Results for EDUCAÇÃO

MUNICÍPIO DO RN INICIA ANO LETIVO DE FORMA TOTALMENTE REMOTA E INÉDITA

 

Foto: Divulgação

Os estudantes da rede municipal de educação de Ielmo Marinho iniciaram o ano letivo de 2021 de uma maneira inédita no Rio Grande do Norte: o ensino está sendo ofertado de forma remota e para todos os níveis escolares, desde os primeiros anos do ensino fundamental 1 até as últimas classes do fundamental 2.

O diferencial desenvolvido pela Prefeitura é a utilização de ferramentas que possibilitam o ensino remoto em sua integridade, como explicou o Secretário de Educação e Cultura, Gustavo Fernandes. “Em 2020, o ensino em Ielmo Marinho foi feito de forma precária, em que os professores foram orientados a simplesmente mandar atividades para os alunos por meio do Whatsapp. Mas, neste ano, a Prefeitura conseguiu reorganizar toda a educação e oferecer um ensino verdadeiramente remoto, priorizando o que eu chamo de presencialidade virtualizada”, disse ele.

Desde 5 de abril, quando o ano letivo de 2021 foi iniciado, os alunos estão tendo aulas de forma síncrona pelo Google Meet. Para os estudantes que não têm acesso à internet – que a Prefeitura identifica como “alunos sem tela” – o conteúdo é oferecido de forma assíncrona, e os professores têm uma carga horária sem tela dedicada à preparação desse material didático.

“Fizemos um levantamento para identificar os alunos com e sem tela em cada escola e, a partir daí, os gestores estão desenvolvendo estratégias para atender os estudantes nas suas especificidades. Algumas escolas estão priorizando as atividades impressas, outras estão estudando a possibilidade da criação de uma sala virtual com computadores”, disse o Secretário Gustavo Fernandes. “A orientação geral da secretaria é a realização de planejamentos quinzenais, produção de vídeos curtos, encontros de professores, reuniões agendadas com pais e alunos, diagnóstico do estudante e entrevista com a família, realização de atividades impressas, criação de bloquinhos de atividades, plantão de dúvidas nas escolas, orientação sobre organização do local de estudo etc”, completou.

A prefeita Rossane Patriota ressaltou a importância do ensino remoto adotado no município. “Vivemos um período desafiador no mundo todo e as escolas foram muito afetadas. Mas estamos trabalhando diariamente para que os prejuízos sejam amenizados e a população possa voltar a viver com qualidade e segurança, especialmente as crianças, cuja formação escolar foi diretamente prejudicada”.

Rossane Patriota também elogiou a equipe de professores e gestores que adotaram as inovações propostas pela nova gestão municipal. “Os servidores estão de parabéns. Eles abraçaram nossas ideias e estão num esforço coletivo para fazer tudo dar certo. Juntos, com muita dedicação e carinho, estamos realizando um feito inédito no Estado, e isso é resultado da parceria da nossa gestão com os servidores”, disse ela.

FORMAÇÃO

Visando preparar a todos para o ensino remoto, a Prefeitura realizou uma Jornada Pedagógica de duas semanas no começo do ano, levando palestras e cursos de formação para os professores, gestores e coordenadores pedagógicos e, pela primeira vez na história de Ielmo Marinho, também para pais e alunos. Todos receberam capacitação para utilizar o Google Meet, os formulários do Google, por onde serão feitas as avaliações onlines, e as demais ferramentas necessárias para o ensino remoto, inclusive com a participação de profissionais do Núcleo de Ensino Infantil – NEI/UFRN, uma escola modelo no RN em educação de crianças.

Foto: Divulgação

“Percebemos que não bastava ensinar os professores a usar os aplicativos, era preciso capacitar os pais e responsáveis, pois são eles que vão acompanhar os filhos. E também os alunos, visto que muitos não sabiam fazer um uso dessas ferramentas”, explicou Gustavo Fernandes.

Na Jornada, também foi feita uma palestra com uma psicóloga para os docentes, que sinalizavam medo e apreensão por falta de familiaridade com o uso da internet na educação formal e com a forma precária que o ensino estava sendo feito pelo Whatsapp. Atualmente, o aplicativo de mensagens está sendo usado apenas de forma complementar, para envio pontual de atividades e conteúdo educativo.

RESULTADOS

O resultado de toda essa preparação e planejamento é positivo. Os professores demonstram felicidade e empolgação com o método adotado pela Prefeitura de Ielmo Marinho. “Estou amando as aulas no Google Meet, meus alunos estão se saindo super bem, super disciplinados. Sou grata às dicas do curso de formação”, comemorou a professora dos Anos Iniciais, Alvaci Maria Souto.

Já os alunos têm comparecido bem às aulas. Levantamentos iniciais apontam que pelo menos 50% dos estudantes matriculados estão comparecendo às aulas remotas, algumas turmas com 100% de presença, segundo informações da Secretaria de Educação e Cultura. Os dados completos serão contabilizados em breve.

Para promover a formação continuada dos professores, estudantes e familiares no ensino pela internet, a prefeitura criou o Projeto Rodas de Mestres, que ficará ativo durante todo o período letivo remoto.

Como este ano letivo foi iniciado apenas em abril – em função da finalização do ano letivo 2020 no começo de 2021 – os dias perdidos dos meses de fevereiro e março serão compensados em aulas aos sábados. Tal medida é necessária para o município conseguir cumprir as determinações do Ministério da Educação – MEC.

MUNICÍPIO DO RN INICIA ANO LETIVO DE FORMA TOTALMENTE REMOTA E INÉDITA MUNICÍPIO DO RN INICIA ANO LETIVO DE FORMA TOTALMENTE REMOTA E INÉDITA Reviewed by Canguaretama De Fato on 19.4.21 Rating: 5

Filho de lavadeira passa em 1º lugar no curso de Medicina da UFRN em Caicó: 'É por você, mainha'; CONHEÇA A HISTÓRA

 Em Caicó, filho de lavadeira é aprovado em primeiro lugar em Medicina


Em Caicó, filho de lavadeira é aprovado em primeiro lugar em Medicina

O primeiro sinal de um aprovado no Sisu é a cabeça raspada e a testa riscada com o nome do curso. O de Luiz Gustavo de Oliveira, de 19 anos, é Medicina. E, no caso dele, representa muita superação. Além de toda a adaptação necessária em um ano de pandemia, ele contou com uma ajuda especial: a dedicação da mãe, dona Francileide Marques, que trabalha como lavadeira e também como boleira.

São cerca de 14 horas de trabalho por dia para conseguir ajudar nos estudos do filho. "Eu acordava muito cedo para lavar roupa. Lavava, passava. Quando dava umas 5h30, já soltava as roupas para ir para os bolos. Minha casa é pequena. Eu carregava a batedeira para dentro do meu quarto, cobria com um pano de prato e fechava as portas para ele não ouvir", conta a mãe.

Por causa da dificuldade financeira dos pais, Luiz Gustavo contou com a ajuda de uma tia, que financiava os estudos dele. Em 2019, concluiu o Ensino Médio, concorreu também ao curso de Medicina, mas não passou.

No ano passado, conseguiu uma bolsa de estudos em um cursinho da cidade. Foram várias noites de sono perdidas, mas a recompensa veio. O jovem fez o Enem e atingiu 940 pontos. Com apenas 19 anos, foi aprovado em primeiro lugar no curso de Medicina da UFRN em Caicó.

 Luiz Gustavo Oliveira, de 19 anos, passou em primeiro lugar no curso de Medicina na UFRN, em Caicó — Foto: Gláucia LimaLuiz Gustavo Oliveira, de 19 anos, passou em primeiro lugar no curso de Medicina na UFRN, em Caicó — Foto: Gláucia Lima

 

"Eu encontrava as vezes com Luiz indo de bicicleta para a escola. Eu passava de carro para ir trabalhar e achava ele no caminho", relata o professor Rhodriggo Mendes

"Sábados, domingos, que ficava ali fazendo simulados, algo extremamente cansativo. E agora, estou colhendo os frutos. Isso é o que vem na minha mente", diz o rapaz.

A história de Luiz Gustavo é praticamente a mesma de milhares de potiguares que tentam, através dos estudos, dar uma vida melhor aos pais.

"Minha mãe e meu pai acordam às 4h da manhã para começar a trabalhar em um trabalho que às vezes vai acabar umas 22h, 22h30. Isso é muito cansativo para ela. O mais rápido que eu conseguir tirar minha mãe dali, eu vou tirar. Essa era minha motivação. Era ver meus pais, saber que o que eles estavam fazendo era muito mais difícil do que eu estava fazendo, que era estudar", afirma o jovem.

"É por você mainha, por você pai, vocês que trabalham muito por mim e estão orgulhosos de mim. Isso tudo é por vocês", declarou Luiz.

"É muita felicidade, muita gratidão. Eu sabia que esse dia ia chegar", disse Francileide. "Estou me sentindo feliz", resumiu o pai do novo universitário, José Procópio. 

 

 

 

#Fonte: G1/RN

Filho de lavadeira passa em 1º lugar no curso de Medicina da UFRN em Caicó: 'É por você, mainha'; CONHEÇA A HISTÓRA Filho de lavadeira passa em 1º lugar no curso de Medicina da UFRN em Caicó: 'É por você, mainha'; CONHEÇA A HISTÓRA Reviewed by Canguaretama De Fato on 17.4.21 Rating: 5

APÓS REUNIÃO, COMITÊ CIENTÍFICO DO RN INDICA QUE NÃO HÁ CONDIÇÕES PARA VOLTA ÀS AULAS PRESENCIAIS

 

Foto: Reprodução

Em reunião na noite desta terça-feira 13, o comitê científico da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) debateu, entre outros pontos, a possibilidade de retorno às aulas presenciais nas redes privada e pública de ensino em todo o Rio Grande do Norte. A retomada imediata das atividades em sala de aula foi requerida pelo Ministério Público do Estado (MPRN) em Ação Civil Pública (ACP) movida contra a Secretaria de Estado da Educação, da Cultura e do Lazer (SEEC). As aulas presenciais estão suspensas na rede pública de ensino desde março de 2020.

