Results for EDUCAÇÃO

MEC Autoriza Aulas a Distância em Escolas Técnicas Federais

Foto/Reprodução

O Ministério da Educação autorizou as instituições federais de ensino médio técnico e profissional a suspenderem as aulas presenciais ou substituí-las por atividades à distância até 31 de dezembro de 2020, em razão da pandemia de covid-19. A portaria de autorização entra em vigor nesta quarta-feira (5).

As instituições que optarem pela suspensão das aulas presenciais deverão repô-las integralmente, para cumprimento da carga horária total do curso, e poderão alterar os seus calendários escolares, inclusive os de recessos e de férias.

Já aquelas que optarem por atividades não presenciais deverão disponibilizar aos estudantes o acesso às ferramentas e materiais de apoio e às orientações para a continuidade dos estudos “com maior autonomia intelectual”. As atividades poderão ser mediadas ou não por tecnologias digitais.

Em junho, uma outra portaria semelhante autorizou que as universidades federais mantivessem as aulas a distância até o fim de 2020.

MEC Autoriza Aulas a Distância em Escolas Técnicas Federais MEC Autoriza Aulas a Distância em Escolas Técnicas Federais Reviewed by Canguaretama De Fato on 5.8.20 Rating: 5

OPORTUNIDADE: IFRN Oferece 3.200 Vagas Para o Programa Novos Caminhos

A Coordenação de Acesso ao Discente (Cadis), ligada a Pró-Reitoria de Ensino do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), divulgou  nesta quinta-feira (30), por meio do Edital Nº 17/2020-PROEN/IFRN, a publicação de edital para novas vagas nos cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) do o Programa Novos Caminhos​. Na modalidade educação a distância, a oferta traz três mil e 200 vagas. A lista de cursos está disponível abaixo.

Inscrições
A inscrição será feita exclusivamente via Internet, na Área do Candidato, partir das 8h do dia 04 de agosto (terça-feira) e se prolonga até 23h59 do dia 12 do mesmo mês.No ato da inscrição será obrigatório informar o número de documento oficial de identificação e do CPF do próprio candidato, tendo o direito a apenas uma única inscrição.

Entre outros, para ingresso nos cursos é necessário Ensino Fundamental II (6º a 9º ano) completo

A classificação e o preenchimento das vagas acontecerá por meio de sorteio realizado por um programa habilitado pela equipe técnica do IFRN, sendo que as primeiras inscrições sorteadas serão classificadas para as vagas oferecidas nos cursos.

Entre outros, para ingresso nos cursos é necessário possuir Ensino Fundamental II (6º a 9º ano) completo, ter idade igual ou superior a 16 anos no ato da matrícula, estar classificado dentro do número de vagas ofertadas, declarar que não está matriculado simultaneamente em outro curso FIC do Programa Novos Caminhos. Quem não preencher os requisitos, terá sua inscrição desclassificada do processo seletivo;  automaticamente será convocado outro inscrito conforme a ordem de sorteio.A matrícula deverá ser feita online, anexando toda documentação exigida pelo edital.

Cursos e vagas

Cursos Carga Horária Vagas
Assistente Administrativo 160 1000
Assistente de Secretaria Escolar 180 1000
Programador de Sistemas 200 800
Programador Web200800
OPORTUNIDADE: IFRN Oferece 3.200 Vagas Para o Programa Novos Caminhos OPORTUNIDADE: IFRN Oferece 3.200 Vagas Para o Programa Novos Caminhos Reviewed by Canguaretama De Fato on 3.8.20 Rating: 5

Após Quatro Meses com as Aulas Suspensas, Estados Começam a Sinalizar a Volta às Aulas Presenciais nas Escolas

Após cerca de quatro meses com as aulas suspensas, estados começam a sinalizar a volta às aulas presenciais nas escolas. De um lado, melhor equipadas, de maneira geral, que as escolas públicas, as escolas particulares defendem que estão prontas para uma retomada com segurança.

 Do outro, há professores e funcionários que não se sentem seguros com o retorno e dizem que a permanência nas salas de aula e uma maior circulação de pessoas nas cidades podem aumentar os casos de infecção por coronavírus.




De acordo com o Mapa de Retorno das Atividades Educacionais presencial no Brasil, elaborado diariamente pela Federação Nacional das Escolas Particulares (Fenep), até sexta-feira (31), havia, no país, um estado com a reabertura autorizada das escolas, Amazonas. Outros nove estados e o Distrito Federal têm propostas de data para retornar às atividades presenciais. São eles: Acre, Pará, Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte, Alagoas, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul. No Rio de Janeiro, na capital, a prefeitura autorizou o retorno facultativo para algumas séries este mês. As demais unidades da federação estão sem data definida.

“Na parte operacional já está tudo certo, temos protocolo, a gente já sabe o que fazer. Agora é uma questão política, porque, tecnicamente, já têm as condições sanitárias em muitos locais para voltar. Tem a necessidade das escolas funcionarem para não quebrarem, necessidade dos pais e das crianças. Também, para não prejudicar as crianças do ponto de vista pedagógico. Tem todas essas questões. Agora, a decisão é política”, diz o presidente da Fenep, Ademar Batista Pereira.

Professores e trabalhadores em educação, no entanto, dizem que não estão sendo consultados para a definição dos protocolos de segurança e que temem um retorno às aulas. “Neste momento, não existe protocolo seguro, não existe. Os órgãos de saúde estão dizendo que é perigoso, que não tem condição, nem com afastamento. Ainda mais criança. Não tem condição de garantir um protocolo completamente seguro”, diz a coordenadora geral da Contee, Madalena Peixoto.

A questão foi levada para o Ministério Público e para a Justiça em algumas unidades da federação. Segundo levantamento da Contee, no Distrito Federal, o Sindicato dos Professores em Estabelecimentos Particulares de Ensino (Sinproep-DF) acionou o Ministério Público. Em reunião entre o Ministério Público do Trabalho e a 6ª Vara do Trabalho, ficou mantida a suspensão das aulas presenciais nas escolas do setor privado do DF. Uma audiência de conciliação envolvendo as várias partes está marcada para segunda-feira (3). Em São Paulo, a Federação dos Professores do Estado de São Paulo (Fepesp) também acionou o Ministério Público do Trabalho contra a volta às aulas, previstas para 8 de setembro.


No Mato Grosso, o Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino no Mato Grosso (Sintrae-MT) notificou os estabelecimentos de ensino da responsabilidade pela garantia da incolumidade física e mental dos professores e administrativos ao convocá-los para a realização de atividades em suas dependências. Na cidade do Rio de Janeiro, os professores decretaram, em assembleia do Sindicato dos Professores do Município do Rio de Janeiro  e Região (Sinpro-Rio), uma greve no início de julho.
Após Quatro Meses com as Aulas Suspensas, Estados Começam a Sinalizar a Volta às Aulas Presenciais nas Escolas Após Quatro Meses com as Aulas Suspensas, Estados Começam a Sinalizar a Volta às Aulas Presenciais nas Escolas Reviewed by Canguaretama De Fato on 2.8.20 Rating: 5

Candidatos ao Enem 2020 Terão Que Usar Máscaras Desde a Entrada até a Saída, Segundo Novo edital do MEC

Foto: André Melo Andrade/Myphoto Press/Estadão Conteúdo
O Ministério da Educação (MEC) publicou uma retificação ao edital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, em que afirma que os candidatos terão que usar máscaras desde a entrada nos estabelecimentos da prova até a saída, tanto na prova impressa quanto na digital.


