Results for EDUCAÇÃO

IFRN Anuncia Retorno Gradual das Aulas Presenciais a Partir de 8 de Novembro

 

Foto: Sérgio Henrique Santos / Inter TV Cabugi

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) anunciou que vai retomar gradualmente as aulas presenciais no dia 8 de novembro deste ano. A data consta em uma resolução publicada na quarta-feira (6).

O retorno presencial ocorrerá em fases, segundo o documento. O retorno representa o início do semestre letivo 2021.2. As aulas acontecem de maneira remota desde maio de 2020, no início da pandemia da Covid.

Segundo o IFRN, a volta será realizada por meio do ensino misto provisório. Ou seja, haverá o ensino remoto emergencial aliado à progressiva ampliação do ensino presencial.

O documento é pautado em orientações dos órgãos de saúde do Ministério da Educação (MEC) e do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 do IFRN.

Gradual

O ensino misto provisório conta com quatro fases e terá como prioridade a realização de aulas práticas, que podem ser realizadas, incialmente, sob a forma de rodízio, iniciando pelas turmas dos últimos anos ou períodos. O colegiado de cada curso definirá o que será considerado “aula prática”.

Os estudantes dos cursos no eixo da saúde são considerados prioritários, assim como estudantes com necessidades educacionais específicas (NEE) e com maiores dificuldades para participar do ensino remoto emergencial. Todos eles terão prioridade no acesso às instalações físicas de seu Campus, para que possam participar das aulas de forma remota, respeitando as condições de biossegurança.

O IFRN também informou que o estudante ou seu responsável (no caso dos menores de 18 anos de idade) poderá solicitar à Diretoria Acadêmica de seu respectivo curso a permanência no ensino remoto emergencial, mediante justificativa, enquanto durar o ensino misto provisório.

Antes dos alunos, voltarão, também gradualmente, os servidores técnico-administrativos e docentes do IFRN, com o objetivo de preparar os ambientes e o planejamento.

Retorno em fases

A segunda fase está prevista para o dia 29 de novembro, com a implementação de turmas cujo espaço físico da sala de aula comporte a presença de todos os estudantes, respeitando as condições de biossegurança.

Já a terceira fase ocorre no dia 20 de dezembro, com a volta gradual das turmas que não comportem a presença de todos os estudantes em sala, conforme às condições de biossegurança.

Conforme as condições sanitárias, a partir do semestre letivo 2022.1, retornarão todas as atividades presenciais do IFRN, tendo fim o ensino misto provisório e a organização curricular por módulos.

A Resolução explica que, caso haja retrocesso nos indicadores das condições de biossegurança que inviabilizem a permanência em uma determinada fase, “haverá retorno a uma das fases/subfases anteriores”. Ainda segundo o documento, havendo agravamento das condições de biossegurança que inviabilizem qualquer nível de presencialidade, haverá retorno total do ensino remoto emergencial.

Os campi do IFRN estão avaliando individualmente quais turmas retornam em cada uma das fases. A divulgação será realizada através dos canais oficiais de comunicação de cada Campus, antes do início do semestre letivo 2021.2.

 

 

 

 

#Fonte: G1 RN

IFRN Anuncia Retorno Gradual das Aulas Presenciais a Partir de 8 de Novembro IFRN Anuncia Retorno Gradual das Aulas Presenciais a Partir de 8 de Novembro Reviewed by Canguaretama De Fato on 8.10.21 Rating: 5

#BENÇÃO! AULAS PRESENCIAIS ESTÃO LIBERADAS PARA 100% DAS ESCOLAS NO RN

 

Foto: Carlos Dhaniel/Inter TV Cabugi

A partir desta segunda-feira (4), todas as escolas do Rio Grande do Norte, públicas ou privadas, poderão ter a presença de 100% dos estudantes. A etapa é a última do cronograma definido pelo Governo do Estado para retomada das aulas.

O secretário de Educação do Estado, Getúlio Marques, explicou que a liberação não prevê a obrigatoriedade da retomada para os pais que preferiram continuar com os alunos em ensino remoto. Apesar de não haver registros de contaminação nas escolas, o secretário disse que seguirá havendo a liberação para a continuidade das aulas remotas.

Sem nenhuma notificação de casos de covid-19 entre alunos, professores e servidores desde o início da retomada das aulas presenciais na rede estadual de ensino do Rio Grande do Norte, em 26 de julho, o Governo autorizou o retorno de 100% dos estudantes nesta segunda-feira, conforme previsão confirmada no dia 15 de setembro, em entrevista à Tribuna do Norte do secretário Getúlio Marques.

Atualmente, a rede — que possui 429 mil alunos distribuídos em 588 escolas, segundo dados do Censo Escolar — está funcionando com aulas presenciais com 30% dos alunos, de modo que todos os estudantes possam comparecer às unidades em formato de rodízio semanal, onde as crianças e adolescentes se revezam entre ensino presencial e remoto.

A autorização inicial ocorreu em 26 de julho, depois de um ano e quatro meses de paralisação por causa das restrições sanitárias impostas pela pandemia de covid-19. Os primeiros a retornarem foram alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental I e os da 3º série do ensino médio. Em 9 de agosto foi a vez de quem está no 6º e 7º ano do ensino fundamental e do 2º série do ensino médio voltar a assistir aula nas escolas. Por último retornaram os estudantes do 8º e 9º ano do fundamental, além daqueles que estavam entrando no ensino médio. Todas as turmas permanecem com 30% de ocupação presencial. As exceções são escolas de pequeno porte que já retornaram com 100% dos estudantes para dentro das salas de aula.