De acordo com Marise Reis, professora da UFRN, médica infectologista e membro do comitê que assessora o Governo do Estado, ainda não será recomendada a retomada presencial das atividades. “O comitê entende que ainda não temos condições para o retorno presencial. Os indicadores da epidemia no Estado indicam alta transmissão comunitária [do coronavírus]”, disse.

Na segunda-feira 12, a governadora Fátima Bezerra (PT) abriu, por meio virtual, a Jornada Pedagógica 2021 da rede estadual de ensino promovida SEEC/RN. Na ocasião, ela destacou a importância das atividades em sala de aula no momento oportuno.

Ação do Ministério Público

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) ajuizou uma Ação Civil Pública (ACP) para que o Governo do Estado seja obrigado a permitir o retorno das aulas presenciais em todas as instituições de ensino públicas e privadas, estaduais e municipais, em quaisquer das etapas da Educação Básica. Esse retorno deve ser de forma híbrida, gradual, segura e facultativa.

A ação foi ajuizada com pedido de antecipação de tutela, para o Estado permitir a volta das aulas presenciais, em todas as etapas da educação básica da rede privada e da rede pública de ensino. A ação civil é baseada na Constituição Federal e no Estatuto da Criança e do Adolescente. Para o MPRN, a educação deve ser tratada como atividade essencial, sendo a primeira a retornar e a última a paralisar.

 

 

 

 

#Fonte: Agora RN.

APÓS REUNIÃO, COMITÊ CIENTÍFICO DO RN INDICA QUE NÃO HÁ CONDIÇÕES PARA VOLTA ÀS AULAS PRESENCIAIS APÓS REUNIÃO, COMITÊ CIENTÍFICO DO RN INDICA QUE NÃO HÁ CONDIÇÕES PARA VOLTA ÀS AULAS PRESENCIAIS Reviewed by Canguaretama De Fato on 14.4.21 Rating: 5

VOLTA ÀS AULAS NO RN SERÁ DEBATIDA NA NOITE DESTA TERÇA-FEIRA(13)

 

Foto: Assecom/Governo do RN

Em reunião marcada para ocorrer às 19h30 desta terça-feira (13), o Comitê Científico da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN) deverá debater, entre outros pontos, a possibilidade de retorno às aulas presenciais nas redes privada e pública de ensino em todo o Rio Grande do Norte. A retomada imediata das atividades em sala de aula foi requerida pelo Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte (MPRN) em Ação Civil Pública movida contra a Secretaria de Estado da Educação, da Cultura e do Lazer (SEEC). As aulas nos ambientes físicos das escolas estão suspensas na rede pública de Educação potiguar desde o dia 17 de março de 2020.

Nesta segunda-feira (12), a governadora Fátima Bezerra abriu, por meio virtual, a Jornada Pedagógica 2021 da rede estadual de ensino promovida SEEC/RN. Na ocasião, ela destacou a importância das atividades em sala de aula no momento oportuno.

“A semana pedagógica brota com o desejo de voltarmos às salas de aula, já que a Educação é a escola e não temos como imaginar nação civilizada sem Educação. A Educação é um passaporte para a cidadania como Paulo Freire nos ensinou. Mas o Comitê Científico diz neste momento que não é recomendado o retorno às aulas presenciais e, por isso, estamos discutindo nesta jornada o ensino remoto para que possamos chegar ao maior número de alunos”, frisou.

O MPRN disse à Tribuna do Norte, por meio da assessoria de imprensa em reportagem publicada no dia 7 deste mês, que a motivação para o ajuizamento da Ação Civil Pública se deu em razão do não atendimento pelo Governo do Estado a uma recomendação expedida pelo próprio órgão ministerial no último dia 31 de março. O ato recomendatório solicitava a inclusão da Educação como atividade essencial e pedia tratamento igualitário em relação às atividades nas escolas públicas e privadas instaladas no território potiguar.

Conforme o órgão ministerial, a Recomendação Conjunta Nº 01/2021 foi remetida ao Gabinete do Governo do Estado no dia 31 de março e também recebido nessa mesma data. “Como não houve atendimento da recomendação expedida pelo Ministério Público no último dia 31 de março, não restou alternativa senão o ajuizamento da Ação”, informou. A SEEC/RN confirmou que não recorreu da Ação junto ao Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN).

Também nesta segunda-feira, na Jornada Pedagógica da SEEC/RN, o titular da pasta, Getúlio Marques, reforçou as iniciativas do Estado para ampliar o ensino remoto. “Desde 2020, vimos fortalecendo a Educação com a contratação de professores. Saímos de 300 para 120 mil salas virtuais, o que mostra que estamos cuidando dos nossos alunos”, disse. Sobre o reinício das aulas presenciais, Getúlio argumentou: “a pandemia nos levou ao ensino não presencial. A vida não se recupera, mas a aprendizagem sim. Defendemos voltar logo que tenhamos toda segurança referendadas pelo conhecimento científico e segurança sanitária para que não fiquem em risco a vida de alunos, familiares e professores”.

Ao concluir a abertura da Jornada Pedagógica, Fátima Bezerra foi taxativa. “As atividades presencias na educação vão retornar quando as condições epidemiológicas avalizadas pelo Comitê Científico permitirem”.

Sebrae orientará escolas municipais

O Sebrae no Rio Grande do Norte firmou uma parceria com a Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn) e o Sesi-RN que vai atender, inicialmente, 1.000 escolas da rede municipal de ensino em todo o Estado. A parceria conta com o apoio da União dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME-RN) na articulação com as Secretarias Municipais de Educação.

O programa de Bioprevenção Reinicie terá início na rede pública de ensino a partir do preenchimento de formulário específico, seguido da assinatura do Termo de Adesão e a aprovação do cronograma de execução da consultoria.

O programa é composto por quatro etapas com duração de três semanas, sendo a primeira de forma presencial, na qual é elaborado um diagnóstico da situação da escola. A segunda etapa ocorrerá em dois encontros, via online, nos quais são realizados o plano de ação e a capacitação do pessoal da instituição de ensino e a terceira etapa será em encontro presencial, no qual é feita a verificação e o plano de prevenção. O ciclo final culmina com a entrega do certificado e o Selo de Bioprevenção à escola municipal.

VOLTA ÀS AULAS NO RN SERÁ DEBATIDA NA NOITE DESTA TERÇA-FEIRA(13) VOLTA ÀS AULAS NO RN SERÁ DEBATIDA NA NOITE DESTA TERÇA-FEIRA(13) Reviewed by Canguaretama De Fato on 13.4.21 Rating: 5

SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DIZ QUE ESCOLAS ESTÃO PRONTAS PARA RETORNO NO RN, MAS AGUARDA LIBERAÇÃO DO COMITÊ

 

Foto: Reprodução/Portal RN

Em entrevista à TV Tropical nesta sexta-feira (09), o secretário de Educação do Rio Grande do Norte, Getúlio Marques, disse que pelo menos 555 escolas estaduais estão prontas para a retomada das aulas presenciais. No entanto, segundo ele, ainda falta a liberação por parte do comitê científico do estado.

“Nós estamos com 555 escolas prontinhas. Quem quiser visitar qualquer uma, as escolas estão lá. Só temos cinco em Natal que não estão concluídas, mas estamos preparando. Se o retorno puder ser feito tão logo o comitê resolva que é hora de retomar, nós estamos prontos”, afirmou.

De acordo com Marques, a liberação para alunos de anos iniciais nas escolas privadas está relacionada à quantidade de estudantes nesses níveis. Na segunda-feira (05), o Ministério Público do Rio Grande do Norte ajuizou uma Ação Civil Pública (ACP) para que o governo estadual seja obrigado a permitir o retorno das aulas presenciais.

“Na realidade, a solicitação do MP é para que se abra as escolas públicas e privadas, em todos os níveis, de forma gradual. Isso é o que nós temos no nosso protocolo desde agosto. Um protocolo que foi trabalhado com todas as entidades – municipais, estaduais, universidades, alunos, professores. Logicamente, o MP coloca a questão de entender que é desigual por ter escolas privadas que foram autorizadas”, declarou.

Sobre isso, o secretário ainda acrescentou que, no caso das escolas públicas, “é porque nosso comitê de saúde está colocando a questão da saúde e envolvendo também as questões socioeconômicas. Esses primeiros anos de ensino inicial são menos alunos e provocariam menos aglomerações”, explicou.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN (Sinte-RN) é contra a retomada das aulas antes da vacinação dos profissionais. De acordo com o Getúlio Marques, caso haja a retomada das aulas, será feita uma negociação com a categoria. “O sindicato está colocando a defesa da categoria, considerando as questões pandêmicas, e tem a sua posição que não é a mesma da minha. Na hora que o comitê disser que existem condições, como secretário, eu vou sugerir o retorno e novamente negociar com o sindicato”, pontuou.

 

 

 

#Fonte:Portal Tropical

SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DIZ QUE ESCOLAS ESTÃO PRONTAS PARA RETORNO NO RN, MAS AGUARDA LIBERAÇÃO DO COMITÊ SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DIZ QUE ESCOLAS ESTÃO PRONTAS PARA RETORNO NO RN, MAS AGUARDA LIBERAÇÃO DO COMITÊ Reviewed by Canguaretama De Fato on 10.4.21 Rating: 5

AULAS NA REDE PÚBLICA SÓ VOLTAM APÓS RECOMENDAÇÃO DO COMITÊ CIENTÍFICO, DIZ SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DO RN

 

Secretário de Educação do RN, Getúlio Marques (Arquivo). Foto: Danilo Bezerra.

Após o Ministério Público do Rio Grande do Norte entrar com uma ação para pedir que a Justiça determine a volta as aulas em formato híbrido – com ensino presencial e à distância – na rede pública de ensino, o secretário estadual de educação, Getúlio Marques Ferreira, afirma que as aulas só devem ser retomadas após recomendação do comitê científico do estado.