Os participantes poderão levar máscara reserva para trocar durante a aplicação. Caso se recuse a usar máscara, o candidato poderá ser eliminado. A publicação está no “Diário Oficial da União” desta sexta-feira (31).


Ao todo, 5,8 milhões de candidatos estão inscritos. Destes, 96 mil farão a prova digital. Além do uso de máscaras, o edital cita o respeito ao distanciamento quando o candidato for apresentar-se na sala de aplicação da prova.


O edital do Enem foi atualizado para alterar a data de realização do exame, já divulgada anteriormente. Em vez de novembro, como estava previsto antes da pandemia, a prova será feita em janeiro e fevereiro, com resultados divulgados em março (veja cronograma abaixo).


As regras também foram reescritas para incluir os cuidados sanitários para evitar a proliferação do coronavírus. O uso constante da máscara é uma das mudanças e, agora, é uma das obrigações do participante.


“Comparecer ao local de provas utilizando máscara para proteção à Covid-19. A máscara deve cobrir totalmente o nariz e a boca do participante, desde a sua entrada até sua saída do local de provas. Será permitido que o participante leve máscara reserva para troca durante a aplicação”, diz o edital.


O único momento em que será permitida a retirada do acessório é durante a identificação do estudante – ainda assim, o edital afirma que o manuseio da máscara deverá ser feito pelas laterais, sem tocar na parte protetora, como é preconizado por infectologistas. Acompanhantes de lactantes também deverão usar o acessório o tempo todo.


O uso da máscara é dispensado para pessoas com autismo, deficiência intelectual, deficiências sensoriais ou outras deficiências que as impeçam o uso adequado.


Cronograma do Enem

Adiado após pressão de estudantes e parlamentares por causa da pandemia de Covid-19, o novo cronograma do Enem prevê:

Provas impressas: 17 e 24 de janeiro, para 5,7 milhões inscritos

Prova digital: 31 de janeiro e 7 de fevereiro, para 96 mil inscritos

Reaplicação da prova: 24 e 25 de fevereiro (para pessoas afetadas por eventuais problemas de estrutura)

Resultados: a partir de 29 de março





#Fonte: G1
Candidatos ao Enem 2020 Terão Que Usar Máscaras Desde a Entrada até a Saída, Segundo Novo edital do MEC Candidatos ao Enem 2020 Terão Que Usar Máscaras Desde a Entrada até a Saída, Segundo Novo edital do MEC Reviewed by Canguaretama De Fato on 31.7.20 Rating: 5

RN: GOVERNADORA FÁTIMA BEZERRA,ANUNCIA QUE SUSPENSÃO DAS AULAS NO RN DEVERÁ SER PRORROGADA: “NÃO ESTAMOS FALANDO DE UM SEGMENTO QUALQUER”


Foto: Reprodução

Em coletiva na manhã desta quarta-feira(29), a governadora Fátima Bezerra  disse  que  considera o decreto municipal de retomada das  atividades escolares para 10 de agosto precipitado, e que de acordo com avaliações preliminares que estão em curso, o  Estado sinaliza para prorrogação da suspensão das aulas no RN.
“Não estamos falando de um segmento qualquer, nós estamos falando de professores, de alunos e de familiares. Nós estamos falando de um segmento que representa cerca de 30% da população do RN, daí o cuidado que se externa com relação ao retorno das aulas”, destacou
Para a governadora  o retorno só poderá acontecer  num ambiente de muita segurança do ponto de vista sanitário, para que se tenha um ambiente seguro no que diz respeito a garantia do retorno das atividades educacionais do RN.” A sinalização aponta que a suspensão válida até o dia 17 de agosto será prorrogada no Rio Grande do Norte”, destacou.

A governadora reforçou que cerca de um milhão de pessoas, entre escolas privadas e públicas, estão envolvidas, e considerando que a pandemia não foi embora, a Covid não foi vencida ainda, e o vírus ainda está em proliferação, é preciso se ter cuidado.
RN: GOVERNADORA FÁTIMA BEZERRA,ANUNCIA QUE SUSPENSÃO DAS AULAS NO RN DEVERÁ SER PRORROGADA: “NÃO ESTAMOS FALANDO DE UM SEGMENTO QUALQUER” RN: GOVERNADORA FÁTIMA BEZERRA,ANUNCIA QUE SUSPENSÃO DAS AULAS NO RN DEVERÁ SER PRORROGADA: “NÃO ESTAMOS FALANDO DE UM SEGMENTO QUALQUER” Reviewed by Canguaretama De Fato on 29.7.20 Rating: 5

RN: PREFEITURA DE NATAL AUTORIZA REINÍCIO DAS AULAS NAS ESCOLAS PÚBLICAS E PARTICULARES

Foto:  iStock/Getty Images

As atividades escolares vão retornar em Natal. Com base nas quedas dos índices de contágio da Covid-19 na cidade, a Prefeitura decidiu autorizar a da rede particular a partir do próximo dia 10 de agosto. Já no sistema público de ensino do Município, as aulas serão retomadas a partir do dia 14 de setembro.

A decisão contou com o parecer favorável do Comitê Científico instituído pela Prefeitura de Natal que tem norteado as medidas tomadas pela gestão municipal, no que diz respeito ao combate e enfrentamento da pandemia da Covid-19.

O comitê levou em consideração a curva decrescente no número de casos e óbitos, bem como a taxa de contágio que também está em queda. O prefeito Álvaro Dias participou da reunião e destacou que por todos esses critérios é chegada a hora da reabertura das escolas na cidade, uma vez que os estudantes estão tendo prejuízos pedagógicos imensos.
“Como todas as outras medidas que adotamos, essa foi mais uma a seguir critérios técnicos e acontece em um momento de forte desaceleração do coronavírus em Natal. Aliás, a capital potiguar lidera esse cenário entre as capitais brasileiras, de acordo com levantamento feito pelo consórcio dos maiores órgãos de imprensa do país. Portanto, é mais do que necessária a retomada das aulas, seguindo todas as recomendações de segurança, com as escolas se preparando e tomando os devidos cuidados”, destacou o prefeito.
De acordo com a secretaria municipal de Educação, Cristina Diniz, a SME vai garantir toda a estrutura para retomada das aulas nas 72 escolas de ensino fundamental e nos 74 Centros de Educação Infantil que compõem a rede pública municipal de ensino: “Já adquirimos os equipamentos de proteção individual, máscaras, material de higiene, bem como iremos preparar as nossas unidades com a demarcação do distanciamento entre os alunos, álcool em gel e outras medidas”, informou.