O aumento para 60% de ocupação nas escolas ocorreu em 20 de setembro, até a autorização para a volta completa nesta segunda-feira.

“Ficamos muito felizes com essa retomada gradativa, que ajudou para que, neste período, oficialmente, não tivéssemos nenhuma notificação de casos [de covid-19] entre estudantes, professores e funcionários. Isso porque as escolas se prepararam para isso, com todas medidas sendo cumpridas, como álcool gel, distanciamento, máscara, lavatórios externos. O retorno está tranquilo, como a gente esperava”, reforçou o titular da SEEC, em 15 de setembro.

Dentro do protocolo sanitário, a secretaria de Educação ressalta que o monitoramento também é feito junto aos pais dos estudantes para que um eventual caso de covid possa ser rastreado e isolado. “A gente sempre chama os coordenadores, professores, colaboradores, sobretudo de forma virtual, para que não haja relaxamento das medidas. Temos uma situação tranquila, também pelo avanço da vacinação, mas não podemos relaxar e precisamos manter o que está sendo feito, até porque mais alunos vão chegar agora. Os poucos casos que tiveram de gripes, tosse, foram isolados em uma sala, orientados a ficar em casa e testados. Isso tudo nos ajudou muito”, acrescenta Getúlio Marques.

Com 300 alunos, a Escola Estadual Alberto Torres, no bairro de Petrópolis, Zona Leste de Natal, está funcionando com 100% de ocupação desde 30 de agosto. O retorno aconteceu com 50% da capacidade em 10 de agosto. De acordo com a diretora da unidade, Ilkécia Kalini, a escola recebeu o aval do Estado para retornar com ocupação total, após a primeira experiência com 150 estudantes sem nenhum registro de casos de covid durante 20 dias.

“Estamos assim desde 30 de agosto e vem sendo tranquilo nesse aspecto sanitário. O próprio número de alunos permitiu que a gente pudesse ter esse controle. Ainda é feito um rodízio, todos os alunos não vêm todos os dias porque temos atividades remotas. Conseguimos fazer toda a organização, dividir as carteiras conforme as orientações de distanciamento, adaptamos horários, reduzimos os intervalos e tudo isso vem dando um resultado positivo”, comenta a educadora.

Nas salas de aula, a retomada segura das atividades acadêmicas também conta com uma contribuição importante dos professores, que, além da função habitual, tiveram que assumir o papel de “fiscal sanitário”, principalmente entre as turmas mais novas. “Toda hora a gente precisa ficar orientando para usar a máscara corretamente. Às vezes é difícil um adulto usar, imagine uma criança, mas tem sido tranquilo. Temos conseguido manter o distanciamento, até porque a adesão dos alunos ainda não é tão alta, mesmo com a autorização para 100% dos alunos. Temos um longo caminho a percorrer para compensar as perdas na pandemia, mas estamos caminhando”, destaca Eliene Silva, professora de Geografia há seis anos na Alberto Torres.

SEEC avalia reforço para estudantes

De acordo com o secretário Getúlio Marques, a SEEC desenvolve planos de trabalhos específicos para amenizar as circunstâncias adversas geradas na pandemia, que provocaram perdas significativas no aprendizado de crianças e adolescentes, seja pela falta de equipamentos eletrônicos para acesso às aulas em plataformas digitais, até a falta de engajamento ao ensino remoto, além da evasão escolar. O impacto, que afeta uma geração inteira de crianças, é consenso entre diretores acadêmicos, professores e gestores.

A orientação é para que cada escola faça um diagnóstico interno para avaliar a situação dos estudantes, visando o nivelamento do ensino. A partir da identificação do problema, medidas como aumento da carga horária poderão ser adotadas. “Isso nos mostrará aqueles alunos que estão dentro do que era esperado com o ensino remoto e aqueles que estão mais distantes. Então para todos esses alunos são necessários planejamentos diferentes. Cada escola, com seus professores, faz um plano de estudo, portanto, não há uma definição de aumento de carga horária para todas as escolas porque cada caso é um caso. A ideia é ter um acompanhamento específico para grupos separados”.

 

 

 

 

 

#Fonte: Tribuna do Norte

#BENÇÃO! AULAS PRESENCIAIS ESTÃO LIBERADAS PARA 100% DAS ESCOLAS NO RN #BENÇÃO! AULAS PRESENCIAIS ESTÃO LIBERADAS PARA 100% DAS ESCOLAS NO RN Reviewed by Canguaretama De Fato on 5.10.21 Rating: 5

Pandemia Reduz Inscrições no Enem no RN Quase Pela Metade

  

O número de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no Rio Grande do Norte em 2021 recuou 43,34% em relação a 2020. Os dados são do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e indicam que, neste ano, 73.141 alunos se inscreveram para a prova, com previsão de aplicação nos dias 21 e 28 de novembro próximo. No ano passado, foram 129.102 inscritos no Estado. Os números de 2021 apontam, ainda, para o menor registro desde 2008, quando 68.738 estudantes se inscreveram para o Exame.

As causas para a baixa adesão ao Enem neste ano podem estar relacionadas a fatores variados. Um deles, na avaliação do coordenador de acesso discente do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), José Everaldo Pereira, é a insegurança dos estudantes em relação à preparação para o Exame em meio à crise sanitária. Outro fator, segundo ele, é a falta de acesso às atividades escolares e ao problema da evasão, decorrentes das dificuldades em participar das aulas e demais tarefas.