As escolas da rede pública estadual e também dos municípios potiguares não têm aulas presenciais desde março de 2020, no início da pandemia da Covid-19.

Getúlio reconheceu que assinou um compromisso com o Ministério Público, em novembro do ano passado, que previa a retomada gradual a partir de março desse ano, mas considerou a previsão para o cenário da pandemia era diferente do que foi encontrado no início deste ano.

Em entrevista nesta quarta-feira (7), ao Bom Dia RN, da Inter TV Cabugi, o secretário afirmou que, de 598 escolas na rede estadual, mais de 550 já estão totalmente preparadas com protocolos, sinalização e materiais e higiene para o retorno.

“A dependência nossa, a previsão de retorno às aulas, será quando o comitê científico autorizar. Na hora que o comitê científico disser que temos as condições, nós vamos para a linha de frente”, declarou.

O secretário ainda afirmou que enquanto não há autorização do comitê científico, a pasta segue trabalhando para estruturar as escolas e, que no momento em que houver autorização do ponto de vista científico, ele mesmo vai defender a volta às aulas.

“Escola não é como shopping, em que você pode ir resolver alguma coisa em alguns minutos e voltar para casa. O aluno é obrigado a passar quatro horas ali. E mesmo que a gente tenha segurança dentro da escola, ele tem que pegar ônibus lotados. Ainda não vemos essa segurança. Quando o comitê entender que sim, como secretário, vou defender esse retorno”, declarou.

Ainda de acordo com o secretário, a previsão é que profissionais do grupo de risco continuem trabalhando de forma remota, mesmo com o retorno. Getúlio ainda afirmou que o governo defende a vacinação prioritária dos professores demais trabalhadores da educação, mas ainda não tem autorização do Ministério da Saúde, que é quem coordena a imunização.

 

 

 

 

#Fonte: G1

AULAS NA REDE PÚBLICA SÓ VOLTAM APÓS RECOMENDAÇÃO DO COMITÊ CIENTÍFICO, DIZ SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DO RN AULAS NA REDE PÚBLICA SÓ VOLTAM APÓS RECOMENDAÇÃO DO COMITÊ CIENTÍFICO, DIZ SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DO RN Reviewed by Canguaretama De Fato on 8.4.21 Rating: 5

MINISTÉRIO PÚBLICO ACIONA JUSTIÇA PARA OBRIGAR O GOVERNO DO RN A PERMITIR RETORNO DE AULAS PRESENCIAIS

 

Foto: Reprodução

Ação é assinada pelo procurador geral de Justiça e por mais nove promotores de Justiça. Objetivo é fazer com que Estado e Municípios garantam retorno de aulas presenciais de forma híbrida, gradual, segura e facultativa a todos

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) ajuizou uma Ação Civil Pública (ACP) para que o Governo do Estado seja obrigado a permitir o retorno das aulas presenciais em todas as instituições de ensino públicas e privadas, estaduais e municipais, em quaisquer das etapas da Educação Básica. Esse retorno deve ser de forma híbrida, gradual, segura e facultativa. A ação foi ajuizada nesta segunda-feira (5) com pedido de antecipação de tutela, para o Estado permitir a volta das aulas presenciais, em todas as etapas da educação básica da rede privada e da rede pública de ensino.

A ação civil é baseada na Constituição Federal e no Estatuto da Criança e do Adolescente. Para o MPRN, a educação deve ser tratada como atividade essencial, sendo a primeira a retornar e a última a paralisar. E essa paralisação deve ocorrer apenas em caso de justificada necessidade sanitária.

Para abertura e funcionamento das escolas da rede privada, deve haver o cumprimento do que está determinado nos Protocolos Sanitários vigentes, de modo que as medidas de biossegurança sejam rigorosamente cumpridas. Em relação à abertura e funcionamento das escolas das redes públicas estadual e municipais, isso deve ocorrer de acordo com os respectivos Planos de Retomada de Atividades Escolares Presenciais que contemplem os protocolos sanitários e pedagógicos, devidamente elaborados, aprovados e publicados pelos Comitês Setoriais Estadual e Municipais.

Na ação, o MPRN pede que, em caso de eventual necessidade de suspensão das atividades escolares presenciais nas redes pública e privada da educação, o Governo do Estado confira tratamento igualitário, abstendo-se de autorizar apenas a retomada das atividades escolares de forma presencial na rede privada de ensino, em descompasso com a rede pública de ensino.

No entender do MPRN, o Decreto Estadual 30.458/2021, que passou a vigorar nesta segunda (5), “estabelece marco diverso para retomada da mesma atividade e, portanto, com os mesmos riscos epidemiológicos, elegendo como fator de diferenciação o fato de os estabelecimentos pertencerem à rede pública ou privada, o que gera discriminação odiosa, acentuando as desigualdades em vez de reduzi-las, como quer a Constituição Federal”.

Para o MPRN, não se concebe mais retardar a retomada presencial das atividades das redes estadual e municipais de ensino, visto que desde março de 2020 os alunos atendidos por essas redes estão sem atividades escolares presenciais, ou seja, há mais de 1 ano.

MINISTÉRIO PÚBLICO ACIONA JUSTIÇA PARA OBRIGAR O GOVERNO DO RN A PERMITIR RETORNO DE AULAS PRESENCIAIS MINISTÉRIO PÚBLICO ACIONA JUSTIÇA PARA OBRIGAR O GOVERNO DO RN A PERMITIR RETORNO DE AULAS PRESENCIAIS Reviewed by Canguaretama De Fato on 7.4.21 Rating: 5

NOTAS FINAIS DO ENEM SERÃO DIVULGADAS NESTA SEGUNDA-FEIRA (29)

 

Foto; Marcello Casal Jr.

As notas finais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, versão impressa e digital, serão disponibilizadas nesta segunda-feira (29), a partir das 18h (horário de Brasília). Os participantes poderão conferir os resultados individuais das provas na Página do Participante ou no aplicativo do exame.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão realizador da prova, também estarão disponíveis as notas dos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio para adultos privados de liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL).

Para ter acesso às notas, os participantes devem utilizar o login único do governo federal. Caso o aluno tenha esquecido a senha, o sistema permite recuperá-la. Basta inserir o CPF no campo indicado, selecionar avançar e clicar no link “Esqueci minha senha”. O sistema apresentará diversas formas para recuperar a conta (validação facial, bancos credenciados, internet banking, e-mail e celular), escolha uma das opções para receber o código de verificação e, em seguida, gere uma nova senha.

Além do resultado da redação, que varia de zero a mil, os participantes poderão conferir as notas individuais, referentes às provas das quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias.

As notas individuais do Enem podem ser usadas para acesso à educação superior, no Brasil e em instituições de Portugal, e em programas governamentais de financiamento e apoio ao estudante. Os participantes podem ter mais informações sobre os programas que permitem o ingresso na educação superior no portal do Ministério da Educação.

O resultado do Enem 2020 impresso, para fins exclusivos de autoavaliação de conhecimentos do participante treineiro, será divulgado no dia 28 de maio de 2021, na Página do Participante e no aplicativo do exame.

 

 

 

 

 

#Fonte: Agência Brasil

NOTAS FINAIS DO ENEM SERÃO DIVULGADAS NESTA SEGUNDA-FEIRA (29) NOTAS FINAIS DO ENEM SERÃO DIVULGADAS NESTA SEGUNDA-FEIRA (29) Reviewed by Canguaretama De Fato on 29.3.21 Rating: 5

RN: PREFEITO DE NATAL DECLARA EM ENTREVISTA QUE DEVE SUSPENDER AULAS PRESENCIAIS NA REDE PARTICULAR

 

Foto: Secom/PMN

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, afirmou em entrevista, nesta quarta-feira (16), no Jornal das Seis, da 96 FM,  que defende a suspensão  das aulas presenciais da rede privada de ensino. Neste caso, vai se reunir com o Comitê Científico e uma das discussões será sobre o tema. 

RN: PREFEITO DE NATAL DECLARA EM ENTREVISTA QUE DEVE SUSPENDER AULAS PRESENCIAIS NA REDE PARTICULAR RN: PREFEITO DE NATAL DECLARA EM ENTREVISTA QUE DEVE SUSPENDER AULAS PRESENCIAIS NA REDE PARTICULAR Reviewed by Canguaretama De Fato on 16.3.21 Rating: 5

HOMENAGEM AO CENTENÁRIO DE HOMERO HOMEM, ESCRITOR CANGUARETAMENSE

Por Francisco Galvão
Membro do Instituto Histórico e Geográfico do RN e da Academia de Letras de Canguaretama


Fico imaginando se Homero Homem estivesse entre nós nesse momento especial da história. Que romance escreveria ao Brasil? Um escritor da sua grandeza nos presentearia com um texto insuperável. Teríamos, diante de sua inegável criatividade, um imenso prazer de ler. Nasceu em Canguaretama, em 5 de janeiro de 1921 e seu nome “Homero” fazia jus ao grego, pois sabia poemizar tão bem quanto seu homônimo. Seu pai, Joaquim Siqueira, um jurista pernambucano quem vinha da estirpe de Manuel de Mascarenhas Homem, foi um dos fundadores do América de Natal, o time vermelho, que já foi azul. 


Filosofar parece ser simples como o futebol, mas não é fácil. Só os bons escribas conseguem. Como dizia meu pai: “Onde estiver um Siqueira, haverá um homem inteligente!” O Rio Grande do Norte nos deu um desses, que foi Homero Homem de Siqueira Cavalcanti, e espero não custar muito a aparecer outro. Faria como os craques da bola, que chamam para si a responsabilidade e decidem a partida como se jogasse sozinho, como se bastasse ele para resolver o problema.