Além da preparação em relação à infraestrutura, a Prefeitura de Natal vai oferecer o protocolo profilático adotado pelo município aos professores e funcionários da escolas, bem como estuda a realização da testagem para detecção da Covid-19 nestes profissionais. “A nossa comunidade escolar conta com aproximadamente 6 mil colaboradores. Vamos oferecer toda a segurança para que eles possam desempenhar as suas funções”, finalizou Cristina Diniz.

Além do prefeito Álvaro Dias, participaram da reunião desta terça-feira os médicos Luiz Alberto Marinho, Fernando Suassuna, Rosangela Morais, Iara Marques, todos infectologistas, a imunologista Eliana Tomás, o secretário municipal de Governo, Fernando Fernandes, o secretário municipal de Saúde, George Antunes, o secretário municipal de Comunicação Social, Heverton de Freitas, e a secretária municipal de Educação, Cristina Diniz.
RN: PREFEITURA DE NATAL AUTORIZA REINÍCIO DAS AULAS NAS ESCOLAS PÚBLICAS E PARTICULARES RN: PREFEITURA DE NATAL AUTORIZA REINÍCIO DAS AULAS NAS ESCOLAS PÚBLICAS E PARTICULARES Reviewed by Canguaretama De Fato on 29.7.20 Rating: 5

"ESCOLAS DO RN SÓ PODERÃO RETOMAR ATIVIDADES PRESENCIAIS EM UM AMBIENTE SEGURO”, AFIRMOU A GOVERNADORA FÁTIMA BEZERRA

Foto: Reprodução/Ilustrativa

Embora o Decreto estadual nº 29.794, de 30 de junho, fixe o dia 17 de agosto como data de uma possível retomada das aulas presenciais, não existe ainda a confirmação plena de tal ação. O cenário vigente da pandemia será decisivo para a manutenção da suspensão, assim como ocorreu nos demais decretos, afirmou a a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra,  em sua rede social, no final da manhã deste sábado(25).
“De forma que, a suspensão das aulas pode ser estendida novamente, consoante a orientação do Comitê Científico, que deverá se reunir novamente na próxima segunda-feira”, destacou.
 “Em que pesem todos os protocolos de biossegurança adotados no Rio Grande do Norte, as escolas só poderão retomar suas atividades presenciais em um ambiente seguro, e isso depende ainda da evolução das condições da pandemia.  A preocupação dos(as) estudantes, pais e professores(as) é mais do que legítima. Nós estamos lidando com vidas”, continuou.

Na nota Fátima diz ainda que, “grande parte da rede de escolas públicas estaduais do Rio Grande do Norte está promovendo atividades não-presenciais, atendendo pelo menos àqueles e àquelas que possuem condições de acessar. São professores utilizando rádio, tv, internet e material impresso para dar continuidade a aprendizagem dos estudantes”.

Ainda de acordo com a governadora, toda e qualquer decisão do governo no tocante à pandemia será sempre pautada na ciência e no diálogo.


Em postagem nas redes sociais na manhã deste sábado (25), a governadora Fátima Bezerra não confirma o retorno das aulas presenciais no dia 17 de agosto, conforme prevê o atual decreto em vigor.

Leia abaixo o conteúdo da postagem da chefe do poder executivo no RN:
“Bom dia, meus amigos e minhas amigas.
Em que pesem todos os protocolos de biossegurança adotados no Rio Grande do Norte, as escolas só poderão retomar suas atividades presenciais em um ambiente seguro, e isso depende ainda da evolução das condições da pandemia.

A preocupação dos(as) estudantes, pais e professores(as) é mais do que legítima. Nós estamos lidando com vidas!

Grande parte da rede de escolas públicas estaduais do Rio Grande do Norte está promovendo atividades não-presenciais, atendendo pelo menos àqueles e àquelas que possuem condições de acessar. São professores utilizando rádio, tv, internet e material impresso para dar continuidade a aprendizagem dos estudantes.

Embora o decreto estadual nº 29.794, de 30 de junho, fixe o dia 17 de agosto como data de uma possível retomada das aulas presenciais, não existe ainda a confirmação plena de tal ação. O cenário vigente da pandemia será decisivo para a manutenção da suspensão, assim como ocorreu nos demais decretos.

De forma que, a suspensão das aulas pode ser estendida novamente, consoante a orientação do Comitê Científico, que deverá se reunir novamente na próxima segunda-feira.

Toda e qualquer decisão do nosso Governo no tocante à pandemia será sempre pautada na ciência e no diálogo”.
"ESCOLAS DO RN SÓ PODERÃO RETOMAR ATIVIDADES PRESENCIAIS EM UM AMBIENTE SEGURO”, AFIRMOU A GOVERNADORA FÁTIMA BEZERRA "ESCOLAS DO RN SÓ PODERÃO RETOMAR ATIVIDADES PRESENCIAIS EM UM AMBIENTE SEGURO”, AFIRMOU A GOVERNADORA FÁTIMA BEZERRA Reviewed by Canguaretama De Fato on 25.7.20 Rating: 5

Retorno das Aulas no RN Pode Colocar em Risco a Saúde de 212 mil Pessoas




Foto/Reprodução
A volta às aulas presenciais no Rio Grande do Norte, marcada provisoriamente para o dia 17 de agosto, representa potencial risco para 212 mil potiguares, segundo dados da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). O grupo é formado por idosos e os adultos com problemas crônicos de saúde que convivem diariamente com crianças e adolescentes em idade escolar (4 aos 17 anos).

A quantidade de pessoas que ficará exposta ao novo coronavírus foi calculada por análise da Fiocruz com base na Pesquisa Nacional de Saúde (PNS 2013), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os pesquisadores relacionaram os dados das crianças em idade escolar e os dados dos grupos populacionais que se encontram nos chamados grupos de risco da Covid-19: adultos (entre 18 e 59 anos) com alguma comorbidade (diabetes, doença do coração ou doença do pulmão) e os idosos (com 60 ou mais anos).

Com isso, o estudo aponta que 6,05% dos potiguares se encontra em situação de risco potencial de contaminação pelo novo coronavírus. O valor é o maior de todo País, segundo a pesquisa da Fiocruz.

Segundo o estudo, a população potiguar com algum tipo de problema crônico de saúde representa um total de 74,2 mil pessoas. Já os idosos são 137,8 mil, o que representa 3,93% da população. O Estado, inclusive, também tem o maior número relativo de idosos.

Ainda de acordo com Fiocruz, a partir de um boletim sobre a retomada das atividades educacionais, a volta às aulas só poderá acontecer com a transmissão da Covid-19 controlada. A rede hospitalar deve disponibilizar pelo menos 30% de leitos disponíveis.Além disso, é necessária a diminuição do número de mortes pelo menos nas últimas três semanas. Por fim, o sistema de saúde deve estar pronto para detectar, testar, isolar e tratar pacientes e rastrear contatos.

