terão Reforço para o ENEM; Confira RN: Transporte e Trânsito em Natal Terão Reforço para o ENEM; Confira Reviewed by Canguaretama De Fato on 15.1.21 Rating: 5

Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN Reafirma que Aulas Presenciais na Rede Estadual Só Serão Retomadas Após a Vacinação

 

Em nota divulgado nessa quarta-feira(13), o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte (SINTE/RN) reafirmou que as aulas presenciais na Rede Estadual só serão retomadas após a comunidade escolar ser vacinada em massa contra a Covid-19.

A questão voltou à tona após o secretário estadual de educação, professor Getúlio Marques, conceder entrevista nessa quarta-feira (13) anunciando que o ano letivo de 2021 iniciará em 1º de fevereiro no formato híbrido. Ou seja, à distância e presencialmente.

“Porém, o Sindicato relembra que a reabertura das escolas só acontecerá após os professores, funcionários e alunos serem imunizados coletivamente. Essa decisão foi tirada em assembleia virtual da categoria no dia 03 de dezembro de 2020. A ideia é proteger todos os que participam do processo educacional, sobretudo quando os números de casos e mortes pelo novo Coronavírus disparam pelo Brasil. Assim, as aulas deverão voltar apenas virtualmente, continuando assim até que todos sejam vacinados.

No entanto, o SINTE/RN avisa de antemão que chamará paralisações pela vida caso o Governo mantenha a posição de iniciar o ano letivo na forma híbrida antes da vacinação.

A coordenadora geral do SINTE/RN, professora Fátima Cardoso, disse que a deliberação vale para o Estado e os municípios: “Neste momento o diálogo é com o Governo, mas as decisões tomadas pela categoria e o SINTE/RN se estendem ao município do Natal e demais municípios do Estado”.

FORMAÇÃO E INSUMOS

Os professores da Rede Estadual apontam que 2020 foi um ano desafiador. Isto porque tiveram que dar aulas à distância repentinamente, embora muitos não fossem treinados para lecionar virtualmente e tampouco dispusessem dos equipamentos necessários. Por isso, consciente que 2021 também será de desafios, a categoria continua reivindicando da Secretaria Estadual de Educação (SEEC) uma formação sobre o uso de tecnologias e dispositivos voltados a oferta de aulas online.

Ao mesmo tempo exige da SEEC o preparo das escolas para quando do retorno presencial, mesmo após o início da imunização. Assim, cobram que o Estado garanta os insumos necessários para auxiliar na proteção aos professores, funcionários e alunos”, encerra nota.

Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN Reafirma que Aulas Presenciais na Rede Estadual Só Serão Retomadas Após a Vacinação Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN Reafirma que Aulas Presenciais na Rede Estadual Só Serão Retomadas Após a Vacinação Reviewed by Canguaretama De Fato on 14.1.21 Rating: 5

COVID-19: Escolas Estaduais do RN Ainda Não Estão Preparadas para Retorno presencial


A menos de um mês do retorno das aulas presenciais, as escolas estaduais do Rio Grande do Norte ainda precisam se adequar para receber os alunos. A volta às aulas, que está marcada para acontecer nos dias 1º e 3 de fevereiro para as escolas estaduais e municipais de Natal, respectivamente, será relativa ao ano letivo de 2020, e dependerá do cenário epidemiológico do estado. No entanto, as escolas ainda não estão preparadas para a retomada das atividades presenciais. 

 O Agora RN visitou quatro escolas estaduais localizadas na capital potiguar para verificar o andamento da adaptação da estrutura para receber os alunos de volta às atividades presenciais em menos de um mês. No Colégio Estadual do Atheneu Norte Riograndense, segunda escola mais antiga do Brasil, ainda não há nenhuma providência em relação às medidas de biossegurança necessárias. É o mesmo caso da Escola Estadual Alberto Torres, que estava fechada e sem nem um sinal de adequação às novas normas. A Escola Estadual Professor Anísio Teixeira está passando por reformas e conta com um dispensador de álcool em gel logo na entrada, mas a demarcação do piso para garantir o distanciamento e outras medidas ainda estão em falta. 

A reportagem não conseguiu contato com nenhuma pessoa da gestão destas três escolas. Já na Escola Estadual Augusto Severo, a diretora Fátima Oliveira explicou que a unidade está aberta todos os dias para prestar atendimento a quem necessitar resolver questões de documentação, matrícula, transferência etc. A instituição passou por uma reforma recentemente e está com uma boa estrutura, no entanto, em relação às medidas de segurança sanitária exigidas, ainda há poucas providências. “Para retornar, a gente precisa organizar detalhes. 

Nós temos borrifadores, mas pouquíssimos, nós não temos nem sequer bebedouro com torneiras, porque não pode ser aquele que os alunos põem a boca. Então a gente precisa desses mínimos detalhes para a gente garantir que tem essa biossegurança para que nossos alunos possam voltar. A própria SEEC tem que nos dar um prazo pra gente fazer”, pontuou a gestora. Fátima Oliveira ainda esclareceu que a aquisição dos Equipamentos de Proteção Individual e recursos necessários para obedecer às normas deveria ser feita com o recurso do Programa Dinheiro Direto na Escola Emergencial (PDDE), mas que a escola ainda não teve acesso a esse dinheiro. 

 

O PDDE é um recurso federal, e o PDD Emergencial é um recurso extra que foi instituído em outubro de 2020 com o objetivo de suprir, justamente, a necessidade das escolas de se adequarem para o retorno das atividades presenciais. No caso da escola Augusto Severo, foi necessário utilizar o recurso destinado a outras prioridades para adquirir o mínimo de estrutura que existe no local atualmente. “A fita para demarcação do chão foi comprada com a primeira parcela do Programa de Autogerenciamento da Unidade Escolar (Pague), e compramos álcool em gel, não pra muito tempo, mas temos um pouco. Nós compramos material de limpeza, porque temos que fazer todo dia, uma ou duas vezes por semana a gente lava com água sanitária. O nosso tapete de entrada, tudo nós compramos com a primeira parcela do Pague, que é um recurso estadual. No PDDE a gente ainda não mexeu, a gente só reprogramou porque nossa escola tem outras necessidades”, disse Fátima. 

 

A diretora precisou comprar um termômetro digital com o próprio dinheiro. “Nós já temos o termômetro, enquanto não tinha o recurso eu comprei, é meu e eu deixei à disposição da escola. Mas a escola vai comprar, a gente precisa ter mais de um”. A opinião da diretora é de que as aulas só deveriam voltar se houver o mínimo de segurança sanitária para todos, e que, mesmo assim, sem a vacina, as aulas presenciais não configuram uma situação ideal. “Se nós tivermos o mínimo de segurança e um número menor de alunos a gente controla a entrada, vai ficar todo mundo em alerta, focando no distanciamento, fazendo esse trabalho, mas a gente tem que ter o mínimo de segurança para voltar. 