 

 

 

 

#Fonte: Tribuna do Norte

Pandemia Reduz Inscrições no Enem no RN Quase Pela Metade Pandemia Reduz Inscrições no Enem no RN Quase Pela Metade Reviewed by Canguaretama De Fato on 15.8.21 Rating: 5

RIO GRANDE DO NORTE COMEMORA 520 ANOS NESTE SÁBADO (7)

 

Foto: Canindé Soares

O Rio Grande do Norte celebra aniversário de 520 anos neste sábado (7). A data de comemoração é explicada pelo historiador Henrique Lucena.

“Foi quando um navegante português, Gaspar de Lemos, coloca uma série de marcos no litoral do Brasil. O que sobreviveu foi o de Touros. O povo chegou até a fazer chá com a pedra, porque achava que ficava bom de dor de barriga e dor de corno”, disse.

A imponente coluna de mármore de 1,20m de altura se mantem em pé. Apesar das fraturas e remendos, ainda dá pra ver as gravuras em relevo da Cruz da Ordem de Cristo e o escudo português. O marco colonial tinha a finalidade de atestar a metrópole como descobridora e detentora daquela terra, que mais tarde se chamaria Brasil.

O marco é o monumento colonial mais antigo do Brasil e atualmente está no museu Câmara Cascudo em Natal.

A história do RN começa a partir do povoamento do território brasileiro, com as invasões de povos estrangeiros.

“O povo acha que o primeiro povo europeu que chegou aqui foram os portugueses. Que nada, os franceses já estavam aqui roubando pau-brasil e namorando com as índias”, disse o professor Henrique Lucena.

Até a hoje o RN tem a prevalência da linguagem dos povos indígenas no dia a dia, como as palavras Mipibu, Cunhaú, Caicós e potiguar.

“Ou a gente pode ser chamado de potiguar ou pode ser chamado de papa-jerimum. Sabe porque potiguar? É comedor de camarão. É o nome que os índios potiguares tinham no nosso litoral quando os portugueses chegaram. Porque papa-jerimum, porque a província do Rio Grande fornecia em forma de imposto pro império jerimum. E uma das maiores plantações era no Canal do Baldo”, explicou o historiador.

É também de origem indígena o nome do estado, que ao contrário do que muita gente pensa, não tem a ver com o Rio Potengi.

“Sabe qual é o rio do nome do Rio Grande do Norte? É o rio Açu, que de origem indígena significa grande. Aquele que acha que a capitania do Rio Grande se chama assim por causa do Potengi, errou. É por causa do Açu.

Esse orgulho todo virou até moda. Há empresas que apostaram no regionalismo com foco no estado e expressões linguísticas regionais.

“A gente se apropriou do regional pra que as pessoas pudessem ter o sentimento de pertencimento através das roupas”, falou Raoni Fernandes, que tem a empresa há seis anos.

O cantor Alan Persa também foi motivado pelo pertencimento para escrever uma canção em homenagem ao estado.

“A ideia foi de enaltecer o orgulho de ser potiguar, valorizando as nossas belezas naturais, cultura e nossos costumes”, disse.

 

 

 

#Fonte: G1

RIO GRANDE DO NORTE COMEMORA 520 ANOS NESTE SÁBADO (7) RIO GRANDE DO NORTE COMEMORA 520 ANOS NESTE SÁBADO (7) Reviewed by Canguaretama De Fato on 7.8.21 Rating: 5

IFRN Abre 200 vagas para curso de Formação em Educação a Distância

Foto: Reprodução

A Pró-Reitoria de Ensino do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), por meio do Edital n°34/2021-PROEN/IFRN, faz saber às pessoas interessadas que estarão abertas – entre 6 e 10 de agosto – as inscrições de processo seletivo para o curso de Formação em Educação a Distância na Formação Inicial e Continuada (FIC), modalidade Educação a Distância (EaD), ofertado pelo Campus Avançado Natal-Zona Leste, com ingresso para o segundo semestre letivo de 2021.

A inscrição do candidato será realizada exclusivamente via Internet, no Portal do Candidato, por meio do sítio do Sistema Gestor de Concursos (SGC) do IFRN, a partir das 10h do dia 06 de agosto até às 23h59min do dia 10 de agosto de 2021, horário local.

Vagas, seleção e classificação

Serão ofertadas 200 vagas para o curso de Formação em Educação a Distância, abertas para quem porte diploma ou certidão de conclusão de curso superior de graduação. A classificação para preenchimento das vagas será por meio de sorteio eletrônico dos candidatos e candidatas com inscrição regular, atribuindo a pontuação decrescente conforme ordem aleatória do sorteio. para saber mais, acesse o edital (link abaixo) ou entre em contato com a Coordenação de Acesso Discente, responsável pelos processos seletivos do IFRN, pelo processoseletivo@ifrn.edu.br.

Cronograma

Acesse

Portal do candidato – Inscrições

Edital nº 34/2021 – curso de Formação em Educação a Distância

Com IFRN

IFRN Abre 200 vagas para curso de Formação em Educação a Distância IFRN Abre 200 vagas para curso de Formação em Educação a Distância Reviewed by CanguaretamaDeFato on 5.8.21 Rating: 5

Sinte-RN Orienta que Professores Não Retomem Trabalho Presencial no RN

 Créditos: Adriano Abreu


O sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN (Sinte-RN) solicitou  aos professores da rede estadual de ensino para que  sigam apenas em atividades remotas até que se cumpra o esquema vacinal de todos os funcionários da Educação do Estado. A partir desta segunda-feira (19), conforme calendário da Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (SEEC/RN), os professores devem retornar às atividades presenciais. No próximo dia 26 está previsto o retorno dos estudantes às aulas presenciais, de forma híbrida e gradual.
 