As escolas precisam ter um plano detalhado de medidas sanitárias, higienização e garantia de distanciamento entre as pessoas. Isso porque o retorno da atividade escolar, segundo a Fiocruz, coloca os estudantes em potenciais situações de contágio. Mesmo que sejam adotadas medidas de segurança, a falta de controle sobre o comportamento dos estudantes representam potenciais situações de contaminação por Covid-19. “O problema é que, se forem contaminados, esses jovens poderão levar o vírus Sars-CoV-2 para dentro de casa e infectar parentes de todas as idades que tenham doenças crônicas e outras condições de vulnerabilidade à Covid-19”, explica o instituto.

Procurada pela reportagem do Agora RN, a Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (Sec) disse está liderando a discussão sobre a retomada das atividades presenciais ao promover debate com entidades e instituições representativas do ensino público e privado. A pasta entende que a volta está condicionada a um cenário sanitário que permita segurança a comunidade escolar.



#Fonte: Agora RN 
Retorno das Aulas no RN Pode Colocar em Risco a Saúde de 212 mil Pessoas Retorno das Aulas no RN Pode Colocar em Risco a Saúde de 212 mil Pessoas Reviewed by Canguaretama De Fato on 24.7.20 Rating: 5

OPORTUNIDADE! UFRN Oferece Mais de 3 mil Vagas em Cursos a Distância com Certificado Gratuito; VEJA LINK PARA INSCRIÇÃO

Foto/Reprodução

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) está com inscrições abertas para os cursos a distância com certificado gratuito. As oportunidades são oferecidas através do programa Novos Caminhos do Ministério da Educação (MEC). O objetivo da iniciativa é proporcionar aos jovens brasileiros uma possibilidade de qualificação profissional na pandemia de coronavírus.

Ao todo, são 3440 novas vagas de educação profissional e tecnológica criadas na modalidade Educação a Distância que já começam a ser ofertadas de forma gratuita a partir de agora! A UFRN opções de cursos nas áreas de ciências agrárias.

Cursos gratuitos UFRN
Os cursos ofertados terão início em agosto e têm cargas horárias que variam de 160 a 200 horas. Os requisitos estabelecidos dependem do curso escolhido.

De modo geral, os conteúdos serão transmitidos através de videoaulas, videoconferências ao vivo e material didático selecionado para cada módulo. A interação entre os participantes e professores será através de plataforma virtual com fóruns de discussão e chat ao vivo. Ao final do curso, o participante poderá ter acesso ao certificado de conclusão gratuito.

As inscrições para os processos seletivos ocorrerão entre os dias 15 e 27 de julho e seguem as regras dos editais publicados no site da instituição. A seleção dos inscritos ocorrerá através de sorteio ao final do período de inscrições, o que permite igualdade de condições para todos.

Neste caso, o preenchimento das vagas se dará mediante sorteio de números, dentre o conjunto numérico gerado de acordo com a ordem das inscrições para determinado curso.

Como os cursos são totalmente a distância, pessoas de todo o Brasil podem participar dos processos de seleção. Veja abaixo a relação das oportunidades disponibilizadas:

Cursos online com certificado grátis UFRN:
Aquicultor – (Produção Comercial de Peixes – Piscicultura)
Aquicultor (Produção Comercial de Peixes Ornamentais)
Operador de Beneficiamento de Pescado
Auxiliar de Operação de Estação de Tratamento de Águas
Agente de Gestão de Resíduos Sólidos
Produtor de derivados de leite
Horticultor orgânico

Inscrições nos cursos AQUI.
OPORTUNIDADE! UFRN Oferece Mais de 3 mil Vagas em Cursos a Distância com Certificado Gratuito; VEJA LINK PARA INSCRIÇÃO OPORTUNIDADE! UFRN Oferece Mais de 3 mil Vagas em Cursos a Distância com Certificado Gratuito; VEJA LINK PARA INSCRIÇÃO Reviewed by Canguaretama De Fato on 19.7.20 Rating: 5

11 Estados e DF Já Têm Previsão para Retorno de Aulas Presenciais

Foto: reprodução/G1-AM

Um relatório da Federação Nacional de Escolas Particulares (Fenep), que monitora o cenário das unidades privadas de ensino, aponta que em 11 Estados e no Distrito Federal há previsão para retomar as atividades presenciais. Nos outros 14 Estados, as aulas continuam suspensas e sem data para voltar.

O Distrito Federal deve ser a próxima unidade federativa a reabrir escolas, com retorno das aulas proposto para o próximo dia 27, segundo o relatório da Fenep. Já os governos do Maranhão e do Tocantins preveem retomar as atividades a partir de 3 de agosto. Neste mês, os Estados do Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Norte também pretendem voltar com aulas presenciais.

No Rio, a cidade de Angra dos Reis projeta o retorno das escolas em 17 de agosto. Em Alagoas, as aulas devem voltar na segunda quinzena de agosto ou na primeira quinzena de setembro, de acordo com o governo local. Já no Pará, a cidade de Marabá planeja a volta para o dia 3, enquanto a capital Belém só fala em reabertura em setembro.
Além do Estado de São Paulo, a depender do avanço local da pandemia, há expectativa de retorno ainda em setembro no Acre e no Piauí.





#Fonte: R7
11 Estados e DF Já Têm Previsão para Retorno de Aulas Presenciais 11 Estados e DF Já Têm Previsão para Retorno de Aulas Presenciais Reviewed by Canguaretama De Fato on 18.7.20 Rating: 5

RN: Curva da Covid-19 nas Próximas Duas Semanas Vai Definir Retorno das Aulas em Natal

 
A secretária de Educação de Natal, Cristina Diniz, ressaltou que ficou decidido que o comitê científico que está orientando as ações da Prefeitura quanto à Covid-19, vai acompanhar o comportamento da curva da doença nas próximas duas semanas para se poder definir uma data aproximada de retorno das atividades escolares de forma presencial. 

“Por enquanto, ainda não podemos dizer uma data de retorno das aulas. Estamos vivendo essa pandemia e o momento é de cautela”, destacou Cristina. 

A Secretaria Municipal de Educação (SMS) ainda vai se reunir com o comitê científico para discutir as questões da Educação.

Audiência

Na terça-feira (14), a Câmara Municipal de Natal recebeu, de forma virtual, a presença da secretária municipal de Educação. Cristina Diniz foi convocada pela Casa Legislativa na semana passada para prestar esclarecimentos aos vereadores sobre a distribuição de cestas básicas para os 58 mil alunos da rede municipal, bem como falar sobre o retorno do ano letivo, ainda este ano, que foi suspenso por conta da pandemia do novo coronavírus. 

Sobre uma nova distribuição de cestas básicas, Cristina Diniz explicou que a secretaria aguarda o repasse de novos recursos por parte do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação do Ministério da Educação. “A primeira remessa foi adquirida com recursos municipais e essa segunda com recursos federais, oriundos do Programa Nacional de Alimentação Escolar, o PNAE, e nós já recebemos cinco parcelas neste ano. A primeira foi repassada para as escolas, porque ainda não estávamos em período de pandemia e os gestores precisavam adquirir a merenda das suas escolas.