Homero Homem foi um esquecido na literatura dos potiguares. Escrevia sobre os dilemas, paradoxos e contradições humanas. Tais características são bem representadas em “Menino de Asas”, uma fantástica história do diferente, do excluído, tão atual em nosso tempo. O “Menino de Asas” era, sobretudo, o que acreditava num mundo melhor, por isso podia “voar” e ser diferente. Depois de tanto tempo ainda nos deparamos com pessoas que podam os nossos meninos que nascem com mais asas do que braços. O Menino de Asas, porém, não se deixou intimidar: fez de tudo para vencer a rejeição. Nessa luta, além do preconceito, ele pode descobrir também a amizade e o amor. 


Contradições humanas como essas estão presentes entre “Canguleiros e Xarias”, que apresenta a Natal provinciana que encanta tantos leitores, pois conta suas próprias histórias. Eram cenas simples, onde aconteciam batalhas instigadas na rixa de classes sociais e do bairrismo belicoso dos pobres Canguleiros moradores das Rocas e Ribeira contra os nobres Xarias que habitavam o bairro burguês da Cidade Alta. Já em “Cabra das Rocas” percebe-se mais uma vez o paradoxo, pois um garoto que morava no mangue, resolveu entrar na escola dos ricos e se tornar um “bacana”. Será que isso era atual nos nossos dias? Estamos vendo em HD a repetição daquele filme analógico? 


Aquela “Copa em Natal” deveria tê-lo ressuscitado, mas as coisas não funcionam assim; na cultura parece que vale a mesma lógica da caixinha de surpresa dos “Kinder Ovos” da vida. Sobre futebol escreveu coisas fantásticas e se tornou referência no assunto a nível nacional. Falava do esporte com a maestria dos grandes escritores, descrevendo jogadas e vivências cotidianas como um grande apaixonado, mostrando as emoções mais humanas dentro do campo. “O Goleador” e “O Moço da Camisa 10” foram duas obras primas do seu gosto incontestável pelo esporte.


Era, sobretudo, um nordestino aguerrido como as cactáceas, mas que, por dentro, era sensível como as flores dos tabuleiros litorâneos que conheceu em tenra idade. Só ele poderia expressar um “Luar Potiguar” e se tornou um “Agrimensor da Aurora”. Pelo número de edições dos seus livros constata-se que foi o mais lido de todos os ficcionistas norte-rio-grandenses. A Academia Brasileira de Letras não teve cadeiras suficientes para ele. O poeta Ledo Ivo, que tomou um desses assentos, teria sido seu único adversário intelectual. Divergiram e trocaram farpas, mas quando Homero faleceu, em 17 de julho de 1991, Ledo Ivo foi ao enterro e prestou homenagem ao desafeto de outrora.


Se estivesse vendo esses extremismos de hoje teria muito a falar, mostrando as contradições de quem renega a vacina e fura a fila para se vacinar primeiro; os que não querem mudanças e reclamam dizendo que não podemos continuar assim; os que criticam as administrações públicas e votam sempre nos mesmos candidatos. Homero mostrava, sem escrúpulos, as discrepâncias sociais sem ser muito percebido. Era aquele poeta potiguar distante, que morava no Rio de Janeiro e pouco se sabia sobre ele. Infelizmente, seus livros foram ficando escondidos nas prateleiras das bibliotecas. 

HOMENAGEM AO CENTENÁRIO DE HOMERO HOMEM, ESCRITOR CANGUARETAMENSE HOMENAGEM AO CENTENÁRIO DE HOMERO HOMEM, ESCRITOR CANGUARETAMENSE Reviewed by Canguaretama De Fato on 1.3.21 Rating: 5

RN: Aluno UNIFACEX Escolhe Entre Aulas Presenciais e Remotas para Dar Início ao Ano Letivo

 Foto: Divulgação

Após o período de aulas remotas em 2020, devido ao pico da pandemia da Covid-19, o Centro Universitário Facex – UNIFACEX retorna ao semestre letivo de 2021 com aulas híbridas, sendo a única instituição do estado a ofertar esse modelo de ensino.

O modelo híbrido começou a ser desenvolvido pela instituição ainda em setembro de 2020, contando com investimentos em infraestrutura tecnológica e capacitação do corpo docente.

Colocando à disposição do estudante a opção de escolher qual a melhor forma de retomar as atividades acadêmicas, no modelo remoto ou no presencial, a instituição enviou um questionário aos alunos. “A nossa preocupação com a qualidade do ensino nos fez observar a forma como cada aluno prefere aprender. Por isso, escolhemos ofertar o ensino híbrido e fizemos o necessário para que o aluno sinta-se acolhido no retorno de nossas atividades, seja de forma presencial ou remota”, comenta a Reitora do UNIFACEX, Candysse Figueiredo.

Nesta segunda-feira, 1º, o UNIFACEX iniciou o semestre letivo dos alunos veteranos, com turmas acompanhando o conteúdo em sala de aula e em casa, simultaneamente.

As atividades práticas, realizadas nos laboratórios, seguem acontecendo presencialmente, mantendo todo o protocolo de segurança preparado para receber estudantes, professores e funcionários.

RN: Aluno UNIFACEX Escolhe Entre Aulas Presenciais e Remotas para Dar Início ao Ano Letivo RN: Aluno UNIFACEX Escolhe Entre Aulas Presenciais e Remotas para Dar Início ao Ano Letivo Reviewed by Canguaretama De Fato on 4.2.21 Rating: 5

UFRN Oferta 7.921 Vagas Para Ingresso de Novos Alunos em 2021

 Alunos da UFRN

Foto: Anastácia Vaz

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) ofertará 7.921 vagas para ingresso de novos alunos em 2021, sendo 7.016 por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O quadro de vagas foi aprovado nesta terça-feira, 2, pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe/UFRN), que também acatou a proposta do Centro de Tecnologia (CT) para alterar a forma de oferta para os cursos de engenharia de 2º ciclo vinculados ao Bacharelado em Ciências e Tecnologia (BCT).

O ingresso via Sisu apresenta aumento de 83 vagas em comparação a 2020, com oferta de 4.732 para o 1º semestre e 2.284 para o 2º semestre. Neste ano, parte das vagas que eram ofertadas pelo BCT serão direcionadas aos cursos de Reingresso de 2º Ciclo (Engenharia Ambiental, Engenharia Biomédica, Engenharia de Computação, Engenharia de Materiais, Engenharia de Petróleo, Engenharia de Telecomunicações, Engenharia Mecânica e Engenharia Mecatrônica).

Dessa forma, além da oferta usual de vagas para esses cursos pelo Reingresso de 2º Ciclo, eles passarão também a ter o quantitativo correspondente a metade da sua oferta destinada ao Sisu – exceto o curso de Engenharia Mecânica, que mantém 80 vagas do turno diurno por reingresso e disponibiliza 50 vagas do turno noturno via Sisu. São oferecidas, no total, 750 vagas para Reingresso de 2º Ciclo.

A UFRN ainda dispõe em 2021 de 63 vagas para graduações com Processo Seletivo Específico (PSE); 42 vagas para mobilidade interna, em que os estudantes são transferidos para o mesmo curso de outro campus; e 50 vagas oferecidas para o Programa de Estudantes-Convênio de Graduação (PEC-G).

A pró-reitora de Graduação da UFRN, Maria das Vitórias Vieira, ressalta que neste ano haverá mudança na forma de ingresso para os cursos de Dança e Teatro, que optaram pela não realização de Teste de Habilidades Específicas (THE), e ofertam suas vagas via Sisu. O curso de Letras Libras, por sua vez, conta com reserva de 75% das vagas para candidatos surdos, conforme a Resolução nº 077/2020 do Consepe.

Em 2021 ainda serão adicionadas duas vagas ao Bacharelado em Ciências Sociais, com aumento de 50 para 52, e uma vaga ao Bacharelado em Psicologia, que passa a dispor de 46 vagas. Também haverá o redimensionamento de 15 vagas do Bacharelado para a Licenciatura em História no Centro de Ensino Superior do Seridó (CERES), que aumenta o número de alunos para 45 no turno diurno e 50 no turno noturno.

 

 

#Fonte: UFRN

UFRN Oferta 7.921 Vagas Para Ingresso de Novos Alunos em 2021 UFRN Oferta 7.921 Vagas Para Ingresso de Novos Alunos em 2021 Reviewed by Canguaretama De Fato on 3.2.21 Rating: 5

IMPORTANTE! Governo do RN Decide Suspender Retorno Presencial das Aulas na Rede Estadual em Fevereiro

 

Escolas estaduais só retornarão em formato remoto — Foto: Assecom/Governo do RN

O governo do RN suspendeu na última sexta-feira (29) o retorno às aulas presenciais no dia 1 de fevereiro na rede estadual de ensino. As aulas ainda recomeçarão nesta data, mas apenas no formato remoto.

Em nota, o Poder Executivo informou que a decisão "segue entendimento de outros estados do país, que optaram por retomar às atividades escolares ainda de forma remota até que as condições sanitárias em face da pandemia do coronavírus estejam integralmente satisfatórias".

Na própria segunda-feira (1), o governo estadual disse que se reunirá com o Ministério Público para discutir um retorno presencial e avaliar as adequações que foram realizadas escolas dos estados. O Estado não deu previsão de nova data para a volta das atividades presenciais.

Na quinta-feira (28), a Prefeitura de Natal também anunciou o adiamento das aulas na rede municipal de ensino. As atividades retornarão apenas de maneira remota a partir do dia 18 de fevereiro. Também não há previsão para o retorno das aulas presenciais. Antes, o calendário indicava a volta no dia 2 de fevereiro.

Mossoró foi outra cidade que decidiu adiar o reinício das aulas presenciais - antes marcadas para fevereiro - para março. O motivo foi a falta de condição das escolas municipais para enfrentar o atual cenário de pandemia da Covid-19.

As atividades na rede pública de todo o estado estão suspensas desde março, por conta da pandemia da Covid-19.

Algumas escolas municipais e estaduais não apresentavam as condições sanitárias necessárias contra a Covid-19 para alunos e professores.