A deliberação do Sinte ocorreu durante uma assembleia realizada na última sexta-feira (16). “Nosso pedido foi para que professores e demais funcionários ficassem em atividades remotas até que nós tenhamos a vacinação completa desses profissionais, com a aplicação da segunda dose e o tempo necessário para a imunização de todos”, explicou o coordenador-geral do Sinte-RN, Bruno Vital.

Segundo ele, a deliberação não está relacionada, ainda, a um indicativo de greve. Vital explicou que o Sindicato aguarda o posicionamentos do Governo do Estado, após a oficialização do que foi deliberado em assembleia. “Estamos para oficializar nossa posição de assembleia e esperamos, com isso, a possibilidade de negociar com o Governo para garantir a permanência dos profissionais em casa”, disse.
 
 
 
 
 
#Fonte: Tribuna do Norte
Sinte-RN Orienta que Professores Não Retomem Trabalho Presencial no RN Sinte-RN Orienta que Professores Não Retomem Trabalho Presencial no RN Reviewed by Canguaretama De Fato on 19.7.21 Rating: 5

TERMINA NESTA SEGUNDA-FEIRA(19) PRAZO PARA PAGAMENTO DA TAXA DE INSCRIÇÃO DO ENEM 2021

 

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Termina hoje (19) o prazo para pagamento, via GRU Cobrança, da taxa de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) edição 2021. O valor da taxa é de R$ 85 e deve ser paga até o fim do dia.

“O participante deve se atentar ao horário estabelecido pela sua instituição financeira para realização de pagamentos on-line”, alerta o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela prova. A inscrição para o exame só será confirmada após a realização do pagamento da taxa de inscrição.

De acordo com o instituto, 4.004.764 pessoas estão inscritas para a edição 2021 do Enem – número que corresponde às duas versões do exame (impressa e digital).

Provas

As provas do Enem 2021 serão aplicadas nos dias 21 e 28 de novembro – tanto a versão digital quanto a impressa. As duas versões também terão a mesma estrutura de prova: quatro cadernos de questões e a redação.

Cada prova terá 45 questões de múltipla escolha, que, no caso do Enem Digital, serão apresentadas na tela do computador. Já a redação será realizada em formato impresso, nos mesmos moldes de aplicação e correção da versão em papel. Os participantes receberão folhas de rascunho nos dois dias.

No primeiro dia, serão aplicadas as provas de linguagens; códigos e suas tecnologias; e ciências humanas e suas tecnologias, além da redação. A aplicação regular terá cinco horas e 30 minutos de duração. No segundo dia, as provas serão de ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias. Nesse caso, a aplicação regular terá cinco horas de duração.

 

TERMINA NESTA SEGUNDA-FEIRA(19) PRAZO PARA PAGAMENTO DA TAXA DE INSCRIÇÃO DO ENEM 2021 TERMINA NESTA SEGUNDA-FEIRA(19) PRAZO PARA PAGAMENTO DA TAXA DE INSCRIÇÃO DO ENEM 2021 Reviewed by Canguaretama De Fato on 19.7.21 Rating: 5

RN: Professores do Estado Não Voltam às Aulas Presenciais

 Créditos: Adriano AbreuPara Fátima Cardoso, retorno presencial pode resultar em nova onda de casos de covid no RNPara Fátima Cardoso, retorno presencial pode resultar em nova onda de casos de covid no RN



Os professores da rede estadual não irão voltar às salas de aulas presenciais até que todos os professores estejam imunizados. A decisão foi tomada em assembleia nesta sexta-feira (16), de forma virtual. A votação contou com a presença de mais de 500 profissionais, que decidiram em maioria (91%) continuar com o modelo de aula remoto.
 
A reunião foi organizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN (Sinte/RN) e gerida pela coordenadora-geral do sindicato, Fátima Cardoso, que avaliou que uma retomada presencial pode resultar em uma nova onda de casos: "Há o perigo para os profissionais da educação. Serão 1 milhão de pessoas retornando às salas de aulas. Isso é um perigo."

A reivindicação da categoria é que os professores, que trabalham no modelo remoto desde março de 2020, só retornem ao modelo presencial com a imunização completa – duas doses e tempo de imunização, baixo nível de transmissibilidade no Estado, baixa ocupação de leitos em decorrência da covid-19 e com as escolas apresentando o mínimo de processos de biossegurança.

Após a votação, que decidiu pelo não retorno imediato, os presentes decidiram quais encaminhamentos seriam feitos em seguida. Ficou combinado que o sindicato irá: orientar uma reunião com conselhos escolares para firmar a posição da assembleia desta sexta-feira, tornar público o posicionamento da decisão nas mídias sociais sobre os perigos da retomada, providenciar uma campanha em parceria com o Ministério Público e o Judiciário para dialogar com a sociedade, além de uma reunião com a governadora Fátima Bezerra (PT) para discutir a decisão.

A decisão dos profissionais, tomada ontem, vai na contramão da decisão da 2ª vara da Fazenda Pública de Natal, publicada no domingo (11), após pedido do Ministério Público do estado.

Segundo a decisão da Justiça, as aulas da rede estadual devem retornar na próxima segunda-feira (19). O pedido do MPRN foi feito “tendo em vista o estado avançado de vacinação, em termos etários – atualmente em 39 anos ou com tendência a diminuir a idade da população geral – e da própria recomendação expedida pela Secretaria de Estado da Saúde Pública, em Nota Informativa nº 16/2021, de 2 de julho”.