Estamos com quatro parcelas e agora aguardando a quinta parcela, para comprarmos as 58 mil cestas com complemento alimentício”, explicou a secretária.

Quanto ao questionamento dos parlamentares sobre o retorno das aulas, Cristina Diniz acrescentou que ainda não há previsão. “Nós não podemos ainda dizer uma data fixa, dizer tal dia e mês, porque estamos vivendo essa pandemia e o momento é de cautela”, finalizou.
Reprodução
RN: Curva da Covid-19 nas Próximas Duas Semanas Vai Definir Retorno das Aulas em Natal RN: Curva da Covid-19 nas Próximas Duas Semanas Vai Definir Retorno das Aulas em Natal Reviewed by Canguaretama De Fato on 16.7.20 Rating: 5

UFRN Regulamenta Retomada das Aulas a Partir de 24 de Agosto, mas de Forma Remota

Foto: Cícero Oliveira
O Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe) da UFRN regulamentou, nesta quinta-feira, 16 de julho, a retomada das aulas dos cursos de graduação do período letivo 2020.1, o qual estava suspenso desde 17 de março em virtude da pandemia da covid-19. A resolução aprovada prevê o reinício das aulas em 24 de agosto.

Buscando formas de cumprir a missão institucional da universidade e de atender às demandas da comunidade, preservando a segurança à saúde, a inclusão e a flexibilidade, as aulas da graduação do período 2020.1 acontecerão em formato remoto. Para fins operacionais, as turmas serão registradas no Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA) como 2020.6.

Os alunos já matriculados nas turmas do 2020.1 terão as suas matrículas preservadas, exceto em casos de impedimento de oferta da turma. De toda forma, haverá um período de rematrícula para adição ou exclusão de turmas. Os discentes com programa suspenso ou em mobilidade acadêmica poderão ser reativados, mediante requerimento enviado à Pró-Reitoria de Graduação (Prograd).

Outro ponto importante da resolução é que não serão realizados cancelamentos de curso por abandono, decurso de prazo ou insuficiência de desempenho acadêmico. Além disso, os estudantes com necessidades educacionais específicas atendidos pela Secretaria de Inclusão e Acessibilidade (SIA) que tiverem dificuldades de acompanhar as turmas poderão solicitar o regime de exercícios domiciliares.

Os componentes curriculares de natureza prática ou a parte prática de componentes curriculares poderão ser adaptados ao formato remoto, após a aprovação de um plano específico pelo Colegiado de Curso. Em caso de não haver a possibilidade de oferta remota, a parte prática poderá ser ofertada posteriormente ou, excepcionalmente, no período letivo 2020.1, desde que ocorra a aprovação nos colegiados de cursos e plenários de departamentos, além da homologação nos centros ou unidades acadêmicas especializadas, se forem asseguradas as condições de biossegurança e as normas vigentes relativas à emergência em saúde pública da pandemia da covid-19.

Já as atividades presenciais de estágios que formam turmas, como os internatos, poderão ser realizadas se aprovadas pelos colegiados de cursos e plenários de departamentos, bem como se houver a homologação pelos centros ou unidades acadêmicas especializadas, respeitando as condições e normas de biossegurança.

Ensino
O docente utilizará a Turma Virtual do SIGAA e outras plataformas virtuais. Para as atividades de interação online síncronas [a participação do aluno e do professor acontece no mesmo momento e no mesmo ambiente], os professores deverão respeitar os dias e horários registrados para a turma no SIGAA. A frequência e a participação dos alunos serão verificadas de acordo com o acompanhamento das atividades propostas. Para os cursos da modalidade a distância, fica assegurado o uso do ambiente virtual de aprendizagem Moodle Mandacaru Acadêmico. Os materiais didáticos serão disponibilizados pelos professor durante todo o período, considerando as limitações das condições de isolamento social.

Assistência estudantil
Será concedido um plano de dados móveis, para o acompanhamento de atividades acadêmicas em formato remoto, a estudantes de graduação que estejam matriculados na retomada do 2020.1, em situação de vulnerabilidade socioeconômica e classificados como prioritários no cadastro único da UFRN.

Haverá ainda um auxílio instrumental voltado para alunos de graduação em situação de vulnerabilidade socioeconômica, que estejam matriculados na retomada do 2020.1, visando subsidiar a aquisição de equipamento para acompanhar as aulas remotas. O benefício será concedido aos estudantes definidos como prioritários no cadastro único da UFRN, com renda familiar per capita de até um salário mínimo, podendo incluir também a faixa entre um salário mínimo e um salário mínimo e meio, a depender da disponibilidade orçamentária. 

Os valores do auxílio instrumental serão estabelecidos em editais específicos, tendo por base a distribuição orçamentária para recursos do Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES) aprovada pelo Conselho de Administração (Consad).
UFRN Regulamenta Retomada das Aulas a Partir de 24 de Agosto, mas de Forma Remota UFRN Regulamenta Retomada das Aulas a Partir de 24 de Agosto, mas de Forma Remota Reviewed by Canguaretama De Fato on 16.7.20 Rating: 5

UFRN REALIZA DISCUSSÕES SOBRE RETOMADA DO PERÍODO 2020.1



Foto: Igor Jácome/G1

Seguindo com o planejamento acadêmico para o período da pandemia da covid-19, os centros, institutos e unidades acadêmicas especializadas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) realizaram, nos últimos dias, diversas ações para discutir a retomada das atividades do período letivo 2020.1. A ampla discussão tem como pilares a segurança da comunidade universitária e a diversidade dos cursos, que exigem a construção coletiva de propostas baseadas na inclusão e na flexibilidade.

A Reitoria da UFRN suspendeu, de forma emergencial, as atividades presenciais em 17 de março, devido à crise de saúde ocasionada pelo novo coronavírus. Desde então, a discussão descentralizada foi iniciada, com o intuito de ouvir todos os segmentos da comunidade (técnicos, alunos e docentes), em suas respectivas unidades. Como medida de curto prazo, foi aprovado o Período Letivo Suplementar Excepcional (PLSE) pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe), que encerrará no final deste mês de julho.

Dando continuidade ao planejamento acadêmico, a Reitoria vem se reunindo com representações de classe e com as direções dos centros e unidades acadêmicas especializadas, as quais realizaram diversas ações para discutir as propostas de retomada do calendário 2020.1:

De acordo com diretor do CT, Luiz Alessandro Câmara de Queiroz, a unidade realizou na manhã dessa segunda-feira, 13 de julho, uma videoconferência com a participação de professores, técnico-administrativos e alunos, totalizando o debate com 77 pessoas. “Facultamos a palavra a todos os participantes, que tiraram dúvidas e elogiaram a proposta de retomada do semestre letivo por meio remoto”, informou.