 Mas sinceramente, de minha parte, não voltaria, porque é o seguinte: na sala de aula você controla, mas quando eles saem no pátio você não controla. Até porque os professores, no intervalo, querem o lanche deles, o tempinho deles de intervalo, e a gente não vai ter isso, porque a gente vai ficar em cima. A faixa etária dos nossos alunos é muito aguçada, tem muita energia, quando eles se veem, se abraçam, correm pra cima. Por mais que a pandemia demore e vá se fazendo uma construção da consciência sobre, mas existem os negacionistas, então é preocupante. Sem a vacina é preocupante”, lamentou a diretora. 

 
#Fonte: https://agorarn.com.br/ultimas/escolas-estaduais-nao-estao-preparadas-para-retorno-presencial/ | Agora RN

Escolas estaduais do RN ainda não estão preparadas para retorno presencial Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública (SINTE) acredita que ainda não é o momento de retomar as atividades Redação 11/01/2021 | 07:12 Escolas estaduais do rn ainda não estão preparadas para retorno presencial Fátima Oliveira é diretora da Escola Estadual Augusto Severo, localizada em Natal - Foto: José Aldenir/Agora RN A menos de um mês do retorno das aulas presenciais, as escolas estaduais do Rio Grande do Norte ainda precisam se adequar para receber os alunos. A volta às aulas, que está marcada para acontecer nos dias 1º e 3 de fevereiro para as escolas estaduais e municipais de Natal, respectivamente, será relativa ao ano letivo de 2020, e dependerá do cenário epidemiológico do estado. No entanto, as escolas ainda não estão preparadas para a retomada das atividades presenciais. O Agora RN visitou quatro escolas estaduais localizadas na capital potiguar para verificar o andamento da adaptação da estrutura para receber os alunos de volta às atividades presenciais em menos de um mês. No Colégio Estadual do Atheneu Norte Riograndense, segunda escola mais antiga do Brasil, ainda não há nenhuma providência em relação às medidas de biossegurança necessárias. É o mesmo caso da Escola Estadual Alberto Torres, que estava fechada e sem nem um sinal de adequação às novas normas. A Escola Estadual Professor Anísio Teixeira está passando por reformas e conta com um dispensador de álcool em gel logo na entrada, mas a demarcação do piso para garantir o distanciamento e outras medidas ainda estão em falta. A reportagem não conseguiu contato com nenhuma pessoa da gestão destas três escolas. Já na Escola Estadual Augusto Severo, a diretora Fátima Oliveira explicou que a unidade está aberta todos os dias para prestar atendimento a quem necessitar resolver questões de documentação, matrícula, transferência etc. A instituição passou por uma reforma recentemente e está com uma boa estrutura, no entanto, em relação às medidas de segurança sanitária exigidas, ainda há poucas providências. “Para retornar, a gente precisa organizar detalhes. Nós temos borrifadores, mas pouquíssimos, nós não temos nem sequer bebedouro com torneiras, porque não pode ser aquele que os alunos põem a boca. Então a gente precisa desses mínimos detalhes para a gente garantir que tem essa biossegurança para que nossos alunos possam voltar. A própria SEEC tem que nos dar um prazo pra gente fazer”, pontuou a gestora. Fátima Oliveira ainda esclareceu que a aquisição dos Equipamentos de Proteção Individual e recursos necessários para obedecer às normas deveria ser feita com o recurso do Programa Dinheiro Direto na Escola Emergencial (PDDE), mas que a escola ainda não teve acesso a esse dinheiro. O PDDE é um recurso federal, e o PDD Emergencial é um recurso extra que foi instituído em outubro de 2020 com o objetivo de suprir, justamente, a necessidade das escolas de se adequarem para o retorno das atividades presenciais. No caso da escola Augusto Severo, foi necessário utilizar o recurso destinado a outras prioridades para adquirir o mínimo de estrutura que existe no local atualmente. “A fita para demarcação do chão foi comprada com a primeira parcela do Programa de Autogerenciamento da Unidade Escolar (Pague), e compramos álcool em gel, não pra muito tempo, mas temos um pouco. Nós compramos material de limpeza, porque temos que fazer todo dia, uma ou duas vezes por semana a gente lava com água sanitária. O nosso tapete de entrada, tudo nós compramos com a primeira parcela do Pague, que é um recurso estadual. No PDDE a gente ainda não mexeu, a gente só reprogramou porque nossa escola tem outras necessidades”, disse Fátima. A diretora precisou comprar um termômetro digital com o próprio dinheiro. “Nós já temos o termômetro, enquanto não tinha o recurso eu comprei, é meu e eu deixei à disposição da escola. Mas a escola vai comprar, a gente precisa ter mais de um”. A opinião da diretora é de que as aulas só deveriam voltar se houver o mínimo de segurança sanitária para todos, e que, mesmo assim, sem a vacina, as aulas presenciais não configuram uma situação ideal.

Saiba mais em: https://agorarn.com.br/ultimas/escolas-estaduais-nao-estao-preparadas-para-retorno-presencial/ | Agora RN
Escolas estaduais do RN ainda não estão preparadas para retorno presencial Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública (SINTE) acredita que ainda não é o momento de retomar as atividades Redação 11/01/2021 | 07:12 Escolas estaduais do rn ainda não estão preparadas para retorno presencial Fátima Oliveira é diretora da Escola Estadual Augusto Severo, localizada em Natal - Foto: José Aldenir/Agora RN A menos de um mês do retorno das aulas presenciais, as escolas estaduais do Rio Grande do Norte ainda precisam se adequar para receber os alunos. A volta às aulas, que está marcada para acontecer nos dias 1º e 3 de fevereiro para as escolas estaduais e municipais de Natal, respectivamente, será relativa ao ano letivo de 2020, e dependerá do cenário epidemiológico do estado. No entanto, as escolas ainda não estão preparadas para a retomada das atividades presenciais. O Agora RN visitou quatro escolas estaduais localizadas na capital potiguar para verificar o andamento da adaptação da estrutura para receber os alunos de volta às atividades presenciais em menos de um mês. No Colégio Estadual do Atheneu Norte Riograndense, segunda escola mais antiga do Brasil, ainda não há nenhuma providência em relação às medidas de biossegurança necessárias. É o mesmo caso da Escola Estadual Alberto Torres, que estava fechada e sem nem um sinal de adequação às novas normas. A Escola Estadual Professor Anísio Teixeira está passando por reformas e conta com um dispensador de álcool em gel logo na entrada, mas a demarcação do piso para garantir o distanciamento e outras medidas ainda estão em falta. A reportagem não conseguiu contato com nenhuma pessoa da gestão destas três escolas. Já na Escola Estadual Augusto Severo, a diretora Fátima Oliveira explicou que a unidade está aberta todos os dias para prestar atendimento a quem necessitar resolver questões de documentação, matrícula, transferência etc. A instituição passou por uma reforma recentemente e está com uma boa estrutura, no entanto, em relação às medidas de segurança sanitária exigidas, ainda há poucas providências. “Para retornar, a gente precisa organizar detalhes. Nós temos borrifadores, mas pouquíssimos, nós não temos nem sequer bebedouro com torneiras, porque não pode ser aquele que os alunos põem a boca. Então a gente precisa desses mínimos detalhes para a gente garantir que tem essa biossegurança para que nossos alunos possam voltar. A própria SEEC tem que nos dar um prazo pra gente fazer”, pontuou a gestora. Fátima Oliveira ainda esclareceu que a aquisição dos Equipamentos de Proteção Individual e recursos necessários para obedecer às normas deveria ser feita com o recurso do Programa Dinheiro Direto na Escola Emergencial (PDDE), mas que a escola ainda não teve acesso a esse dinheiro. O PDDE é um recurso federal, e o PDD Emergencial é um recurso extra que foi instituído em outubro de 2020 com o objetivo de suprir, justamente, a necessidade das escolas de se adequarem para o retorno das atividades presenciais. No caso da escola Augusto Severo, foi necessário utilizar o recurso destinado a outras prioridades para adquirir o mínimo de estrutura que existe no local atualmente. “A fita para demarcação do chão foi comprada com a primeira parcela do Programa de Autogerenciamento da Unidade Escolar (Pague), e compramos álcool em gel, não pra muito tempo, mas temos um pouco. Nós compramos material de limpeza, porque temos que fazer todo dia, uma ou duas vezes por semana a gente lava com água sanitária. O nosso tapete de entrada, tudo nós compramos com a primeira parcela do Pague, que é um recurso estadual. No PDDE a gente ainda não mexeu, a gente só reprogramou porque nossa escola tem outras necessidades”, disse Fátima. A diretora precisou comprar um termômetro digital com o próprio dinheiro. “Nós já temos o termômetro, enquanto não tinha o recurso eu comprei, é meu e eu deixei à disposição da escola. Mas a escola vai comprar, a gente precisa ter mais de um”. A opinião da diretora é de que as aulas só deveriam voltar se houver o mínimo de segurança sanitária para todos, e que, mesmo assim, sem a vacina, as aulas presenciais não configuram uma situação ideal.