Na quinta-feira, a Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (SEEC) havia informado que a intenção era manter o cronograma de reinício das aulas presenciais - em formato híbrido - a partir do dia 1 de fevereiro.

Segundo a pasta, cerca de 60% das escolas estaduais passaram por adaptações e tinham condições sanitárias básicas e suficientes para o retorno das atividades presenciais.

 

 

 

#Fonte: G1-RN

IMPORTANTE! Governo do RN Decide Suspender Retorno Presencial das Aulas na Rede Estadual em Fevereiro IMPORTANTE! Governo do RN Decide Suspender Retorno Presencial das Aulas na Rede Estadual em Fevereiro Reviewed by Canguaretama De Fato on 1.2.21 Rating: 5

ENEM DIGITAL: Primeira Edição Começa a Ser Aplicada Neste Domingo (31), com 93 mil Inscritos em 104 Cidades

 
Imagem: Reprodução São Luís do Futuro

A primeira edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) digital começa neste domingo (31). O exame será aplicado de forma piloto para um número reduzido de participantes, mas já poderá ser usado para concorrer a vagas no ensino superior. Ao todo, estão inscritos 93 mil estudantes em 104 cidades. Embora seja feito pelo computador, os candidatos deverão ir até os locais de prova e, assim como no Enem impresso, levar caneta esferográfica de cor preta.

Neste primeiro dia de aplicação, os participantes farão as provas de linguagens, ciências humanas e redação. No segundo dia, que será no dia 7 de fevereiro, os candidatos farão as questões de matemática e ciências da natureza. O número de questões objetivas (90 por dia), o tempo para fazer as prova e os horários de aplicação serão os mesmos do Enem impresso: cinco horas e meia no primeiro dia e cinco horas no segundo. Os portões abrem às 11h30 e fecham às 13h (horário de Brasília).

A diferença é que a prova será feita pelo computador. As questões objetivas serão todas marcadas na tela, e os participantes não precisarão preencher o cartão-resposta à mão. A redação, no entanto, será escrita à mão, por isso a caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, é obrigatória. O tema e os textos motivadores estarão na tela. A correção também será feita da mesma forma que o Enem impresso.

No segundo dia de exame, a caneta também poderá ser usada. Os participantes receberão uma folha de rascunho para fazer os cálculos das provas de exatas à mão, caso desejem.

O que levar

A lista do que pode ou não também é semelhante ao Enem impresso. Por conta da pandemia do novo coronavírus, o Enem terá regras especiais de biossegurança. Este ano, além do documento oficial de identificação com foto e da caneta esferográfica de tinta preta, em material transparente, itens obrigatórios também nos exames anteriores, a máscara de proteção facial passa a integrar essa lista.

É recomendado que os participantes levem máscaras extras para trocar durante a prova. Haverá nos locais de prova álcool em gel para que os estudantes higienizam as mãos, mas é permitido que os participantes levem seu próprio produto caso desejem.

Os participantes podem levar também a própria água e/ou bebidas não alcoólicas e lanche. Além disso, caso necessitem comprovar que participaram do exame, os estudantes podem imprimir, na Página do Participante, a Declaração de Comparecimento para cada dia de prova, informando o CPF e a senha.

A declaração deve ser apresentada ao aplicador na porta da sala em cada um dos dias. Ela serve, por exemplo, para justificar a falta ao trabalho.

É importante lembrar que participantes que estiverem com sintomas de covid-19 ou de outra doença infectocontagiosa não devem comparecer ao exame. A medida é necessária para que o vírus não se espalhe e mais pessoas sejam contaminadas. Nesses casos, os candidatos poderão fazer a prova na data da reaplicação, nos dias 23 e 24 de fevereiro. Para isso, poderão fazer o pedido pela Página do Participante. A data para que isso seja feito ainda será divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Locais de prova

Os locais de prova estão disponíveis no cartão de confirmação de inscrição, na Página do Participante. Também está disponível um vídeo que explica em detalhes como será o exame. Para garantir a segurança, os participantes receberão, no dia da prova, um código que precisarão digitar na tela antes de começar o exame e também quando finalizarem as provas.

Os computadores só terão acesso às provas. Os candidatos não terão acesso, por exemplo, à internet ou à calculadora. Na tela, quando a prova começar, aparecerão todas as questões. Será possível clicar em qual deseja acessar. O sistema também permite que o candidato escreva na tela com o mouse e que marque as questões para depois poder voltar nelas, por exemplo.

Em entrevista à Agência Brasil, o diretor de Tecnologia e Disseminação de Informações Educacionais do Inep, Camilo Mussi, reforça a importância de que os participantes vejam o vídeo com antecedência.

“É importante que todos vejam esse vídeo com calma, mais de uma vez, para que cheguem na prova com tranquilidade. O sistema é muito interativo e muito amigável, mas se tiver visto o vídeo antes, vai ser muito melhor”, diz.

Chegar cedo no Enem digital também pode fazer diferença. Antes de começar o exame, os participantes terão que ler uma série de instruções na tela. “O participante, chegando com antecedência, sentando no computador, terá a opção de ler as instruções da prova já. Não poderá acessar a prova, mas poderá, com calma, ler as instruções”, acrescenta Mussi.

Enem 2020

O Inep vai divulgar os cadernos de provas do Enem digital logo após o fim das aplicações, no dia 31 e no dia 7 de fevereiro. Eles estarão disponíveis no site do Inep. Ao contrário do Enem impresso, já que a prova será no computador, os participantes não poderão levar os cadernos de prova. Os candidatos podem, no entanto, anotar as respostas na folha de rascunho. Os gabaritos oficiais serão divulgados até 10 de fevereiro.

O Enem 2020 tem uma versão impressa, que foi aplicada nos dias 17 e 24 de janeiro, e uma versão digital. Cerca de 2,5 milhões de estudantes fizeram as provas do Enem impresso, o que corresponde a menos da metade dos inscritos. A aplicação piloto do Enem digital deverá ser o início de mudanças no exame nacional. A intenção é que o exame seja totalmente digital até 2026.

O exame, tanto o impresso quanto o digital, foi suspenso no estado do Amazonas e o impresso foi suspenso em Rolim de Moura (RO) e em Espigão D’Oeste (RO) devido aos impactos da pandemia nessas localidades. Esses estudantes poderão fazer as provas também na data de reaplicação. Segundo o Ministério da Educação, foram cerca de 20 ações judiciais, em todo o país, contrárias à realização do exame.

 

 

 

 

#Fonte: Agência Brasil

ENEM DIGITAL: Primeira Edição Começa a Ser Aplicada Neste Domingo (31), com 93 mil Inscritos em 104 Cidades ENEM DIGITAL: Primeira Edição Começa a Ser Aplicada Neste Domingo (31), com 93 mil Inscritos em 104 Cidades Reviewed by Canguaretama De Fato on 30.1.21 Rating: 5

Professores Ameaçam Entrar em Greve em Caso de Retorno Obrigatório das Aulas Presenciais no RN

 

Marcado para o próximo dia primeiro de fevereiro, o retorno às aulas na rede estadual de ensino, programadas para acontecer em um formato híbrido, com aulas presenciais e remotas, através da internet, não agrada a direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte (Sinte/RN), que adianta que se as aulas presenciais forem obrigatórias, não está descartada a possibilidade de uma greve.

“Não é o momento para retornar presencialmente porque a pandemia, inclusive, vem apresentando números crescentes no país e no estado. Sabemos que muitas escolas não estão preparadas porque não receberam os recursos necessários para fazer as adequações. As escolas não estão devidamente equipadas e é preciso ter segurança nesse retorno, por isso defendemos que o retorno presencial seja feito com a vacinação”, explica Bruno Vital, que faz parte da diretoria do Sinte.

A reportagem ainda destaca que segundo o sindicato dos professores, a categoria não se opõe ao retorno às aulas remotas, o problema é a obrigatoriedade das aulas presenciais que, com um calendário de vacinação incerto em todo o país, colocaria a vida de professores, funcionários e estudantes em risco:

“Não há clareza sobre a vacinação no país e não sabemos por quanto tempo isso vai se prolongar. A única certeza é que a vida das pessoas devem estar em primeiro lugar. Mas, se o Governo estabelecer que o retorno presencial é obrigatório, vamos deflagrar uma greve em defesa da vida, para que as aulas retornem após a vacinação”, reforça.

Professores Ameaçam Entrar em Greve em Caso de Retorno Obrigatório das Aulas Presenciais no RN Professores Ameaçam Entrar em Greve em Caso de Retorno Obrigatório das Aulas Presenciais no RN Reviewed by Canguaretama De Fato on 26.1.21 Rating: 5

GABARITOS DO ENEM SERÃO DIVULGADOS NESTA QUARTA-FEIRA (27)

 

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 poderão conferir nesta quarta-feira (27) os gabaritos oficiais das provas objetivas do exame. O Enem impresso foi aplicado nos dias 17 e 24 de janeiro. Os participantes resolveram questões objetivas de matemática, ciências da natureza, ciências humanas e linguagens. Fizeram também a prova de redação, a única subjetiva do exame.

Os gabaritos serão divulgados no portal do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Mesmo com os gabaritos em mãos, não é possível saber a nota no exame. Isso porque o Enem é corrigido com base na chamada teoria de resposta ao item (TRI), que leva em consideração, entre outros fatores, a coerência de cada estudante na própria prova.

Ou seja, se ele acertar questões difíceis, é esperado que acerte também as fáceis. Se isso não acontecer, o sistema entende que pode ter sido por chute. O estudante, então, pontua menos que outro candidato que tenha acertado as mesmas questões difíceis, mas que tenha acertado também as fáceis.

A previsão para a divulgação dos resultados finais é dia 29 de março. Nessa data, os participantes saberão também quanto tiraram na redação. No entanto, somente depois da divulgação do resultado, em data ainda a ser definida, os candidatos terão acesso à correção detalhada da prova de redação, apenas para fins pedagógicos.