Aconteceram ainda outros encontros para discutir a retomada das atividades, como reuniões de gestores, com os Centros Acadêmicos e a do Conselho de Centro (Consec). Foi criada uma comissão que já concluiu os trabalhos e apresentou propostas para questões pedagógicas e de infraestrutura, que devem ser adotadas a curto, médio e longo prazo, no caso de volta às aulas.
UFRN REALIZA DISCUSSÕES SOBRE RETOMADA DO PERÍODO 2020.1 UFRN REALIZA DISCUSSÕES SOBRE RETOMADA DO PERÍODO 2020.1 Reviewed by Canguaretama De Fato on 15.7.20 Rating: 5

MEC divulga diretrizes para volta às aulas presenciais, com uso de máscaras, distanciamento e afastamento de pessoas em grupos de risco; veja

Foto: Izusek/Getty Images

O Ministério da Educação (MEC) anunciou nesta quarta-feira (1°) diretrizes para a volta às aulas presenciais. Entre elas, estão o uso de máscaras, distanciamento social de 1,5 m, estímulo a reuniões online e afastamento de profissionais que estejam em grupos de risco.

Apesar da divulgação do documento, ainda não há uma data prevista para a volta às aulas presenciais em todo o país, suspensas desde março.
Segundo o balanço do MEC, ao menos 10 universidades estão com atividades remotas, 5 com atividades parciais e 54 com atividades suspensas.

O protocolo com medidas de biossegurança trata sobre a comunidade acadêmica, medidas protetivas individuais e coletivas, cenários comuns como salas de aulas, transporte coletivo, atividades laborais, entre outras.

Ele foi elaborado para orientar as ações em 69 universidades e 41 instituições de ensino federais, mas poderá ser usado como diretriz para a elaborações de documentos semelhantes nos estados, segundo o secretário-executivo do MEC, Antonio Paulo Vogel.

A portaria com as diretrizes deverá ser publicada amanhã no “Diário Oficial da União”, mas já está disponível no site do MEC (acesse aqui o protocolo).

O MEC afirmou que o documento foi elaborado por uma equipe multidisciplinar, que conta com um médico pneumologista.

Entre as medidas, estão:
Considerar o trabalho remoto aos servidores e colaboradores do grupo de risco;
Uso de máscara obrigatório;
Medição de temperatura no acesso às áreas comuns;
Disponibilização de álcool em gel;
Volta ao trabalho de forma escalonada;
Manter a ventilação do ambiente;
Considerar o trabalho remoto aos servidores e colaboradores do grupo de risco;
Priorizar reuniões e eventos a distância;
Respeitar o distanciamento de pelo menos 1,5 m;
Manter o cabelo preso e evitar usar acessórios pessoais, como brincos, anéis e relógios;
Não compartilhar objetos – incluindo livros e afins;
Elaboração quinzenal de relatórios para monitorar e avaliar o retorno das atividades.
Acesso gratuito à internet
O MEC também anunciou que dará internet gratuita para alunos de universidades e institutos federais em situação de vulnerabilidade, para que possam acessar as aulas remotas enquanto durar a pandemia.
A expectativa inicial é atender a 400 mil estudantes e, depois, chegar a 1 milhão. A iniciativa tem parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCTIC). Os custos não foram informados.

Segundo o secretário-executivo do MEC, Antonio Paulo Vogel, 40% destes estudantes estão no nordeste.

Vogel afirma que não se trata de internet liberada e gratuita: as universidades e institutos federais deverão definir os sites e sistemas nos quais os estudantes terão acesso gratuito.

Segundo o secretário-executivo do MEC, a maioria dos estudantes têm equipamentos para acessar a internet, mas não tem pacote de dados suficiente para fazer downloads e assistir a vídeos.




#Fonte: G1
MEC divulga diretrizes para volta às aulas presenciais, com uso de máscaras, distanciamento e afastamento de pessoas em grupos de risco; veja MEC divulga diretrizes para volta às aulas presenciais, com uso de máscaras, distanciamento e afastamento de pessoas em grupos de risco; veja Reviewed by Canguaretama De Fato on 1.7.20 Rating: 5

INCRÍVEL!! GOVERNADORA FATIMA BEZERRA ANUNCIA QUE AULAS PRESENCIAIS DO RN PODEM RETORNAR NO DIA 14 DE AGOSTO

Foto:  Adriano Machado/Reuters

Na manhã  desta terça-feira(30), a governadora Fátima Bezerra, anunciou  em entrevista ao Bom Dia RN, na InterTV Cabugi, que as aulas presenciais no Rio Grande do Norte podem ser retomadas a partir do dia 14 de agosto, e que a data é apenas um indicativo, não está definida. As aulas estão suspensas desde 18 de março por causa da pandemia do coronavírus.

A governadora afirmou que ausência de aulas preocupa do ponto de vista da aprendizagem, principalmente os alunos que vão fazer o Enem este ano.

“Estamos preocupados com isso e a discussão que está sendo feita é para que a gente possa retomar as aulas a partir de 14 de agosto”, afirmou Fátima.
Fátima disse ainda, que a retomada das aulas presenciais no estado deve passar uma série de medidas para que ocorra de forma segura.

Na entrevista, a chefe do executivo falou também sobre a retomada da economia que está prevista para acontecer nesta quarta-feira(1º), em todo o RN.
INCRÍVEL!! GOVERNADORA FATIMA BEZERRA ANUNCIA QUE AULAS PRESENCIAIS DO RN PODEM RETORNAR NO DIA 14 DE AGOSTO INCRÍVEL!! GOVERNADORA FATIMA BEZERRA ANUNCIA QUE AULAS PRESENCIAIS DO RN PODEM RETORNAR NO DIA 14 DE AGOSTO Reviewed by Canguaretama De Fato on 30.6.20 Rating: 5

MAIS UM!! Universidade Alemã NÃO Confirma Pós-doutorado de Ministro da Educação

Foto: Divulgação
Após a Universidade de Rosário afirmar que o ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, não terminou seu doutorado na instituição, seu pós-doutorado também foi colocado em xeque. Contatada, a Universidade de Wuppertal (Bergische Universität Wuppertal), onde o professor afirma ter concluído seu pós-doutorado, respondeu que ele não esteve na universidade por todo o período que consta em seu currículo.

Decotelli foi nomeado Ministro da Educação na última quinta-feira, 25.

Segundo a instituição alemã, Decotelli de fato esteve na universidade, para uma pesquisa de três meses em 2016, na cadeira de uma professora que é agora emérita na instituição.

Segundo o currículo Lattes de Decotelli, cuja última edição havia sido feita em 27 de junho no momento desta reportagem, o professor teria obtido seu pós-doutorado na Universidade de Wuppertal entre 2015 e 2017 (sem indicar os meses).

O título de pós-doutor, na academia, não implica em um título formal como mestrado ou doutorado, e requer um trabalho em pesquisa feito por um doutor, no geral, por períodos de pelo menos um ano. Mas o próprio título de doutorado de Decotelli foi questionado na semana passada pela Universidade de Rosário, na Argentina, que afirma que ele não teve a tese aprovada.