Saiba mais em: https://agorarn.com.br/ultimas/escolas-estaduais-nao-estao-preparadas-para-retorno-presencial/ | Agora RN
Escolas estaduais do RN ainda não estão preparadas para retorno presencial Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública (SINTE) acredita que ainda não é o momento de retomar as atividades Redação 11/01/2021 | 07:12 Escolas estaduais do rn ainda não estão preparadas para retorno presencial Fátima Oliveira é diretora da Escola Estadual Augusto Severo, localizada em Natal - Foto: José Aldenir/Agora RN A menos de um mês do retorno das aulas presenciais, as escolas estaduais do Rio Grande do Norte ainda precisam se adequar para receber os alunos. A volta às aulas, que está marcada para acontecer nos dias 1º e 3 de fevereiro para as escolas estaduais e municipais de Natal, respectivamente, será relativa ao ano letivo de 2020, e dependerá do cenário epidemiológico do estado. No entanto, as escolas ainda não estão preparadas para a retomada das atividades presenciais. O Agora RN visitou quatro escolas estaduais localizadas na capital potiguar para verificar o andamento da adaptação da estrutura para receber os alunos de volta às atividades presenciais em menos de um mês. No Colégio Estadual do Atheneu Norte Riograndense, segunda escola mais antiga do Brasil, ainda não há nenhuma providência em relação às medidas de biossegurança necessárias. É o mesmo caso da Escola Estadual Alberto Torres, que estava fechada e sem nem um sinal de adequação às novas normas. A Escola Estadual Professor Anísio Teixeira está passando por reformas e conta com um dispensador de álcool em gel logo na entrada, mas a demarcação do piso para garantir o distanciamento e outras medidas ainda estão em falta. A reportagem não conseguiu contato com nenhuma pessoa da gestão destas três escolas. Já na Escola Estadual Augusto Severo, a diretora Fátima Oliveira explicou que a unidade está aberta todos os dias para prestar atendimento a quem necessitar resolver questões de documentação, matrícula, transferência etc. A instituição passou por uma reforma recentemente e está com uma boa estrutura, no entanto, em relação às medidas de segurança sanitária exigidas, ainda há poucas providências. “Para retornar, a gente precisa organizar detalhes. Nós temos borrifadores, mas pouquíssimos, nós não temos nem sequer bebedouro com torneiras, porque não pode ser aquele que os alunos põem a boca. Então a gente precisa desses mínimos detalhes para a gente garantir que tem essa biossegurança para que nossos alunos possam voltar. A própria SEEC tem que nos dar um prazo pra gente fazer”, pontuou a gestora. Fátima Oliveira ainda esclareceu que a aquisição dos Equipamentos de Proteção Individual e recursos necessários para obedecer às normas deveria ser feita com o recurso do Programa Dinheiro Direto na Escola Emergencial (PDDE), mas que a escola ainda não teve acesso a esse dinheiro. O PDDE é um recurso federal, e o PDD Emergencial é um recurso extra que foi instituído em outubro de 2020 com o objetivo de suprir, justamente, a necessidade das escolas de se adequarem para o retorno das atividades presenciais. No caso da escola Augusto Severo, foi necessário utilizar o recurso destinado a outras prioridades para adquirir o mínimo de estrutura que existe no local atualmente. “A fita para demarcação do chão foi comprada com a primeira parcela do Programa de Autogerenciamento da Unidade Escolar (Pague), e compramos álcool em gel, não pra muito tempo, mas temos um pouco. Nós compramos material de limpeza, porque temos que fazer todo dia, uma ou duas vezes por semana a gente lava com água sanitária. O nosso tapete de entrada, tudo nós compramos com a primeira parcela do Pague, que é um recurso estadual. No PDDE a gente ainda não mexeu, a gente só reprogramou porque nossa escola tem outras necessidades”, disse Fátima. A diretora precisou comprar um termômetro digital com o próprio dinheiro. “Nós já temos o termômetro, enquanto não tinha o recurso eu comprei, é meu e eu deixei à disposição da escola. Mas a escola vai comprar, a gente precisa ter mais de um”. A opinião da diretora é de que as aulas só deveriam voltar se houver o mínimo de segurança sanitária para todos, e que, mesmo assim, sem a vacina, as aulas presenciais não configuram uma situação ideal.

Saiba mais em: https://agorarn.com.br/ultimas/escolas-estaduais-nao-estao-preparadas-para-retorno-presencial/ | Agora RN
COVID-19: Escolas Estaduais do RN Ainda Não Estão Preparadas para Retorno presencial   COVID-19: Escolas Estaduais do RN Ainda Não Estão Preparadas para Retorno presencial Reviewed by Canguaretama De Fato on 11.1.21 Rating: 5

ENEM 2021: Estudantes Poderão Conferir Local e data de Prova Nesta Terça-feira (5)

 
Foto: reprodução

Estudantes inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) poderão acessar o cartão de confirmação de inscrição da prova nesta terça-feira (5/1). A informação foi divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Com o cartão, o candidato pode verificar o número de inscrição, data, hora e local do exame. O documento está disponível na Página do Participante. Em função da pandemia do novo coronavírus, a avaliação será realizada nas modalidades impressa e digital.

Vale lembrar que as provas, na modalidade impressa, estão marcadas para ocorrer entre 17 e 24 de janeiro deste ano. O Enem Virtual, por sua vez, será realizado entre 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Ao todo, 5.783.357 inscrições foram registradas.