Ao todo, segundo o Inep, cerca de 2,5 milhões de candidatos fizeram as provas este ano, número que representa menos da metade dos participantes inscritos nas provas. O Enem 2020 terá ainda uma versão digital, que será aplicada nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

As notas poderão ser usadas para acessar o ensino superior e participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) – que oferece vagas em instituições públicas – Programa Universidade para Todos (ProUni) – que oferece bolsas de estudo em instituições privadas – e, Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que oferece financiamento em condições mais vantajosas que as de mercado.

Reaplicação

O Enem ocorreu em meio à pandemia do novo coronavírus e, por isso, adotou uma série de medidas de segurança, como o uso obrigatório de máscaras. Os participantes que estivessem com sintomas de covid-19 ou outra doença infectocontagiosa não deveriam comparecer aos locais de prova.

Esses estudantes poderão fazer o exame na data da reaplicação, nos dias 23 e 24 de fevereiro. Para isso, aqueles que ainda não o fizeram, têm até o dia 29 para solicitar a reaplicação na Página do Participante.] Podem também pedir para participar da reaplicação os candidatos que foram prejudicados por questões logísticas, como falta de água ou luz e aqueles que foram impedidos de fazer o exame porque as salas estavam lotadas e era preciso garantir o distanciamento entre os participantes. Segundo o Inep, isso ocorreu em pelo menos 37 escolas de 11 cidades.

As provas foram canceladas no estado do Amazonas, em Rolim de Moura (RO) e em Espigão D’Oeste (RO) por causa da pandemia. Esses estudantes também deverão fazer o exame na data da reaplicação. Eles não precisarão, contudo, solicitar a participação. Segundo o Ministério da Educação, foram cerca de 20 ações judiciais em todo o país contrárias à realização do exame.

 

 

#Fonte: Agência Brasil

GABARITOS DO ENEM SERÃO DIVULGADOS NESTA QUARTA-FEIRA (27) GABARITOS DO ENEM SERÃO DIVULGADOS NESTA QUARTA-FEIRA (27) Reviewed by Canguaretama De Fato on 26.1.21 Rating: 5

O QUE É PRECISO SABER PARA O SEGUNDO DIA DO ENEM, NESTE DOMINGO (24)

 

Foto: Tânia Rêgo/Agência Cruz

Neste domingo (24), estudantes de todo o país fazem a segunda prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Eles terão cinco horas para resolver questões de matemática e de ciências da natureza. Encerrada a aplicação do Enem impresso, o gabarito das provas objetivas deverá ser divulgado até dia 27 e, as notas finais, no dia 29 de março. 

Algumas dicas podem ajudar os estudantes nesse segundo dia de aplicação. A primeira delas é conhecer as regras do exame e estar atento ao que pode e ao que não pode levar no dia da prova. Por conta da pandemia do novo coronavírus, o Enem terá regras especiais de biossegurança. Este ano, além do documento oficial de identificação com foto e da caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, itens obrigatórios também nos exames anteriores, a máscara de proteção facial passa a integrar essa lista.

É recomendado que os participantes levem máscaras extras para trocar durante a prova. Haverá nos locais de prova álcool em gel para que os estudantes higienizam as mãos, mas é permitido que os participantes levem seu próprio produto caso desejem.

Os participantes podem levar também a própria água e/ou bebidas não alcoólicas e lanche. Além disso, caso necessitem comprovar que participaram do exame, os estudantes podem, na Página do Participante, imprimir a Declaração de Comparecimento para cada dia de prova, informando o CPF e a senha.

A declaração deve ser apresentada ao aplicador na porta da sala em cada um dos dias. Ela serve, por exemplo, para justificar a falta ao trabalho.

É importante lembrar que participantes que estiverem com sintomas de covid-19 ou de outra doença infectocontagiosa não devem comparecer ao exame, mesmo que tenham participado do primeiro dia de aplicação. A medida é necessária para que o vírus não se espalhe e mais pessoas sejam contaminadas.

Nesses casos, os candidatos poderão fazer a prova na data da reaplicação, nos dias 23 e 24 de fevereiro. Para isso, poderão fazer o pedido pela Página do Participante até as 12h de hoje (23) ou a partir de segunda-feira (25).

Na reta final para a prova, professores, recomendam, entre outras coisas, que os estudantes descansem, que durmam e se alimentem bem. Na hora da prova, uma dica é conhecer as regras de correção da prova, que utiliza a chamada teoria de resposta ao item (TRI). As questões mais fáceis devem ser respondidas antes.

Esta edição do Enem traz algumas novidades relacionadas à acessibilidade. Leitor de tela, redação em braile e correção especial das provas de participantes autistas e surdocegos são algumas delas. As medidas somam-se a outras que vêm sendo adotadas pelo exame ao longo do anos, como videoprova em Língua brasileira de Sinais (Libras) e provas com textos e imagens ampliados.

Enem 2020

O Enem 2020 terá uma versão impressa, que começou a ser aplicada no último domingo (17) e segue amanhã, e uma digital, realizada de forma piloto para 96 mil candidatos, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

 
 
 
#Fonte: Agência Brasil

O QUE É PRECISO SABER PARA O SEGUNDO DIA DO ENEM, NESTE DOMINGO (24) O QUE É PRECISO SABER PARA O SEGUNDO DIA DO ENEM, NESTE DOMINGO (24) Reviewed by Canguaretama De Fato on 23.1.21 Rating: 5

RN: Transporte e Trânsito em Natal Terão Reforço para o ENEM; Confira

 Foto: Josenilson Rodrigues/Busão de Natal

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), vai reforçar o sistema de transporte público neste domingo (17/01) e no próximo (21/01), quando ocorrem as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Agentes de mobilidade urbana estarão nos principais corredores para dar suporte a possíveis ocorrências.

Segundo a STTU, as linhas N-07 (Alvorada IV/Cidade Jardim) e N-29 (Nova Natal/Nova Descoberta, via Campus) terão seus itinerários estendidos até o Praia Shopping, de modo a dar acesso as instituições de ensino localizadas ao longo da Av. Engenheiro Roberto Freire.

A linha L-51 (Rocas/Pirangi, via Praça) circulará a partir das 8h30 nos domingos do ENEM, de modo a atender a demanda oriunda do bairro de Neópolis. Pelo bairro ainda circularam as linhas S-50 (Serrambi/Santa Catarina) e O-83 (Felipe Camarão/Ponta Negra, via Cidade Satélite).

Já as linhas N-60 (Pajuçara/Mirassol) e N-77 (Parque dos Coqueiros/Mirassol) vão circular pelo Campus Universitário para permitir o acesso dos estudantes as salas que serão locais de prova na UFRN a partir das 9h. A linha 588 (Circular UFRN) também irá circular, com três veículos. Cabe ressaltar que, além dessas linhas, circularão pelo Campus as linhas N-29, O-63 (Felipe Camarão/Campus), 304 (Parque dos Coqueiros/Mirassol) e 503 (Planalto/Nova Descoberta).

A linha N-75 (Parque das Dunas/Alecrim, via Petrópolis) também irá circular neste domingo, de modo a atender a demanda do Parque das Dunas com destino as escolas localizadas na Ribeira, Cidade Alta, Alecrim e Petrópolis.

Além das linhas citadas, também terão reforço na frota as linhas N-08 (Redinha/Mirassol, via Rodoviária), N-15 (Pajuçara/Petrópolis), O-21 (Felipe Camarão/Areia Preta), O-22 (Felipe Camarão/Rocas, via Bom Pastor), O-30 (Felipe Camarão/Mirassol, via Candelária), N-35 (Soledade/Candelária), L-37 (Rocas/Cidade Satélite, via Praça), O-39 (Cidade Nova/Tirol), S-46 (Ponta Negra/Ribeira, via Praça), L-54 (Rocas/Ponta Negra, via Alecrim), N-70 (Parque dos Coqueiros/Ribeira) e N-84 (Soledade/Petrópolis).

A STTU orienta que os estudantes não deixem para sair de casa em cima da hora da realização da prova, de modo a evitar aglomeração no sistema de transporte público, além de possíveis incidentes que gerem atrasos no deslocamento. Em caso de dúvidas os passageiros podem ligar para STTU, no telefone 156.

TRÂNSITO

De acordo com a STTU, agentes de mobilidade urbana estarão nos principais corredores – como Av. Hermes da Fonseca/Sen. Salgado Filho, Av. Bernardo Vieira e Av. Prudente de Morais – e no entorno do Campus Universitário, além de dar suporte em outros locais em caso de necessidade.

Ao todo, serão 29 agentes de mobilidade urbana e 16 viaturas trabalhando na operação ENEM. Em caso de ocorrências no dia da prova, o cidadão pode ligar para o 156.

INFORMAÇÕES EM TEMPO REAL

A Web Rádio 156Natal vai realizar uma cobertura especial do trânsito nos dois domingos de realização do ENEM. Das 09h30 às 13h00 você vai acompanhar boletins de tráfego especiais com as condições do trânsito nas principais vias e nos acessos aos principais locais de prova. Acompanhe pelo APP rádio na Google Play (http://bit.ly/2nK3Vn9) ou ouça no RadiosNET (http://l.radios.com.br/r/64793) ou TuneIn Radio (http://tun.in/sfAui).

No Twitter, o @156Natal também vai monitorar em tempo real as condições de trânsito, informando locais de congestionamento e incidentes. Acompanhe em www.twitter.com/156Natal.

RN: Transporte e Trânsito em Natal Terão Reforço para o ENEM; Confira RN: Transporte e Trânsito em Natal Terão Reforço para o ENEM; Confira Reviewed by Canguaretama De Fato on 15.1.21 Rating: 5

Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN Reafirma que Aulas Presenciais na Rede Estadual Só Serão Retomadas Após a Vacinação

 

Em nota divulgado nessa quarta-feira(13), o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Rio Grande do Norte (SINTE/RN) reafirmou que as aulas presenciais na Rede Estadual só serão retomadas após a comunidade escolar ser vacinada em massa contra a Covid-19.