A nota enviada pelo departamento de imprensa da Universidade de Wuppertal, em inglês, por e-mail e por mensagem no perfil oficial do Facebook, diz que Decotelli “não obteve um título em nossa universidade”, mas que a universidade não pode fazer declarações sobre títulos obtidos no Brasil. É comum, para universidades, receber professores estrangeiros como pesquisadores e professores visitantes, sem a obtenção de um título específico.

O currículo Lattes é um documento eletrônico usado por pesquisadores brasileiros para registrar sua produção e experiência acadêmica. A plataforma é controlada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), mas o preenchimento é feito pelo próprio usuário.

Doutorado na Argentina
O reitor da Universidade Nacional de Rosário na Argentina, Franco Bartolacci, usou sua conta oficial do Twitter na sexta-feira, 26, para dizer que Decotelli não obteve o título de doutor na faculdade argentina.

“Nos vemos na necessidade de esclarecer que Carlos Alberto Decotelli da Silva não obteve na @unroficial o título de doutor que se menciona nesta comunicação”, escreveu Bartolacci, citando uma publicação do presidente Jair Bolsonaro em que consta a titulação do novo chefe do MEC.

A reportagem procurou o MEC, que enviou um documento da Universidade de Rosário mostrando que Decotelli cursou todos os créditos do curso. Não foi esclarecido se isso basta para lhe conferir o título de doutor. Segundo disse o reitor da universidade argentina em entrevistas, Decotelli de fato cursou o doutorado, mas não concluiu o programa.

Além de doutorado e pós-doutorado, em seu currículo, Decotelli informa ainda que é formado em Ciências Econômicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e mestre em Administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

No mestrado, surgiram ainda nos últimos dias acusações de que sua tese, obtida em 2008, teria sido plagiada. Em nota sobre o mestrado, o MEC disse que o ministro “refuta as alegações de dolo, informa que o trabalho foi aprovado pela instituição de ensino e que procurou creditar todos os pesquisadores e autores que serviram de referência”, que eventuais omissões são resultado de “falhas técnicas ou metodológicas”. O MEC diz ainda na nota que Decotelli “revisará seu trabalho e que, caso sejam identificadas omissões, procurará viabilizar junto à FGV uma solução para promover as devidas correções”.

A última modificação no currículo de Decotelli foi feita em 27 de junho, após as controvérsias sobre o doutorado. Mas o professor não retirou a titulação de doutorado ou pós-doutorado.
Procurado nesta manhã sobre a titulação de pós-doutorado de Decotelli, o MEC ainda não se manifestou. O espaço segue aberto para manifestações.
Leia a nota completa enviada pela Universidade de Wuppertal.
Carlos Decotelli veio para a cadeira da Prof. Dr. Brigette Wolf para uma pesquisa de três meses em 2 de janeiro de 2016.
Até 2017, ela foi professora de teoria do design, com foco em: metodologia, planejamento e estratégia na Universidade de Wuppertal e é agora emérita.
Ele não obteve um título em nossa universidade. A Universidade de Wuppertal não pode fazer nenhuma declaração sobre títulos adquiridos no Brasil.
*A reportagem foi atualizada para esclarecer as especificidades do trabalho de pós-doutorado, que não está ligado à obtenção de um título formal em universidades.





#Fonte: Exame
MAIS UM!! Universidade Alemã NÃO Confirma Pós-doutorado de Ministro da Educação MAIS UM!! Universidade Alemã NÃO Confirma Pós-doutorado de Ministro da Educação Reviewed by Canguaretama De Fato on 29.6.20 Rating: 5

RN: Universidade Potiguar (UnP) Emite Nota de Esclarecimento Sobre Eventuais Atividades Presenciais de Disciplinas Práticas

Foto: Reprodução



NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Universidade Potiguar esclarece que foi apresentado aos alunos e aos professores o seu Plano de Retorno Seguro, a ser seguido com base no Decreto Nº 29.742, de 4 de junho de 2020, publicado no Diário Oficial do Estado, que prorrogou a suspensão das aulas até dia 6 de julho. Esse planejamento aponta o dia 13 de julho como provável para o retorno de disciplinas práticas, data que pode sofrer alterações em função de determinações governamentais e/ou institucionais, adiando novamente as atividades presenciais.


Desde o início da pandemia, as aulas acontecem de forma remota síncrona (ao vivo), ou seja, nos mesmos dias e horários em que os alunos estavam habituados. Neste primeiro momento, nosso plano prevê retorno gradual somente das atividades práticas. Assim, como detalhado no documento e nos anexos que foram disponibilizados por e-mail ao corpo discente, retornarão às atividades apenas os estudantes de graduação que possuem disciplinas práticas obrigatórias.


É importante frisar que os estudantes que não podem retornar em virtude de questões de saúde não sofrerão prejuízos acadêmicos. Para este público, em momento oportuno, será apresentado um outro calendário de retorno.


Outro cenário é das disciplinas de estágio supervisionado, apontadas por alunos de Odontologia. Excepcionalmente devido à pandemia da COVID-19, para elas, o retorno não é obrigatório neste momento. No entanto, aqueles que optarem por postergar a volta precisarão cumprir no futuro a carga horária dos estágios, atendendo prerrogativas do Ministério da Educação (MEC) para consolidação do curso.

A UnP ressalta que possui comitês que trabalham seguindo todas as orientações das autoridades de saúde e as recomendações dos órgãos públicos. Por isso, é importa frisar que todas as datas de retorno dependerão de eventuais decretos municipais, estaduais ou federais, e, ainda, da situação do avanço da COVID-19 no País, questão que monitoramos de perto para garantir o bem-estar, a saúde e a segurança de nossa comunidade acadêmica.


Por fim, destacamos que a UnP repudia a disseminação de fake news e de conteúdos enganosos. Acreditamos que a educação é o melhor caminho para o acesso ao conhecimento. Em especial, neste momento de pandemia, é importante combater notícias falsas e má-fé. Por isso, orientamos os alunos a procurar informações sempre nos comunicados oficiais e por meio de seus coordenadores de curso.


Universidade Potiguar




#Fonte: Blog do Bg
RN: Universidade Potiguar (UnP) Emite Nota de Esclarecimento Sobre Eventuais Atividades Presenciais de Disciplinas Práticas RN: Universidade Potiguar (UnP) Emite Nota de Esclarecimento Sobre Eventuais Atividades Presenciais de Disciplinas Práticas Reviewed by Canguaretama De Fato on 26.6.20 Rating: 5

Ano letivo da rede estadual do RN vai acabar apenas em 2021, diz SEEC

Foto/Reprodução
O ano letivo de 2020 na rede de ensino do Rio Grande do Norte foi impactado pelas medidas de isolamento social impostas por causa da pandemia. As aulas seguem suspensas até 6 de julho, conforme determina o último decreto do Governo do Estado.

A Secretaria de Estado da Educação e da Cultura (SEEC) projeta que a suspensão pode ser renovada por mais alguns dias, a depender da curva de contágio da Covid-19. São cerca de 215 mil estudantes que estão com as aulas suspensas desde março.