O estudante não é obrigado a levar o cartão de confirmação de inscrição no dia da prova. O Inep, no entanto, recomenda aos participantes que levem a documentação mesmo assim.

Além do cartão, o instituto divulgou o cronograma de provas e simulados do Enem, que podem ser realizados como preparação para a prova. O site do Inep também traz informações importantes para o dia do exame.

A prova avalia o desempenho escolar ao fim da educação básica. São 45 questões em cada prova das quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias.

 

 

 

#Fonte: Metrópoles *com informações do Inep

ENEM 2021: Estudantes Poderão Conferir Local e data de Prova Nesta Terça-feira (5) ENEM 2021: Estudantes Poderão Conferir Local e data de Prova Nesta Terça-feira (5) Reviewed by Canguaretama De Fato on 5.1.21 Rating: 5

UFRN ABRE PRAZO DE MATRÍCULAS PARA ALUNOS REGULARES E ESPECIAIS


Os alunos regulares e especiais da UFRN podem solicitar a matrícula em componentes curriculares para o período letivo 2020.2 a partir desta segunda-feira, 4, até o dia 11 de janeiro. Para isso, precisam acessar o Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa). As aulas para o período 2020.2 terão início no dia 18 de janeiro, na modalidade de ensino remoto, com término previsto para o dia 30 de abril.

De acordo com a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) da UFRN, esses pedidos de matrículas dos alunos regulares serão analisados, por orientadores acadêmicos ou coordenadores de cursos, até o dia 13 de janeiro. Já os candidatos convocados e cadastrados dentro das vagas disponíveis para ingresso no segundo período letivo por meio do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) 2020 terão as matrículas realizadas automaticamente pela UFRN até a sexta-feira, 8 de janeiro.

No período de 18 a 22 de janeiro, estará aberto o prazo para a confirmação de vínculo dos ingressantes do 2020.2 que tenham comparecido ao cadastramento nas 1ª ou 2ª chamadas do SiSU e tiveram seu cadastro efetivado. A confirmação de vínculo deverá ser efetuada pelo aluno, eletronicamente, no Sigaa, de acordo com o procedimento que será divulgado na terça-feira, 12 de janeiro.

Por meio do SiSU 2020, a UFRN ofertou 6.933 vagas em 107 cursos de graduação, sendo 4.649 no período letivo 2020.1 e 2.284 vagas no período letivo 2020.2. Mais informações sobre o SiSU, basta acessar o site SiSU-UFRN.

UFRN ABRE PRAZO DE MATRÍCULAS PARA ALUNOS REGULARES E ESPECIAIS UFRN ABRE PRAZO DE MATRÍCULAS PARA ALUNOS REGULARES E ESPECIAIS Reviewed by CanguaretamaDeFato on 4.1.21 Rating: 5

RN: Aulas Presenciais na Rede Municipal de Natal Retornam em Fevereiro de 2021, Informa novo decreto nesta Quinta-feira (24)

As aulas presenciais na rede municipal de ensino de Natal serão retomadas no dia 3 de fevereiro de 2021. Os encontros presenciais fazem parte do modelo híbrido adotado para concluir o ano letivo de 2020. A medida foi oficializada nesta quinta-feira (24), em publicação de portaria no Diário Oficial do Município (DOM). Vale ressaltar que o retorno às atividades presenciais não é obrigatório. O estudante maior de idade ou o responsável legal do aluno menor de idade que optar por não retornar às aulas no local de ensino deverá assinar um termo se comprometendo a desenvolver todas as atividades pedagógicas propostas pela escola onde o estudante está matriculado.

Será cumprida a carga horária mínima de 800 horas, sendo 400h presenciais (aulas até o dia 4 de junho de 2021) e 400h remotas. Os resultados serão divulgados no dia 7 de junho, com a progressão (aprovação para série superior) ocorrer mediante 75% das atividades presenciais e não presenciais ofertadas. Na educação infantil e 1º e 2º anos do ensino fundamental, a progressão é automática.

Mais detalhes AQUI.

RN: Aulas Presenciais na Rede Municipal de Natal Retornam em Fevereiro de 2021, Informa novo decreto nesta Quinta-feira (24) RN: Aulas Presenciais na Rede Municipal de Natal Retornam em Fevereiro de 2021, Informa novo decreto nesta Quinta-feira (24) Reviewed by Canguaretama De Fato on 24.12.20 Rating: 5

EM TEMPO!! MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO NOMEIA REITOR ELEITO DO IFRN APÓS 8 MESES DE ESPERA

 

José Arnóbio de Araújo Filho /Foto: Reprodução

O professor José Arnóbio de Araújo Filho foi nomeado nesta segunda-feira (21) para o cargo de reitor do Instituto Federal do Rio Grande do Norte, após oito meses de espera. Eleito em dezembro de 2019 no primeiro lugar da listra tríplice para o comando da instituição, ele aguardava ser nomeado desde 20 de abril.

A nomeação publicada pelo Ministério da Educação nesta segunda-feira (21) foi assinada pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro Milton Ribeiro e atende a uma decisão da juíza Gisele Leite, da 4ª Vara Federal.

O professor foi o vencedor das eleições em consulta acadêmica em dezembro de 2019, mas o governo federal nomeou o professor Josué Moreira Oliveira, que sequer participou das eleições, como reitor pro tempore (temporário), alegando que José Arnóbio respondia a um processo administrativo.

A decisão judicial expedida no dia 11 de dezembro também suspendeu a portaria n.º 405/2020, do Ministério da Educação (MEC), que nomeou o professor Josué Moreira de Oliveira como reitor pro tempore (temporário) em abril deste ano. Josué sequer participou do pleito.

O processo na Justiça Federal foi movido pelo Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica e Profissional.

Nomeação de pro tempore

O MEC nomeou em 17 de abril Josué Moreira como como reitor pro tempore do IFRN. O professor, no entanto, não concorreu às eleições. A pasta na época era comandada por Abraham Weintraub.

As eleições do IFRN, que aconteceram no dia 4 de dezembro de 2019, há mais de um ano, foram vencidas pelo professor José Arnóbio de Araújo Filho. Ele foi eleito reitor após ter 48,25% dos votos válidos.

Com a vitória, José Arnóbio seria empossado no cargo no dia 20 de abril, mas foi surpreendido com a nomeação de Josué Moreira três dia antes.  

 

 

 

 

#Fonte: G1/RN.

EM TEMPO!! MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO NOMEIA REITOR ELEITO DO IFRN APÓS 8 MESES DE ESPERA EM TEMPO!! MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO NOMEIA REITOR ELEITO DO IFRN APÓS 8 MESES DE ESPERA Reviewed by Canguaretama De Fato on 21.12.20 Rating: 5

IFRN Abre Processos Seletivos para 2021 com 3.786 Vagas em 31 Cursos Diferentes e Ofertados por 20 Campi

 

Foto/Reprodução

A Pró-Reitoria de Ensino do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) lançou na sexta-feira, 11 de dezembro, três editais: Exame de Seleção (Edital nº 29/2020-PROEN — Cursos Técnicos Integrados 2021), Subsequente (Edital nº 30/2020-PROEN — Cursos Técnicos Subsequentes 2021.1) e Educação de Jovens e Adultos (Edital nº 31/2020-PROEN/IFRN – Cursos Técnicos Integrados Proeja 2021.1).