Plano

O Estado lançou um plano de retomada gradual das aulas presenciais, ontem (16). O plano abrange o cenário da situação pandêmica no território e decide qual o cenário de educação: híbrida, presencial ou remota.

Para o cenário de retorno total e presencial as aulas e atividades escolares devem acontecer sem mistura de aluno e professores e sem compartilhamento de objetos entre os mesmos.
 
 
 
 
 
#Fonte: Tribuna do Norte
RN: Professores do Estado Não Voltam às Aulas Presenciais RN: Professores do Estado Não Voltam às Aulas Presenciais Reviewed by Canguaretama De Fato on 17.7.21 Rating: 5

RN: NATAL RETOMA AULAS PRESENCIAIS NA EDUCAÇÃO INFANTIL PARA CERCA DE 6 MIL ALUNOS

 

 Foto: Carlos Dhaniel/Inter TV Cabugi

Natal retoma, nesta quarta-feira (14), as aulas presenciais para crianças das turmas de pré-escola, após 16 meses sem atividades nesse formato.

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, cerca de 6 mil alunos voltam ao ensino presencial e híbrido em pouco mais de 40 centros municipais de educação infantil (CMEIs).

O número de alunos representa pouco mais de 10% do total de 58 mil estudantes matriculados na rede.

As aulas presenciais estavam suspensas desde o dia 17 de março de 2020, por causa da pandemia da Covid-19.

“Esse retorno começa pelo ensino infantil e pré-escola. Temos 74 CMEIs e alguns estão passando por obras grandes, outros por adequações e à medidas que eles foram ficando prontos eles vão voltando de maneira gradual”, afirmou a secretária de Educação, Cristina Diniz.

De acordo com a secretária, as obras são grandes e dependem de licitações e recursos e, por isso, não foi possível concluir todas as obras ao longo de mais de um ano de pandemia.

O plano de retorno das aulas presenciais se dá por níveis e a cada 14 dias. Após o retorno da pré-escola, as etapas seguintes que voltam são: ensino fundamental, creche, ensino fundamental 2 e EJA.

Segundo a secretaria, crianças receberam kits com produtos de higiene e prevenção, como máscaras e garrafinhas para evitar tomar água direto do bebedouro, além de novos fardamentos.

 

 

 

 

 

 

G1/RN

RN: NATAL RETOMA AULAS PRESENCIAIS NA EDUCAÇÃO INFANTIL PARA CERCA DE 6 MIL ALUNOS RN: NATAL RETOMA AULAS PRESENCIAIS NA EDUCAÇÃO INFANTIL PARA CERCA DE 6 MIL ALUNOS Reviewed by Canguaretama De Fato on 14.7.21 Rating: 5

Canguaretama: Projeto Cinema em Debate Exibe Filme Sobre Povo indígena Potiguar em Escolas do RN; VEJA VÍDEO

Projeto leva filme sobre os povos indígenas potiguares para o ambiente escolar — Foto: Burnno Martins/Divulgação

Projeto leva filme sobre os povos indígenas potiguares para o ambiente escolar — Foto: Burnno Martins/Divulgação


É necessário apenas que as escolas preencham um formulário para poderem passar 'A Tradicional Família Brasileira – Katu'. Ideia é levar mais títulos ao ambiente educacional.

O projeto Cinema em Debate abriu inscrições para que escolas do Rio Grande do Norte tenham acesso e exibam o filme potiguar "A Tradicional Família Brasileira – Katu”. Além de assistir à obra, os alunos das escolas interessadas terão um bate-papo gravado com os realizadores da produção e o protagonista.

O objetivo da iniciativa é provocar uma reflexão sobre a existência e a sobrevivência dos povos indígenas no Rio Grande do Norte e despertar o interesse pela arte cinematográfica produzida no estado.

As instituições de ensino interessadas devem acessar o formulário e preencher as informações. Feito isso, o acesso ao conteúdo já estará disponível.

O filme “A Tradicional Família Brasileira – KATU” tem roteiro e direção do fotógrafo Rodrigo Sena, e foi finalizado em janeiro de 2019. Ele parte de um ensaio fotográfico produzido no ano de 2007 em reconhecimento aos povos originários Potiguaras, retratando doze adolescentes pertencentes ao Eleutério do Katu, no RN.

Doze anos depois, o fotógrafo voltou ao Katu em busca desses protagonistas, hoje já adultos, para saber sobre suas trajetórias pessoais e suas visões de mundo. O diretor destaca a importância de levar o debate sobre o universo audiovisual e o povo indígena para o ambiente escolar.

“No processo de desenvolvimento do filme, percebemos uma oportunidade de entendimento dos indígenas diferente do ponto de vista atual da sociedade mas contado pelos próprios Potiguaras do RN. Constatamos também, neste processo, o quanto somos impregnados de forma inconsciente pela percepção ancestral distorcida da identidade indígena", diz o diretor.


Cinema em Debate


Rodrigo Sena diz também que o Cinema em Debate terá continuidade com outros títulos. "O projeto traz para a sala de aula a possibilidade do debate através do cinema, numa tentativa de dar voz à resistência de um povo oprimido que sofreu diversas violências e ainda hoje continua resistindo, seja pela ameaça constante do agronegócio como também pelas ações de evangelização na aldeia", pontua.


"Acompanhando o avanço do audiovisual potiguar, o projeto começa com a exibição do filme 'A Tradicional Família Brasileira - Katu', mas continuará com outros títulos de filmes que trazem possibilidades de valorização e reflexão por meio dos seus diversos conteúdos”.

O cacique Luiz Katu, da comunidade indígena de Katu dos Eleotérios, relata a importância para o povo indígena de ter a sua voz ampliada pelo filme e pelo projeto.