A definição do retorno das atividades escolares fica a cargo do Comitê de Emergência em Saúde, gerenciado pela Secretaria de Saúde Pública (Sesap), que aconselha o Executivo nas ações de enfrentamento ao novo coronavírus.
 
Após a definição da data, SEEC divulgará o novo calendário letivo que será concluído apenas em 2021. Estratégias que minimizem o impacto das aulas suspensas no ensino da estudantes estão analisadas e desenvolvidas.

A secretaria ainda não sabe quais protocolos serão adotados nas aulas presenciais, como uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) e aferição de temperatura, pois as medidas de prevenção considerarão os recursos sanitários disponíveis no período do retorno.

A SEEC pontua que a dificuldade enfrentada pelo Estado potiguar na volta às aulas é compatível com os demais estados da federação e com alguns outros países.

Neste contexto, a enquete sobre a escolha das datas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 foi aberta no último sábado (20), pelo Ministério da Educação (MEC). Os candidatos terão até 30 de junho para escolher uma das três opções de datas: a primeira prevê provas em dezembro; a segunda, em janeiro de 2021; a terceira, em maio de 2021.





#Fonte: Agora RN
Ano letivo da rede estadual do RN vai acabar apenas em 2021, diz SEEC Ano letivo da rede estadual do RN vai acabar apenas em 2021, diz SEEC Reviewed by Canguaretama De Fato on 25.6.20 Rating: 5

OPORTUNIDADE! Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) Abre 2.200 Vagas Para Cursos Online Gratuitos

Foto: Reprodução
O Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) abriu inscrições para novas turmas dos cursos online gratuitos que estão sendo ofertados por meio do Programa Novos Caminhos, do Ministério da Educação (MEC). Ao todo, são disponibilizadas 2.200 vagas para três formações na área de Tecnologia da Informação (TI): Desenvolvedor de Jogos Eletrônicos; Programador Web; e Programador de Dispositivos Móveis.
As inscrições, que devem ser feitas por meio do site do programa (https://novoscaminhos.ufrn.br/), seguem abertas até o próximo dia 21 de junho e a seleção será feita mediante sorteio, cujo resultado será divulgado no dia 22 de junho. Já a confirmação das inscrições se dará entre 23 e 25 deste mesmo mês e o início das aulas no dia 30 de junho.

As vagas serão distribuídas nos seguintes quantitativos: 800 delas para Programador Web; mais 800 para Programador de Dispositivos Móveis; e 600 para Desenvolvedor de Jogos Eletrônicos. A carga horária varia de 200 horas a 240 horas, de acordo com o curso. Todas as aulas acontecerão online, em virtude da pandemia de Coronavírus (Covid-19).

O Novos Caminhos é uma iniciativa que oferece formação para qualquer pessoa que tenha a qualificação exigida (Ensino Fundamental I ou II completo). Idealizado para atender às demandas profissionais do mercado, o programa visa formar o profissional do futuro, atendendo a necessidades por conhecimentos técnicos em diferentes áreas.

Além dos cursos do IMD, a UFRN também oferece pelo Novos Caminhos, formação online em áreas como Agricultura, Agropecuária e Agroindústria, além de informática para redes de computadores. A relação dos cursos está disponível no site do programa (https://novoscaminhos.ufrn.br/).
OPORTUNIDADE! Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) Abre 2.200 Vagas Para Cursos Online Gratuitos OPORTUNIDADE! Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN) Abre 2.200 Vagas Para Cursos Online Gratuitos Reviewed by Canguaretama De Fato on 12.6.20 Rating: 5

Grupo de estudantes lança “Manifesto Cota não é bagunça” pela implementação de comissão de verificação na UFRN e Ufersa

Foto: Reprodução
O Enegrecer RN, movimento ligado ao Coletivo Nacional de Juventude Negra, lançou um manifesto em defesa das cotas raciais de acesso às universidades públicas do Rio Grande do Norte. Os estudantes reivindicam a implementação de uma comissão verificadora de cotas nas unidades federais do estado.

O grupo de estudantes é pautado no combate ao racismo e é voltado para pensar estratégias de políticas públicas para a população negra de todo o país.

Leia íntegra de manifesto abaixo:

MANIFESTO COTA NÃO É BAGUNÇA, É REPARAÇÃO!
Em defesa das cotas raciais e pela implementação de comissões de verificação de cotas na UFRN e UFERSA

“Vidas Negras Importam!”. É esse lema que tem ecoado no mundo. O assassinato de pessoas negras em diversas partes do mundo (George Floyd nos EUA, ou o jovem Miguel, aqui no Brasil) tem colocado o racismo em pauta. E algo que o Movimento Negro brasileiro tem pautado é que queremos garantido o direito à vida, assim como o direito à reparação histórica a toda desigualdade que o racismo a nós reservou.

Uma das principais políticas de reparação pautada pelo Movimento Negro foi a Política de Cotas Raciais no Ingresso em Universidades, para que as negras e negros tivessem acesso ao mínimo que a abolição não garantiu: a educação. Em 2000, apenas 2,2% das negras/os tinham concluído o ensino superior. Muitas gerações dedicaram suas vidas nessa luta, e apenas em 2012 essa lei foi aprovada.

De lá para cá, percebemos um avanço significativo na presença da juventude negra nas cadeiras das universidades públicas e privadas brasileiras. Contudo, percebemos também que o número de pessoas negras nos cursos mais elitizados da UFRN e da UFERSA, como Medicina, Psicologia, Engenharias, continua muito baixo.

Na última semana, com toda a revolta com a desigualdade racial, se evidenciou também o grande número de brancos que burlam as cotas raciais e ocupam o lugar que é por direito das pessoas negras. Vimos por meio desse manifesto, então, dizer mais uma vez: Cota não é bagunça, é reparação! Não pode ser papel do Movimento Negro coibir essas ações criminosas, mas sim da própria instituição e ensino.

Exigimos, então, a criação imediata da Comissão de Verificação de Cotas (Comissão de Heteroidentificação) para os ingressantes do SiSU na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e da Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA), para que possamos garantir que as cotas sejam destinadas a quem de fato precisa delas.

Exigimos também dessas universidades a aprovação das Cotas Raciais nas Pós-graduações, considerando que em 2019, apenas 28% dos estudantes de mestrado e doutorado no país eram pretos e pardos. Cenário que não reflete nem os avanços da presença negra na graduação e muito menos nossa composição social brasileira. Quem entrou na universidade quer permanecer produzindo ciência e construindo uma academia plural e democrática.

Esperando uma resposta oficial dessas instituições,
Os signatários abaixo listados:
Coletivo Nacional de Juventude Negra – Enegrecer
Instagram: @coletivoenegrecer | @enegrecer_rn
Grupo de estudantes lança “Manifesto Cota não é bagunça” pela implementação de comissão de verificação na UFRN e Ufersa Grupo de estudantes lança “Manifesto Cota não é bagunça” pela implementação de comissão de verificação na UFRN e Ufersa Reviewed by Canguaretama De Fato on 8.6.20 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.