Após uma longa espera por parte de estudantes, docentes e sociedade em geral, foram divulgadas 3.786 mil vagas em 31 cursos diferentes e ofertados por 20 dos campi do Instituto (ver tabelas abaixo). Os processos seletivos do IFRN para 2021 vêm em formato diferente dos últimos anos: o processo classificatório e eliminatório e o preenchimento das vagas serão realizados por meio de análise do Histórico Escolar de estudantes que se inscreverem, com as observâncias específicas de cada edital.

Inscrição

Outra novidade é que, em 2020 não será cobrada taxa para as inscrições, que deverão ser realizadas no Portal do Candidato, entre às 14h de 15/12/2020 e 23h59min de 22/01/2021. Para se cadastrar no Portal do Candidato é obrigatório possuir conta de e-mail ativa, pois ela é imprescindível para ativação do cadastro e para o resgate de senha de acesso. O passo a passo para a inscrição e o envio da documentação está descrito no edital.

Para o caso de dúvidas, reclamações ou informações extras é recomendado entrar em contato com a Coordenação de Acesso Discente (Cadis) do IFRN, que integra a estrutura da Proen, é a responsável pela execução de todas as etapas dos processos seletivos que vão desde a construção do Edital ao resultado final. A Cadis atende pelo processoseletivo@ifrn.edu.br. À Assessoria de Comunicação Social e Eventos da Reitoria e às Coordenações de Comunicação e Eventos dos campi cabe a divulgação destes e dos demais processos seletivos do Instituto, baseada nas informações dos editais.

Pandemia e análise de histórico escolar

Segundo a Cadis, a alteração no formato dos processos seletivos e no Exame de Seleção foi provocada pela pandemia do novo Coronavírus: “Em vista da segurança sanitária, que requer cuidados específicos, como evitar aglomerações para resguardar a saúde de estudantes, servidores, colaboradores e parceiros que se envolvem na realização dos processos seletivos, estamos convencidos que o ideal é não fazer provas presenciais como tradicionalmente o IFRN fazia”, disse Úrsula Brügge, coordenadora de Acesso Discente; em anos anteriores, o total de estudantes que fizeram a prova esteve próximo de 25 mil pessoas.

Úrsula acrescentou que a mudança conta com o apoio logístico do Instituto Federal da Paraíba: “Passamos a cogitar outros modelos de seleção que pudessem ser feitos de modo não presencial diante dos imensos desafios gerados pela pandemia de Covid-19, entre eles a organização de diretrizes para os processos seletivos diante de um cenário cheio de incertezas. Então, tivemos dois encontros presenciais com a equipe da Comissão Permanente de Concursos (Compec) do IFPB. Buscávamos a troca de experiências entre as instituições e o aprofundamento do estudo, por parte do IFRN, sobre a viabilidade de assumir esse formato de seleção, praticado pelo IFPB desde 2017”, disse.


Exame de Seleção 2021

O processo classificatório e eliminatório e o preenchimento das vagas serão realizados por meio de análise do Histórico Escolar do Ensino Fundamental dos candidatos inscritos, utilizando, para tanto, a média final das disciplinas de Língua Portuguesa e de Matemática obtidas pelo candidato nos 7º e 8º anos do Ensino Fundamental. O caso do Exame de Seleção, estudantes que estejam matriculados no 8º ano do Ensino Fundamental no corrente ano NÃO poderão concorrer às vagas ofertadas no Edital nº 29/2020. Para o Integrado são oferecidas 3.248 vagas.

Editais, cursos e vagas CLIQUE AQUI.


- CONTINUE DEPOI

IFRN Abre Processos Seletivos para 2021 com 3.786 Vagas em 31 Cursos Diferentes e Ofertados por 20 Campi IFRN Abre Processos Seletivos para 2021 com 3.786 Vagas em 31 Cursos Diferentes e Ofertados por 20 Campi Reviewed by Canguaretama De Fato on 16.12.20 Rating: 5

Ministério da Educação Autoriza Ensino Remoto Enquanto Durar Pandemia de Covid-19

 Foto: Alex de Jesus / O Tempo via Estadão Conteúdo

O Ministério da Educação (MEC) homologou a resolução do Conselho Nacional de Educação (CNE) que afirma que as escolas públicas e particulares do país podem oferecer ensino remoto enquanto durar a pandemia de Covid-19. O documento foi motivo de intenso debate e aguardava aprovação desde outubro. Após uma longa negociação com o ministro Milton Ribeiro, o CNE tirou a data “31 de dezembro de 2021” do texto.

O ministro chegou a dizer aos conselheiros do CNE que vetaria o artigo que mencionava a extensão do ensino remoto, o que causou preocupação entre secretários de educação. Sem a resolução, havia uma lacuna sobre como as escolas poderiam operar em 2021, o que levaria à judicialização, já que a continuidade das aulas e atividades online é dada como certa no próximo ano. A intenção do governo federal, segundo fontes, é a de estimular uma volta presencial das escolas.

Depois dos embates, a resolução diz agora que “as atividades pedagógicas não presenciais […] poderão ser utilizadas em caráter excepcional, para integralização da carga horária das atividades pedagógicas” quando houver “suspensão das atividades letivas presenciais por determinação das autoridades locais” e “condições sanitárias locais que tragam riscos à segurança”. O documento se torna, assim, a mais importante resolução nacional sobre o assunto.

Ensino híbrido

Mesmo com uma eventual redução no número de casos do novo coronavírus, secretários de Educação afirmam que vai ser preciso ao menos usar o ensino híbrido. Isso porque os protocolos exigem distanciamento nas salas de aula. Para que os alunos fiquem a 1,5 metro um do outro, não é possível que todos estejam ao mesmo tempo presencialmente. Não há espaço suficiente na maioria das escolas.

O texto também se refere às universidades, mas esta semana o MEC editou portaria indicando que elas voltem ao ensino presencial em março de 2021. Segundo fontes, o governo pode, perto da data, prolongar esse prazo.

“Na prática, pode acontecer até dezembro, desde que as condições da pandemia exijam esse tipo de estratégia para garantir a aprendizagem para todos os alunos”, diz a presidente do CNE, Maria Helena Guimarães de Castro.

Ela explica que a aprovação é importante para que as escolas organizem um currículo contínuo, que leve em conta 2020 e 2021, já que muito deixou de ser aprendido durante a pandemia. “Isso só será cumprido se as escolas tiverem essa flexibilidade, de poder também fazer o ensino remoto, para poder oferecer os conteúdos e habilidades. Podem até ampliar a carga horária e para isso precisavam ampliar a oferta de aprendizagens.”

Reprovação e avaliações

A resolução regulamenta a Lei 14.040/2020 e não recomenda a reprovação este ano. Segundo o texto, as escolas devem “garantir critérios e mecanismos de avaliação ao final do ano letivo de 2020, considerando os objetivos de aprendizagem efetivamente cumpridos pelas escolas e redes de ensino, de modo a evitar o aumento da reprovação e do abandono escolar”.