A questão voltou à tona após o secretário estadual de educação, professor Getúlio Marques, conceder entrevista nessa quarta-feira (13) anunciando que o ano letivo de 2021 iniciará em 1º de fevereiro no formato híbrido. Ou seja, à distância e presencialmente.

“Porém, o Sindicato relembra que a reabertura das escolas só acontecerá após os professores, funcionários e alunos serem imunizados coletivamente. Essa decisão foi tirada em assembleia virtual da categoria no dia 03 de dezembro de 2020. A ideia é proteger todos os que participam do processo educacional, sobretudo quando os números de casos e mortes pelo novo Coronavírus disparam pelo Brasil. Assim, as aulas deverão voltar apenas virtualmente, continuando assim até que todos sejam vacinados.

No entanto, o SINTE/RN avisa de antemão que chamará paralisações pela vida caso o Governo mantenha a posição de iniciar o ano letivo na forma híbrida antes da vacinação.

A coordenadora geral do SINTE/RN, professora Fátima Cardoso, disse que a deliberação vale para o Estado e os municípios: “Neste momento o diálogo é com o Governo, mas as decisões tomadas pela categoria e o SINTE/RN se estendem ao município do Natal e demais municípios do Estado”.

FORMAÇÃO E INSUMOS

Os professores da Rede Estadual apontam que 2020 foi um ano desafiador. Isto porque tiveram que dar aulas à distância repentinamente, embora muitos não fossem treinados para lecionar virtualmente e tampouco dispusessem dos equipamentos necessários. Por isso, consciente que 2021 também será de desafios, a categoria continua reivindicando da Secretaria Estadual de Educação (SEEC) uma formação sobre o uso de tecnologias e dispositivos voltados a oferta de aulas online.

Ao mesmo tempo exige da SEEC o preparo das escolas para quando do retorno presencial, mesmo após o início da imunização. Assim, cobram que o Estado garanta os insumos necessários para auxiliar na proteção aos professores, funcionários e alunos”, encerra nota.

Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN Reafirma que Aulas Presenciais na Rede Estadual Só Serão Retomadas Após a Vacinação Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN Reafirma que Aulas Presenciais na Rede Estadual Só Serão Retomadas Após a Vacinação Reviewed by Canguaretama De Fato on 14.1.21 Rating: 5

COVID-19: Escolas Estaduais do RN Ainda Não Estão Preparadas para Retorno presencial


A menos de um mês do retorno das aulas presenciais, as escolas estaduais do Rio Grande do Norte ainda precisam se adequar para receber os alunos. A volta às aulas, que está marcada para acontecer nos dias 1º e 3 de fevereiro para as escolas estaduais e municipais de Natal, respectivamente, será relativa ao ano letivo de 2020, e dependerá do cenário epidemiológico do estado. No entanto, as escolas ainda não estão preparadas para a retomada das atividades presenciais. 

 O Agora RN visitou quatro escolas estaduais localizadas na capital potiguar para verificar o andamento da adaptação da estrutura para receber os alunos de volta às atividades presenciais em menos de um mês. No Colégio Estadual do Atheneu Norte Riograndense, segunda escola mais antiga do Brasil, ainda não há nenhuma providência em relação às medidas de biossegurança necessárias. É o mesmo caso da Escola Estadual Alberto Torres, que estava fechada e sem nem um sinal de adequação às novas normas. A Escola Estadual Professor Anísio Teixeira está passando por reformas e conta com um dispensador de álcool em gel logo na entrada, mas a demarcação do piso para garantir o distanciamento e outras medidas ainda estão em falta. 

A reportagem não conseguiu contato com nenhuma pessoa da gestão destas três escolas. Já na Escola Estadual Augusto Severo, a diretora Fátima Oliveira explicou que a unidade está aberta todos os dias para prestar atendimento a quem necessitar resolver questões de documentação, matrícula, transferência etc. A instituição passou por uma reforma recentemente e está com uma boa estrutura, no entanto, em relação às medidas de segurança sanitária exigidas, ainda há poucas providências. “Para retornar, a gente precisa organizar detalhes. 

Nós temos borrifadores, mas pouquíssimos, nós não temos nem sequer bebedouro com torneiras, porque não pode ser aquele que os alunos põem a boca. Então a gente precisa desses mínimos detalhes para a gente garantir que tem essa biossegurança para que nossos alunos possam voltar. A própria SEEC tem que nos dar um prazo pra gente fazer”, pontuou a gestora. Fátima Oliveira ainda esclareceu que a aquisição dos Equipamentos de Proteção Individual e recursos necessários para obedecer às normas deveria ser feita com o recurso do Programa Dinheiro Direto na Escola Emergencial (PDDE), mas que a escola ainda não teve acesso a esse dinheiro. 

 

O PDDE é um recurso federal, e o PDD Emergencial é um recurso extra que foi instituído em outubro de 2020 com o objetivo de suprir, justamente, a necessidade das escolas de se adequarem para o retorno das atividades presenciais. No caso da escola Augusto Severo, foi necessário utilizar o recurso destinado a outras prioridades para adquirir o mínimo de estrutura que existe no local atualmente. “A fita para demarcação do chão foi comprada com a primeira parcela do Programa de Autogerenciamento da Unidade Escolar (Pague), e compramos álcool em gel, não pra muito tempo, mas temos um pouco. Nós compramos material de limpeza, porque temos que fazer todo dia, uma ou duas vezes por semana a gente lava com água sanitária. O nosso tapete de entrada, tudo nós compramos com a primeira parcela do Pague, que é um recurso estadual. No PDDE a gente ainda não mexeu, a gente só reprogramou porque nossa escola tem outras necessidades”, disse Fátima. 

 

A diretora precisou comprar um termômetro digital com o próprio dinheiro. “Nós já temos o termômetro, enquanto não tinha o recurso eu comprei, é meu e eu deixei à disposição da escola. Mas a escola vai comprar, a gente precisa ter mais de um”. A opinião da diretora é de que as aulas só deveriam voltar se houver o mínimo de segurança sanitária para todos, e que, mesmo assim, sem a vacina, as aulas presenciais não configuram uma situação ideal. “Se nós tivermos o mínimo de segurança e um número menor de alunos a gente controla a entrada, vai ficar todo mundo em alerta, focando no distanciamento, fazendo esse trabalho, mas a gente tem que ter o mínimo de segurança para voltar. 

 Mas sinceramente, de minha parte, não voltaria, porque é o seguinte: na sala de aula você controla, mas quando eles saem no pátio você não controla. Até porque os professores, no intervalo, querem o lanche deles, o tempinho deles de intervalo, e a gente não vai ter isso, porque a gente vai ficar em cima. A faixa etária dos nossos alunos é muito aguçada, tem muita energia, quando eles se veem, se abraçam, correm pra cima. Por mais que a pandemia demore e vá se fazendo uma construção da consciência sobre, mas existem os negacionistas, então é preocupante. Sem a vacina é preocupante”, lamentou a diretora. 

 
#Fonte: https://agorarn.com.br/ultimas/escolas-estaduais-nao-estao-preparadas-para-retorno-presencial/ | Agora RN

Escolas estaduais do RN ainda não estão preparadas para retorno presencial Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública (SINTE) acredita que ainda não é o momento de retomar as atividades Redação 11/01/2021 | 07:12 Escolas estaduais do rn ainda não estão preparadas para retorno presencial Fátima Oliveira é diretora da Escola Estadual Augusto Severo, localizada em Natal - Foto: José Aldenir/Agora RN A menos de um mês do retorno das aulas presenciais, as escolas estaduais do Rio Grande do Norte ainda precisam se adequar para receber os alunos. A volta às aulas, que está marcada para acontecer nos dias 1º e 3 de fevereiro para as escolas estaduais e municipais de Natal, respectivamente, será relativa ao ano letivo de 2020, e dependerá do cenário epidemiológico do estado. No entanto, as escolas ainda não estão preparadas para a retomada das atividades presenciais. O Agora RN visitou quatro escolas estaduais localizadas na capital potiguar para verificar o andamento da adaptação da estrutura para receber os alunos de volta às atividades presenciais em menos de um mês. No Colégio Estadual do Atheneu Norte Riograndense, segunda escola mais antiga do Brasil, ainda não há nenhuma providência em relação às medidas de biossegurança necessárias. É o mesmo caso da Escola Estadual Alberto Torres, que estava fechada e sem nem um sinal de adequação às novas normas. A Escola Estadual Professor Anísio Teixeira está passando por reformas e conta com um dispensador de álcool em gel logo na entrada, mas a demarcação do piso para garantir o distanciamento e outras medidas ainda estão em falta. A reportagem não conseguiu contato com nenhuma pessoa da gestão destas três escolas. Já na Escola Estadual Augusto Severo, a diretora Fátima Oliveira explicou que a unidade está aberta todos os dias para prestar atendimento a quem necessitar resolver questões de documentação, matrícula, transferência etc. A instituição passou por uma reforma recentemente e está com uma boa estrutura, no entanto, em relação às medidas de segurança sanitária exigidas, ainda há poucas providências. “Para retornar, a gente precisa organizar detalhes. Nós temos borrifadores, mas pouquíssimos, nós não temos nem sequer bebedouro com torneiras, porque não pode ser aquele que os alunos põem a boca. Então a gente precisa desses mínimos detalhes para a gente garantir que tem essa biossegurança para que nossos alunos possam voltar. A própria SEEC tem que nos dar um prazo pra gente fazer”, pontuou a gestora. Fátima Oliveira ainda esclareceu que a aquisição dos Equipamentos de Proteção Individual e recursos necessários para obedecer às normas deveria ser feita com o recurso do Programa Dinheiro Direto na Escola Emergencial (PDDE), mas que a escola ainda não teve acesso a esse dinheiro. O PDDE é um recurso federal, e o PDD Emergencial é um recurso extra que foi instituído em outubro de 2020 com o objetivo de suprir, justamente, a necessidade das escolas de se adequarem para o retorno das atividades presenciais. No caso da escola Augusto Severo, foi necessário utilizar o recurso destinado a outras prioridades para adquirir o mínimo de estrutura que existe no local atualmente. “A fita para demarcação do chão foi comprada com a primeira parcela do Programa de Autogerenciamento da Unidade Escolar (Pague), e compramos álcool em gel, não pra muito tempo, mas temos um pouco. Nós compramos material de limpeza, porque temos que fazer todo dia, uma ou duas vezes por semana a gente lava com água sanitária. O nosso tapete de entrada, tudo nós compramos com a primeira parcela do Pague, que é um recurso estadual. No PDDE a gente ainda não mexeu, a gente só reprogramou porque nossa escola tem outras necessidades”, disse Fátima. A diretora precisou comprar um termômetro digital com o próprio dinheiro. “Nós já temos o termômetro, enquanto não tinha o recurso eu comprei, é meu e eu deixei à disposição da escola. Mas a escola vai comprar, a gente precisa ter mais de um”. A opinião da diretora é de que as aulas só deveriam voltar se houver o mínimo de segurança sanitária para todos, e que, mesmo assim, sem a vacina, as aulas presenciais não configuram uma situação ideal.