“Participar das gravações desse filme e do projeto Cinema Debate para nós indígenas do RN, em especial para nós indígenas da aldeia Katu, tem sido um motivo de luta reforçado. A gente tem uma construção na luta da quebra da invisibilidade e consegue chegar em vários espaços, vários lares, chegar em locais de pessoas que nem imaginariam a nossa existência, a nossa resistência. Resistir para existir", diz.


O cacique relata, ainda, a importância das pessoas conhecerem a realidade e a resistência dos povos indígenas da aldeia Katu e do estado do Rio Grande do Norte.

"Nós estamos engajados nessa luta para quebrar a invisibilidade, quebrar os estereótipos, os preconceitos, a forma como as pessoas veem os indígenas, como se eles estivessem estagnados em 1500. E 'A Tradicional Família Brasileira - Katu' mostra uma realidade de um povo que luta para viver, que tem seus afazeres no seu dia a dia, mas que o seu sangue, a sua cultura e as suas memórias permanecem, e isso é realidade no filme", diz.

"E o Cinema Debate traz à tona esse questionamento, essa reflexão, essa provocação para todos aqueles que possam interagir por meio dessa ação que é de suma importância. Refletir, fazer uma releitura do que está posto e questionar a historiografia oficial, esse é o grande propósito. Espero que o projeto alcance o seu público-alvo que são os professores, alunos e o também o público em geral".


O filme

O filme narra um recorte do desdobramento da vida dos jovens do povoado do Eleotério do Katu, localizado entre os municípios de Canguaretama e Goianinha - que possui a única escola indígena do RN. Através deles, a obra aborda histórias coletivas abrangentes, que transpassam suas trajetórias individuais na comunidade indígena, ressaltando a questão da herança cultural e étnica desses povos.



A tradicional Família Brasil - Katu, filme potiguar RN de Rodrigo Sena — Foto: Divulgação/Trailer


A intenção do filme é valorizar as narrativas orais e as memórias dos excluídos, trazendo maior luz à reconstrução da história marginal dessas comunidades. O que se pretende é compreender como tem sido a reconstrução social e sobrevivência dos povos indígenas no RN.


Idealização


Segundo os idealizadores, por muito tempo, a sobrevivência de comunidades indígenas em terras potiguares não foi devidamente registrada. Segundo parte da historiografia documental e dados da Fundação Nacional do Índio (FUNAI), estados como o RN não apresentariam comunidades indígenas nos dias atuais, pois elas teriam sido dizimadas em epidemias e guerras de extermínio ainda no período colonial.

Além disso, historiadores apontavam o "desaparecimento étnico" dessas populações em virtude da mestiçagem dos índios com outros grupos locais, que teriam sido reconfigurados como “caboclos” e “pardos”.

Essa ideia prevaleceu em quase todo o século XX e, somente na década de 1990, a presença indígena voltou a ser consignada no estado, fruto de um reavivamento político em torno do reconhecimento de sua identidade e da posse de suas terras.


Esse movimento ganhou força por volta de 2005, quando pesquisadores integrados a instituições públicas, museus e universidades passaram a visitar e entrevistar comunidades residentes no interior do estado, que se engajaram em movimentos de autoafirmação dos povos indígenas.
 
VÍDEO:


 
 
 
 
 
#Fonte: G1/RN
Canguaretama: Projeto Cinema em Debate Exibe Filme Sobre Povo indígena Potiguar em Escolas do RN; VEJA VÍDEO Canguaretama: Projeto Cinema em Debate Exibe Filme Sobre Povo indígena Potiguar em Escolas do RN; VEJA VÍDEO Reviewed by Canguaretama De Fato on 13.7.21 Rating: 5

Sindicato Recorre à Justiça Contra Volta às Aulas Presenciais Marcada para 19 de Julho na Rede Pública do RN

 Sala de aula escola estadual RN Rio Grande do Norte carteira distanciamento social covid-19 Natal — Foto: Sandro Menezes


O Sindicato dos Trabalhadores da Educação vai recorrer à Justiça contra a volta às aulas presenciais na rede pública do RN no dia 19 de julho.

A informação foi confirmada pela coordenadora, Fátima Cardoso, que afirmou que aguarda a notificação judicial para tomar a iniciativa.


A data de retorno foi anunciada na semana passada pelo secretário de Educação, Getúlio Marques e também foi apresentada à Justiça dentro de um processo judicial aberto pelo Ministério Público. A decisão publicada no último domingo (11), determinou o retorno na data.

De acordo com o Sinte, a categoria defende o retorno das aulas presenciais com segurança para a comunidade escolar "e após a imunização completa dos profissionais da educação contra a Covid-19".

"Por isso, a entidade vai recorrer à Justiça para garantir a manutenção das aulas remotas até a imunidade completa", afirmou em nota.

Ainda no comunicado, o sindicato informou que deverá convocar uma Assembleia para discutir o assunto e não descarta a possibilidade de greve.

"Anteriormente, o Sinte já reafirmou ao governo que a rede estadual de ensino só vai retomar suas atividades presenciais após a 2ª dose da vacina contra a Covid-19. Esse posicionamento foi aprovado pela categoria em diversas assembleias realizadas de dezembro para cá, considera os riscos de contaminação existentes no retorno presencial sem que o ciclo de imunização esteja concluído".


Aulas suspensas desde março de 2020


As aulas presenciais da rede pública estadual de educação estão suspensas desde 17 de março de 2020, por causa da pandemia da Covid-19. Embora inicialmente as aulas da rede privada também tenham sido suspensas, as atividades para os alunos de escolas particulares voltaram ainda em setembro de 2020.