Algumas redes públicas já anunciaram que juntarão os dois anos letivos, como forma de não penalizar estudantes que não puderam acompanhar o ensino online. Uma delas é a rede estadual de São Paulo, que abriu matrículas para um novo 4º ano do ensino médio para os alunos que quiserem continuar estudando em 2021.

Segundo o presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Vitor de Angelo, a homologação da resolução “é um avanço em relação à posição anterior do ministério”.

Ministério da Educação Autoriza Ensino Remoto Enquanto Durar Pandemia de Covid-19 Ministério da Educação Autoriza Ensino Remoto Enquanto Durar Pandemia de Covid-19 Reviewed by Canguaretama De Fato on 10.12.20 Rating: 5

SINDICATO DECIDE QUE AULAS PRESENCIAIS NA REDE ESTADUAL DO RN SÓ ACONTECERÃO APÓS VACINAÇÃO

 

Foto: Kléber Teixeira

As aulas presenciais em 2021 na Rede Estadual só vão acontecer após a vacinação contra a Covid-19. A decisão foi tirada coletivamente pelos trabalhadores em educação em assembleia virtual nessa quinta-feira (03) conduzida pelo SINTE/RN.

De acordo com o sindicato, a deliberação tem em vista os atuais números de infectados e mortos no Brasil, que apontam para uma segunda onda da pandemia. Assim, o próximo ano letivo poderá iniciar remotamente se até 1º de fevereiro o Governo Federal não começar a vacinar a população.

Por isso, a categoria reivindica que a Secretaria Estadual de Educação (SEEC) realize uma formação com os professores acerca do uso das tecnologias e dispositivos voltados a oferta de aulas à distância. A ideia é capacitar os profissionais, que neste ano tiveram que aprender repentinamente e sem estrutura como dar aulas virtuais. Além disso, a assembleia decidiu exigir que a SEEC disponibilize nas escolas os insumos necessários para proteger professores, funcionários e alunos quando ocorrer o retorno presencial, mesmo após o início da imunização.

Na ocasião, também deliberou exigir do Executivo Estadual rediscutir a portaria 438/2020 e retirar a burocracia existente. Os profissionais apontaram que quem não ministrou aulas remotas de abril até novembro não terá condição de cumprir os 75% das 800 horas exigidas até 18 de dezembro deste ano. Pedem ainda para as instituições terem autonomia para decidir o quanto devem informar à SEEC sobre o calendário escolar 2020. Os trabalhadores defendem que quem não realizou nenhuma atividade escolar deve ter autonomia para decidir como cumprir a carga.

Outra questão apresentada foi o retorno dos dirigentes, equipes pedagógicas e terceirizados para as escolas, conforme estabelecido pelo Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado pelo Governo em 23 de novembro. Na avaliação dos trabalhadores, o momento não oferece condições para isso. Assim, o SINTE/RN deverá solicitar uma audiência ao Ministério Público do RN para tratar do TAC.

A reposição dos 10 dias relativos à greve deste ano também foi pautada. Na ocasião, foi decidido apresentar ao secretário de educação, professor Getúlio Marques, um plano de reposição levando em consideração que em 2020 não foi estabelecido dias letivos, mas sim horas. No caso, 800. A categoria propõe que os profissionais que aderiram ao movimento grevista e realizaram aulas e atividades remotas devem computar como reposição e quando não for possível pagar todos os dias em falta devem apontar o calendário restante a escola. Também defende que os que não realizaram nenhuma atividade virtual deverão cria-las em 2021 juntamente com sua escola e propor uma reposição.

Por fim, os trabalhadores decidiram pela realização de uma nova assembleia tão logo o Sindicato se reúna em audiência com Secretário de Educação.

SINDICATO DECIDE QUE AULAS PRESENCIAIS NA REDE ESTADUAL DO RN SÓ ACONTECERÃO APÓS VACINAÇÃO SINDICATO DECIDE QUE AULAS PRESENCIAIS NA REDE ESTADUAL DO RN SÓ ACONTECERÃO APÓS VACINAÇÃO Reviewed by Canguaretama De Fato on 6.12.20 Rating: 5

RN: PREFEITURA DO NATAL PRORROGA SUSPENSÃO DAS AULAS ATÉ O DIA 31 DE DEZEMBRO

 

Foto: Manoel Barbosa

A Prefeitura do Natal prorrogou em mais 30 dias a suspensão das aulas na Rede Pública Municipal de Ensino de Natal, indo agora até o dia 31 de dezembro de 2020. O decreto nº 12.111 de 26 de novembro de 2020 foi publicado na edição desta terça-feira (01/12) do Diário Oficial do Município, podendo ser revisto a qualquer tempo, antecipado ou prorrogado.

A necessidade de se manter a suspensão das aulas dá-se em razão da grave crise de saúde pública decorrente da pandemia da Covid-19 (novo coronavírus), reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS).  Considerando o decreto municipal nº. 11.923, de 20 de março de 2020, que declarou estado de calamidade pública no Município de Natal, e o decreto de nº 12.040, de 31 de agosto de 2020, que tratou da suspensão das aulas, é necessário manter novamente o adiamento das atividades escolares.

Atualmente, a rede municipal de ensino de Natal conta com 146 unidades de ensino, sendo 74 Centros Municipais de Educação Infantil e 72 Escolas de Ensino Fundamental, atendendo no total 58.516 estudantes matriculados. Neste momento, a Prefeitura do Natal está distribuindo uma cesta básica para cada aluno matriculado na Rede Municipal de Ensino.

RN: PREFEITURA DO NATAL PRORROGA SUSPENSÃO DAS AULAS ATÉ O DIA 31 DE DEZEMBRO RN: PREFEITURA DO NATAL PRORROGA SUSPENSÃO DAS AULAS ATÉ O DIA 31 DE DEZEMBRO Reviewed by Canguaretama De Fato on 1.12.20 Rating: 5

Aulas Remotas até fim de 2021 serão vetadas pelo MEC

 Foto: Bruno Concha/Secom-BA

O Ministério da Educação (MEC) avisou ao Conselho Nacional de Educação (CNE), em reunião na última sexta-feira, que vai vetar a prorrogação do ensino remoto até dezembro de 2021. A informação foi confirmada ao ‘O Globo’ por duas fontes envolvidas com as negociações.

O MEC alegou a interlocutores que, com o fim do decreto de estado de calamidade pública em 31 de dezembro, não haveria base legal para a continuação do ensino remoto.

Na prática, as redes de ensino público e privada não poderão, a partir de janeiro, continuar com o ensino remoto. Essa seria uma forma de o governo federal forçar a volta presencial às aulas.

No entanto, cada conselho estadual de educação pode, localmente, decidir pela prorrogação do ensino remoto em sua unidade da federação, afirma Cecília Motta, secretária estadual de Educação do Mato Grosso do Sul e presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).