Saiba mais em: https://agorarn.com.br/ultimas/escolas-estaduais-nao-estao-preparadas-para-retorno-presencial/ | Agora RN
Escolas estaduais do RN ainda não estão preparadas para retorno presencial Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública (SINTE) acredita que ainda não é o momento de retomar as atividades Redação 11/01/2021 | 07:12 Escolas estaduais do rn ainda não estão preparadas para retorno presencial Fátima Oliveira é diretora da Escola Estadual Augusto Severo, localizada em Natal - Foto: José Aldenir/Agora RN A menos de um mês do retorno das aulas presenciais, as escolas estaduais do Rio Grande do Norte ainda precisam se adequar para receber os alunos. A volta às aulas, que está marcada para acontecer nos dias 1º e 3 de fevereiro para as escolas estaduais e municipais de Natal, respectivamente, será relativa ao ano letivo de 2020, e dependerá do cenário epidemiológico do estado. No entanto, as escolas ainda não estão preparadas para a retomada das atividades presenciais. O Agora RN visitou quatro escolas estaduais localizadas na capital potiguar para verificar o andamento da adaptação da estrutura para receber os alunos de volta às atividades presenciais em menos de um mês. No Colégio Estadual do Atheneu Norte Riograndense, segunda escola mais antiga do Brasil, ainda não há nenhuma providência em relação às medidas de biossegurança necessárias. É o mesmo caso da Escola Estadual Alberto Torres, que estava fechada e sem nem um sinal de adequação às novas normas. A Escola Estadual Professor Anísio Teixeira está passando por reformas e conta com um dispensador de álcool em gel logo na entrada, mas a demarcação do piso para garantir o distanciamento e outras medidas ainda estão em falta. A reportagem não conseguiu contato com nenhuma pessoa da gestão destas três escolas. Já na Escola Estadual Augusto Severo, a diretora Fátima Oliveira explicou que a unidade está aberta todos os dias para prestar atendimento a quem necessitar resolver questões de documentação, matrícula, transferência etc. A instituição passou por uma reforma recentemente e está com uma boa estrutura, no entanto, em relação às medidas de segurança sanitária exigidas, ainda há poucas providências. “Para retornar, a gente precisa organizar detalhes. Nós temos borrifadores, mas pouquíssimos, nós não temos nem sequer bebedouro com torneiras, porque não pode ser aquele que os alunos põem a boca. Então a gente precisa desses mínimos detalhes para a gente garantir que tem essa biossegurança para que nossos alunos possam voltar. A própria SEEC tem que nos dar um prazo pra gente fazer”, pontuou a gestora. Fátima Oliveira ainda esclareceu que a aquisição dos Equipamentos de Proteção Individual e recursos necessários para obedecer às normas deveria ser feita com o recurso do Programa Dinheiro Direto na Escola Emergencial (PDDE), mas que a escola ainda não teve acesso a esse dinheiro. O PDDE é um recurso federal, e o PDD Emergencial é um recurso extra que foi instituído em outubro de 2020 com o objetivo de suprir, justamente, a necessidade das escolas de se adequarem para o retorno das atividades presenciais. No caso da escola Augusto Severo, foi necessário utilizar o recurso destinado a outras prioridades para adquirir o mínimo de estrutura que existe no local atualmente. “A fita para demarcação do chão foi comprada com a primeira parcela do Programa de Autogerenciamento da Unidade Escolar (Pague), e compramos álcool em gel, não pra muito tempo, mas temos um pouco. Nós compramos material de limpeza, porque temos que fazer todo dia, uma ou duas vezes por semana a gente lava com água sanitária. O nosso tapete de entrada, tudo nós compramos com a primeira parcela do Pague, que é um recurso estadual. No PDDE a gente ainda não mexeu, a gente só reprogramou porque nossa escola tem outras necessidades”, disse Fátima. A diretora precisou comprar um termômetro digital com o próprio dinheiro. “Nós já temos o termômetro, enquanto não tinha o recurso eu comprei, é meu e eu deixei à disposição da escola. Mas a escola vai comprar, a gente precisa ter mais de um”. A opinião da diretora é de que as aulas só deveriam voltar se houver o mínimo de segurança sanitária para todos, e que, mesmo assim, sem a vacina, as aulas presenciais não configuram uma situação ideal.

Saiba mais em: https://agorarn.com.br/ultimas/escolas-estaduais-nao-estao-preparadas-para-retorno-presencial/ | Agora RN
Escolas estaduais do RN ainda não estão preparadas para retorno presencial Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública (SINTE) acredita que ainda não é o momento de retomar as atividades Redação 11/01/2021 | 07:12 Escolas estaduais do rn ainda não estão preparadas para retorno presencial Fátima Oliveira é diretora da Escola Estadual Augusto Severo, localizada em Natal - Foto: José Aldenir/Agora RN A menos de um mês do retorno das aulas presenciais, as escolas estaduais do Rio Grande do Norte ainda precisam se adequar para receber os alunos. A volta às aulas, que está marcada para acontecer nos dias 1º e 3 de fevereiro para as escolas estaduais e municipais de Natal, respectivamente, será relativa ao ano letivo de 2020, e dependerá do cenário epidemiológico do estado. No entanto, as escolas ainda não estão preparadas para a retomada das atividades presenciais. O Agora RN visitou quatro escolas estaduais localizadas na capital potiguar para verificar o andamento da adaptação da estrutura para receber os alunos de volta às atividades presenciais em menos de um mês. No Colégio Estadual do Atheneu Norte Riograndense, segunda escola mais antiga do Brasil, ainda não há nenhuma providência em relação às medidas de biossegurança necessárias. É o mesmo caso da Escola Estadual Alberto Torres, que estava fechada e sem nem um sinal de adequação às novas normas. A Escola Estadual Professor Anísio Teixeira está passando por reformas e conta com um dispensador de álcool em gel logo na entrada, mas a demarcação do piso para garantir o distanciamento e outras medidas ainda estão em falta. A reportagem não conseguiu contato com nenhuma pessoa da gestão destas três escolas. Já na Escola Estadual Augusto Severo, a diretora Fátima Oliveira explicou que a unidade está aberta todos os dias para prestar atendimento a quem necessitar resolver questões de documentação, matrícula, transferência etc. A instituição passou por uma reforma recentemente e está com uma boa estrutura, no entanto, em relação às medidas de segurança sanitária exigidas, ainda há poucas providências. “Para retornar, a gente precisa organizar detalhes. Nós temos borrifadores, mas pouquíssimos, nós não temos nem sequer bebedouro com torneiras, porque não pode ser aquele que os alunos põem a boca. Então a gente precisa desses mínimos detalhes para a gente garantir que tem essa biossegurança para que nossos alunos possam voltar. A própria SEEC tem que nos dar um prazo pra gente fazer”, pontuou a gestora. Fátima Oliveira ainda esclareceu que a aquisição dos Equipamentos de Proteção Individual e recursos necessários para obedecer às normas deveria ser feita com o recurso do Programa Dinheiro Direto na Escola Emergencial (PDDE), mas que a escola ainda não teve acesso a esse dinheiro. O PDDE é um recurso federal, e o PDD Emergencial é um recurso extra que foi instituído em outubro de 2020 com o objetivo de suprir, justamente, a necessidade das escolas de se adequarem para o retorno das atividades presenciais. No caso da escola Augusto Severo, foi necessário utilizar o recurso destinado a outras prioridades para adquirir o mínimo de estrutura que existe no local atualmente. “A fita para demarcação do chão foi comprada com a primeira parcela do Programa de Autogerenciamento da Unidade Escolar (Pague), e compramos álcool em gel, não pra muito tempo, mas temos um pouco. Nós compramos material de limpeza, porque temos que fazer todo dia, uma ou duas vezes por semana a gente lava com água sanitária. O nosso tapete de entrada, tudo nós compramos com a primeira parcela do Pague, que é um recurso estadual. No PDDE a gente ainda não mexeu, a gente só reprogramou porque nossa escola tem outras necessidades”, disse Fátima. A diretora precisou comprar um termômetro digital com o próprio dinheiro. “Nós já temos o termômetro, enquanto não tinha o recurso eu comprei, é meu e eu deixei à disposição da escola. Mas a escola vai comprar, a gente precisa ter mais de um”. A opinião da diretora é de que as aulas só deveriam voltar se houver o mínimo de segurança sanitária para todos, e que, mesmo assim, sem a vacina, as aulas presenciais não configuram uma situação ideal.

Saiba mais em: https://agorarn.com.br/ultimas/escolas-estaduais-nao-estao-preparadas-para-retorno-presencial/ | Agora RN
COVID-19: Escolas Estaduais do RN Ainda Não Estão Preparadas para Retorno presencial   COVID-19: Escolas Estaduais do RN Ainda Não Estão Preparadas para Retorno presencial Reviewed by Canguaretama De Fato on 11.1.21 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.