No mesmo mês a governadora Fátima Bezerra anunciou que as aulas presenciais na rede pública só seriam retomadas em 2021 e chegou a marcar esse retorno para fevereiro em um termo de acordo extrajudicial com o Ministério Público do RN e a Defensoria Pública do Estado.

Porém, em janeiro de 2021 o governo publicou um novo decreto suspendendo o retorno às aulas presenciais no dia 1 de fevereiro na rede estadual de ensino. As aulas presenciais não foram retomadas na rede pública desde março de 2020.

Durante as discussões sobre a volta às aulas na Justiça, o governo assinou um acordo para retorno e chegou a apresentar um plano de retomada, porém, sem estabelecer prazos.

Após um pedido de cumprimento de sentença feito pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), a Justiça potiguar confirmou a retomada das aulas presenciais na rede pública de ensino do Estado para o próximo dia 19 de julho.

A decisão da 2ª vara da Fazenda Pública de Natal foi publicada neste domingo (11). A Justiça, também acatando pedido formulado pelo MPRN, alterou o prazo entre as fases de abertura proposto no Plano de Retomada apresentado pelo Governo do Estado, que caiu para 14 dias. Esse retorno às aulas será de forma híbrida e gradual

"O pedido de cumprimento de sentença foi proposto pelo MPRN em desfavor do Estado devido ao não cumprimento do acordo homologado pela 2ª vara da Fazenda Pública de Natal. Pela decisão publicada neste domingo, os professores retornam às atividades presenciais na próxima segunda-feira (19), tendo a semana de acolhimento", informou o MP. 


 

 

 

 

 

#Fonte: G1/RN

Sindicato Recorre à Justiça Contra Volta às Aulas Presenciais Marcada para 19 de Julho na Rede Pública do RN Sindicato Recorre à Justiça Contra Volta às Aulas Presenciais Marcada para 19 de Julho na Rede Pública do RN Reviewed by Canguaretama De Fato on 13.7.21 Rating: 5

Após Pedido do Ministério Público do RN, Justiça Confirma Retomada das Aulas Presenciais no Estado a Partir do dia 19 de Julho

 Foto: Reprodução

Após um pedido de cumprimento de sentença feito pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), a Justiça potiguar confirmou a retomada das aulas presenciais na rede pública de ensino do Estado para o próximo dia 19 de julho. A decisão da 2ª vara da Fazenda Pública de Natal foi publicada neste domingo (11).

A Justiça, também acatando pedido formulado pelo MPRN, alterou o prazo entre as fases de abertura proposto no Plano de Retomada apresentado pelo Governo do Estado, que caiu para 14 dias. Esse retorno às aulas será de forma híbrida, gradual e segura. O pedido de cumprimento de sentença foi proposto pelo MPRN em desfavor do Estado devido ao não cumprimento do acordo homologado pela 2ª vara da Fazenda Pública de Natal.

Pela decisão publicada neste domingo, os professores retornam às atividades presenciais na próxima segunda-feira (19), tendo a semana de acolhimento. Sobre a antecipação do tempo estabelecido para avanço das fases previstas no plano, a Justiça acatou o pedido do MPRN “tendo em vista o estado avançado de vacinação, em termos etários – atualmente em 39 anos ou com tendência a diminuir a idade da população geral – e da própria recomendação expedida pela Secretaria de Estado da Saúde Pública, em Nota Informativa nº 16/2021, de 2 de julho”.

A Justiça já determinou a intimação do Estado do Rio Grande do Norte, por meio da Procuradoria Geral do Estado, da governadora do Estado e do secretário estadual da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer para cumprimento da decisão.

Matéria completa AQUI no Justiça Potiguar.

Após Pedido do Ministério Público do RN, Justiça Confirma Retomada das Aulas Presenciais no Estado a Partir do dia 19 de Julho Após Pedido do Ministério Público do RN, Justiça Confirma Retomada das Aulas Presenciais no Estado a Partir do dia 19 de Julho Reviewed by Canguaretama De Fato on 12.7.21 Rating: 5

Mais da Metade dos Alunos da Rede Estadual do RN Não Acompanhou Aulas Remotas em 2020

 Foto: reprodução/Agência Brasil

No Rio Grande do Norte, 55,8% dos estudantes matriculados na rede estadual de ensino em 2020 não acompanharam as aulas em formato online. Os dados são da Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (SEEC/RN).

Desse percentual, de acordo com a pasta, 53.283 estudantes não efetuaram acesso às plataformas digitais de ensino disponibilizadas e outros 67.997 realizaram menos de 20 acessos ao sistema de aulas virtual da rede. No ano passado, 217.244 alunos estavam matriculados nas escolas públicas do Estado.

Ainda segundo informações da SEEC, cerca de 10% do número absoluto de discentes matriculados não tiveram acesso a nenhum tipo de atividade escolar no período letivo de 2020.

A Secretaria explicou que a ausência desses estudantes nas plataformas de ensino não configura abandono escolar, porque outras metodologias foram adotadas para tentar reverter os prejuízos em razão da falta de acesso às aulas virtuais e que os alunos também contam com opções como aulas via rádio e TV. O acompanhamento, nesse casos é feito pelas escolas, por meio dos próprios planos pedagógicos.

Questionado sobre o quantitativo de evasão escolar em razão dos problemas de acesso ao ensino não presencial, o secretário Getúlio Marques secretaria disse que esses dados ainda não estão disponíveis e que serão conhecidos apenas no final de 2021. 

matéria completa na Tribuna do Norte.