— Os estados vão precisar ainda do ensino remoto. Se houver um pico de casos, vamos precisar voltar às aulas apenas à distâcia. E, mesmo que tenhamos aulas presenciais, como vou fazer recuperação e dividir as turmas? Vamos precisar de aulas remotas de qualquer maneira. Se o MEC não homologar, os sistemas estaduais podem regular — diz Motta.

A prorrogação do ensino emergencial remoto foi aprovada por unanimidade  pelo CNE (do qual fazem parte dois integrantes do MEC) em outubro. No entanto, para passar a valer, o MEC precisa homologá-lo.

Em reunião nesta sexta-feira, a pouco mais de um mês para o fim do ano, o MEC informou ao conselho que vai homologar a resolução vetando apenas esse artigo.

Fusão dos anos letivos

A resolução foi feita para regulamentar a Lei 14.040, sancionada pelo presidente Jair Bolsonaro em 18 de agosto, que desobriga as escolas de cumprir os 200 dias letivos. O texto da lei prevê que o CNE formule as diretrizes nacionais para implementá-la.

— É fundamental que as redes tenham a liberdade para recuperar os conteúdos eventualmente não trabalhados, inclusive em forma de ensino híbrido. Afinal, nem todos os alunos poderão retornar, seja por risco epidemiológico, seja por questões sanitárias locais  — afirma Luisa Canziani (PTB), deputada relatora da lei 14.040.

Entre outras medidas, o parecer do CNE também libera que estados e municípios optem pela fusão dos anos letivos de 2020 e 2021 por meio da adoção de um continuum curricular de dois anos, na educação básica, e de um ano letivo “suplementar” para estudantes do 3º ano do ensino médio.

O Globo

Aulas Remotas até fim de 2021 serão vetadas pelo MEC Aulas Remotas até fim de 2021 serão vetadas pelo MEC Reviewed by Canguaretama De Fato on 29.11.20 Rating: 5

BRASILEIRA DE 9 ANOS ENTRA PARA GRUPO DOS MAIS INTELIGENTES DO MUNDO

 

Com apenas 9 anos, Laura Büchele passou a fazer parte da mais antiga e respeitada Sociedade de Pessoas com Alta Inteligência do Mundo (Mensa). Para fazer parte do grupo é necessário apresentar um Quociente de Inteligência (QI) acima de 130 e percentil superior a 99% e o de Laura é equivalente a 99,5%. Aos 7 anos, após fazer um primeiro teste de QI, o resultado chamou a atenção: Laura apresentou uma pontuação de 139.

Bruna Büchele, mãe de Laura, conta que os sinais da inteligência avançada da filha começaram a aparecer antes da menina completar um ano, quando ela começou a falar. “Ela falava com clareza o que queria e começou a colocar detalhes nas explicações”, relembra.

Atualmente, Laura e a família moram na Flórida, nos Estados Unidos. A mudança ocorreu há três anos, após Bruna optar por melhores condições de vida no exterior. Antes de embarcar para um novo país, a mãe conta que Laura começou a estudar inglês no jardim de infância. Ao chegar lá, com 6 anos, a filha apresentou excelentes resultados na escola.

Em setembro deste ano, após recomendações de professores, a menina fez os testes necessários para fazer parte do Mensa e após uma semana, a família recebeu a notícia da aprovação. “O teste da Laura foi agendado durante as férias e passamos mais de quatro horas na escola. Ela fez com um profissional qualificado e, finalizado, um grupo de orientadores me convocou para explicar os resultados do teste”, lembra Bruna.

 

 

 

#Fonte: Correio Braziliense

BRASILEIRA DE 9 ANOS ENTRA PARA GRUPO DOS MAIS INTELIGENTES DO MUNDO BRASILEIRA DE 9 ANOS ENTRA PARA GRUPO DOS MAIS INTELIGENTES DO MUNDO Reviewed by Canguaretama De Fato on 27.11.20 Rating: 5

Aulas Presenciais da Rede Estadual de Ensino do RN Retornam dia 1º de Fevereiro de 2021

Volta às aulas: decreto do RN diz que pais não podem culpar escola em caso  de infecção por covidAs aulas presenciais da rede estadual de ensino retornarão no dia 1º de fevereiro de 2021. 

O Governo do Estado, Ministério Público (MPRN) e a Defensoria Pública do Estado (DPE/RN) firmarão um termo de acordo para tratar do assunto.

O documento que será assinado nesta segunda-feira (23), visa ajusta as medidas necessárias na rede estadual dentro dos próximos meses.

Aulas Presenciais da Rede Estadual de Ensino do RN Retornam dia 1º de Fevereiro de 2021 Aulas Presenciais da Rede Estadual de Ensino do RN Retornam dia 1º de Fevereiro de 2021 Reviewed by Canguaretama De Fato on 22.11.20 Rating: 5

OPORTUNIDADE!! UFRN abre 1.400 vagas para seis cursos de graduação a distância em Nove Polos

 UFRN - Me ajude a realizar um sonho! | Vaquinhas online

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) publicou, nesta semana, dois editais que, juntos, somam 1.400 vagas para cursos de graduação a distância. O último processo seletivo para cursos nessa modalidade de ensino foi realizado em 2017. O Edital nº 01/2020 destina-se, exclusivamente, a professores da Rede Pública de Ensino, já o Edital nº 02/2020 é destinado a candidatos que possuem certificado de conclusão do ensino médio (ou curso equivalente).

Nos dois editais, o período para se inscrever será o mesmo: a partir das 8h do dia 14 de dezembro de 2020, até as 23h59 do dia 11 de janeiro de 2021. As inscrições deverão ser feitas pela internet, acessando o site do Núcleo Permanente de Concursos (Comperve). A taxa de inscrição também será a mesma, R$ 30, e os candidatos que atenderem aos pré-requisitos que constam nos editais poderão solicitar isenção.

As publicações podem ser acessadas no site da Comperve. De acordo com o diretor da Comperve, Ridalvo Medeiros Alves de Oliveira, está disponível um Sistema de Atendimento ao Candidato, conhecido como help desk, que pode ser acessado pelos que tiverem dúvidas. Ou se preferir, o candidato pode ligar para o número: (84) 3342.2280, de segunda a sexta-feira, no horário das 7h30 às 17h30.

Distribuição das vagas e cursos

Do total de vagas, 700 serão destinadas a professores da Rede Pública de Ensino e as outras 700 para quem comprovar possuir certificado de conclusão do Ensino Médio. Nesse último caso, serão levadas em consideração as notas obtidas pelos candidatos nas edições do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) realizadas nos anos de 2017, 2018 ou 2019.

“É bom esclarecer que esse processo não ocorrerá pelo Sistema de Seleção Unificada, o SISU. A intenção é atender a uma demanda represada”, declarou a secretária de Educação a Distância da UFRN, Carmem Rêgo.

Carmem Rêgo e a secretária adjunta de EaD da UFRN, Ione Morais, destacaram que nove Polos de Apoio Presencial receberão essas vagas distribuídas em seis cursos de licenciatura: Letras Português, Educação Física, Química, Matemática, Pedagogia e Geografia. Já os polos beneficiados são os de Caicó, Currais Novos, Luís Gomes, Macaíba/Jundiaí, Macau, Marcelino Vieira, Martins, Nova Cruz e Parnamirim.

OPORTUNIDADE!! UFRN abre 1.400 vagas para seis cursos de graduação a distância em Nove Polos OPORTUNIDADE!! UFRN abre 1.400 vagas para seis cursos de graduação a distância em Nove Polos Reviewed by CanguaretamaDeFato on 19.11.20 Rating: 5

UFRN realiza matrícula dos ingressantes do 2020.2 em Janeiro/21

 

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) vai matricular automaticamente, em janeiro de 2021, os candidatos cadastrados nas vagas do segundo período letivo (2020.2) do Edital de Ingresso nos Cursos de Graduação por meio do Sistema de Seleção Unificada (SiSU) para o ano 2020. Já a confirmação de vínculo deverá ser efetuada eletronicamente pelos estudantes.

Conforme o Termo de Retificação do Edital nº 001/2020, serão matriculados automaticamente, de 4 a 8 de janeiro de 2021, os candidatos convocados e cadastrados dentro das vagas disponíveis para ingresso no segundo período letivo, bem como os que tenham sido convocados no cadastro de reserva e que venham a conseguir vaga para ingresso no 2020.2.

De 18 a 22 de janeiro de 2021, deverão realizar a confirmação de vínculo os ingressantes do 2020.2 que tenham comparecido ao cadastramento nas 1ª ou 2ª chamadas do SiSU e tenham seu cadastro efetivado até 21 de dezembro de 2020. A confirmação de vínculo deverá ser efetuada pelo aluno, eletronicamente, no Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa), de acordo com o procedimento que será divulgado no dia 12 de janeiro de 2021.

Já para quem conseguir vaga após 25 de janeiro de 2021, em razão de não confirmação de vínculo ou desistência de candidato melhor classificado, o procedimento de confirmação de vínculo deve ser realizado até o dia 3 de fevereiro de 2021.

Via SiSU 2020, a UFRN ofertou 6.933 vagas em 107 cursos de graduação, sendo 4.649 no período letivo 2020.1 e 2.284 vagas no período letivo 2020.2. Os candidatos devem acessar o Termo de Retificação do Edital nº 001/2020 no site do SiSU-UFRN.

Matrícula e Confirmação de Vínculo

A matrícula é o ato que vincula o aluno a turmas de componentes curriculares em um determinado período letivo. Já a confirmação de vínculo é o procedimento no qual o estudante ingressante confirma o interesse e a sua disponibilidade de frequentar as aulas e demais atividades acadêmicas do curso.





#Fonte: UFRN

UFRN realiza matrícula dos ingressantes do 2020.2 em Janeiro/21 UFRN realiza matrícula dos ingressantes do 2020.2 em Janeiro/21 Reviewed by CanguaretamaDeFato on 18.11.20 Rating: 5

Ex-Catadora de papelão, Brasileira Doani Bertan Está entre os 10 Melhores Professores do Mundo

 Doani Emanuela Bertan. A professora paulista Doani Emanuela Bertan está entre os 10 finalistas do Global Teacher Prize Varkey Foundation/VEJA.com

Nos idos dos anos 1980, quando a apresentadora Xuxa Meneghel cantava “A de Amor, B de Baixinho, C de Coração” na televisão em língua de sinais, a paulista Doani Emanuela Bertan teve seu primeiro contato com a linguagem para deficientes auditivos. De lá até ser eleita uma das dez melhores professoras do mundo pelo Global Teacher Prize, espécie de Prêmio Nobel da Educação, Doani precisou percorrer um longo caminho: foi catadora de papelão, artesã e telefonista antes de se tornar a primeira da família a ingressar na universidade de pedagogia. Aos 18 anos, ela fez um curso de libras e percebeu as dificuldades que os surdos enfrentam na hora de se comunicar e ali decidiu que seria professora.

“Já entrei na faculdade sabendo que ensinar a Língua Brasileira de Sinais era a minha a minha vocação. Desde cedo minha mãe me dizia que a educação era a única maneira de mudar de vida e passei a querer ser uma ferramenta dessa transformação”, conta Doani, que hoje é professora bilíngue na Escola Municipal Júlio de Mesquita Filho, na cidade de Campinas, em São Paulo.

Na escola desde 2012, Doani pode assistir a uma mudança que gerou grande impacto na vida de seus alunos. Há três anos a sala exclusiva para estudantes surdos ou com algum grau de deficiência auditiva foi extinta, dando lugar à docência compartilhada, onde surdos e ouvintes assistem a mesma aula, na mesma classe, com duas professoras. “Montamos o roteiro do que será ensinado juntas e nos dividimos na hora de falar. Essa é a verdadeira inclusão”, afirma a professora, que considera a exclusão social o maior problema enfrentado pelas escolas, especialmente nestes tempos bicudos de pandemia de Covid-19.

Antes mesmo que a quarentena impusesse a necessidade das aulas virtuais, Doani já ministrava o conteúdo dado aos seus alunos no canal do Youtube Sala 8, com cerca de seis mil inscritos. Mas, se antes ela fazia resumos de Português, Ciências, Geografia e Matemática, agora ela também promove atividades, além de ter incluído a disciplina de História. “O trabalho aumentou muito na pandemia e hoje conto com a ajuda do meu marido para editar o material. Mas é reconfortante saber que mais estudantes têm acesso a uma aula inclusiva“, diz Doani.

Se for escolhida no próximo dia 3 de dezembro como a melhor professora do mundo pelo Global Teacher Prize 2020 e ganhar o prêmio de 1 milhão de dólares, a brasileira vai investir no Sala 8 para que a plataforma, que hoje reúne conteúdos para alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, seja ampliado até o fim do Ensino Médio. “Já tenho todo o projeto na minha cabeça, só falta receber o prêmio. Quero promover a educação inclusiva para todos e ter cursos profissionalizantes para que mais alunos, surdos e ouvintes, tenham oportunidades quando ingressarem no mercado de trabalho”, conta ela, que acredita que a disputa este ano está acirrada. Este é o terceiro ano consecutivo que brasileiros aparecem na listagem dos dez finalistas, mas nenhum levou o título.

A competição, promovida pela Fundação Varkey, é vista como o Prêmio Nobel da educação e contou com mais de 12.000 inscrições de mais de 140 países diferentes. O objetivo do prêmio de um milhão de dólares é fazer com que os educadores sejam valorizados a nível internacional. “O respeito aos professores vai além de um importante dever moral – é essencial para para os resultados educacionais de um país”, reforça o fundador, Sunny Varkey. Em 2019, o campeão foi o professor Peter Tabichi, criador de um clube de ciências para crianças de diversas religiões em uma região assolada pela fome no Quênia. “Podemos ser o país do futebol e do Nobel da educação“, conclui Doani. Que assim seja.

 

 

 

 

#Fonte: Veja

Ex-Catadora de papelão, Brasileira Doani Bertan Está entre os 10 Melhores Professores do Mundo Ex-Catadora de papelão, Brasileira Doani Bertan Está entre os 10 Melhores Professores do Mundo Reviewed by Canguaretama De Fato on 5.11.20 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.