Mais da Metade dos Alunos da Rede Estadual do RN Não Acompanhou Aulas Remotas em 2020 Mais da Metade dos Alunos da Rede Estadual do RN Não Acompanhou Aulas Remotas em 2020 Reviewed by Canguaretama De Fato on 11.7.21 Rating: 5

Com Novas Regras, Escolas do Rio e SP Já Podem ter 100% dos Alunos Presenciais na Volta das Férias

 Foto: Leo Martins / Agência O Globo

As cidades do Rio e de São Paulo se aproximam do fim do rodízio em salas de aulas. Com novas regras, as escolas com mais espaço, em geral as privadas e de elite, poderão ter 100% dos estudantes presencialmente, em todas as classes e dias da semana. As mais apertadas, no entanto, continuam no no modelo híbrido, sendo parte das lições no colégio, e outra em casa.

Em São Paulo, o governador João Doria anunciou o fim da limitação de 35% da turma presencial, seja pública ou privada. Agora, a regra passa a ser o tamanho das salas: aquelas que comportarem todos os alunos com um metro de distância entre si poderão funcionar sem rodízio. A capital paulista decidiu seguir a mudança, que já está valendo.

— O avanço da vacinação e a redução de casos nos possibilita avançar em alguma flexibilização. Mas ainda é preciso tomar muitos cuidados, especialmente por causa da variante Delta, já identificada aqui — afirmou Paulo Menezes, coordenador do Centro de Contingência da Covid-19 do estado de São Paulo.

Na rede estadual do Rio, a liberação de alunos em sala de aula ainda é definida pela proporção da turma. Em cidades com bandeira laranja, como está a maior parte do estado, podem 50% dos estudantes. Aquelas no nível verde é possível 100% em sala.

No entanto, na cidade do Rio, responsável por regular a rede municipal e a privada, houve uma diminuição no tamanho da distância entre crianças: passou de 1,5 metro para um metro. A regra foi definida há duas semanas, após aprovação do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 da prefeitura.

“A análise de um estudo feito em escolas públicas em Massachusetts, nos EUA, comparou o impacto de políticas de distanciamento de um metro e dois metros, mostrando que a diferença da distância recomendada não alterou o número de casos. Com isso, concluiu que políticas de distanciamento de um metro podem ser adotadas em escolas sem que a segurança da comunidade seja prejudicada”, divulgou o município.

Apesar de parecer pouca, essa diferença de 0,5 metro é fundamental para o fim dos rodízios. Com ela, algumas escolas privadas já decidiram e estão comunicando os pais de alunos que, na volta das férias em agosto, haverá a volta completa. Esses são os casos, por exemplo, da Eleva e do Colégio Recanto. A rede Mopi discute o tema, mas a tendência é definir a mudança também. No entanto, essa não deve ser a realidade da maior parte das escolas públicas da cidade, que possuem salas mais apertadas.

— Na sala do meu filho tem de 25 a 28 alunos e, com um metro de distanciamento, só cabem nove por vez — conta Cátia Guimarães, mãe de um estudante da rede.

Pais de alunos da rede municipal do Rio reclamam ainda que, além de diminuir a distância de alunos em sala de aula, a prefeitura do Rio decidiu acabar com as aulas ao vivo pela internet. Segundo Guimarães, a medida prejudica tanto os que optam pelas lições à distância, quanto aqueles que fazem o sistema híbrido.

— Quanto mais crianças entram no rodízio, mais tempo elas ficam estudando em casa. Hoje, os alunos da turma do meu filho vão para a escola semana sim, semana não. Com mais estudantes se revezando, podem passar para semana sim, duas não. E a aula ao vivo é o único momento em que os estudantes têm contato direto com o professor quando estão no sistema remoto— diz.

Rio Grande do Sul, Bahia e Minas Gerais determinaram uma distância mínima de 1,5 metros por estudante. Em Salvador e Porto Alegre também. Já Belo Horizonte determinou dois metros. No Distrito Federal, a regra define que metade da turma terá aulas presenciais em uma semana e o restante terá ensino remoto, alternando os grupos a cada semana.

— O mínimo razoável de distanciamento entre os alunos é 1,5 metro, atrelado a uma boa infraestrutura para oferecer salas arejadas, todos usando máscaras e passando álcool em gel ou lavando as mãos com frequência, a disponibilização de máscaras, de preferência a PFF2/N35, tudo isso em conjunto à vacinação — afirma Eliseu Waldnan, epidemiologista e professor da Universidade de São Paulo (USP).

 

 

 

 

#Fonte: O Globo

Com Novas Regras, Escolas do Rio e SP Já Podem ter 100% dos Alunos Presenciais na Volta das Férias Com Novas Regras, Escolas do Rio e SP Já Podem ter 100% dos Alunos Presenciais na Volta das Férias Reviewed by Canguaretama De Fato on 8.7.21 Rating: 5

Aulas Presenciais na rede pública do RN serão retomadas em 19 de julho de forma híbrida e gradual, diz secretário de Educação

A Secretaria de Educação do Rio Grande do Norte começará o processo de retomada das aulas presenciais nas escolas públicas do estado no dia 19 de julho, segundo o secretário de educação do Rio Grande do Norte, Getúlio Marques. A informação foi confirmada pelo secretário durante entrevista ao Bom Dia RN, da Inter TV Cabugi, nesta terça-feira (6). A retomada, porém, será gradual, seguindo um planejamento que foi apresentado à Justiça, mas que não trazia prazos para a retomada.

As aulas presenciais da rede pública do Rio Grande do Norte estão suspensas desde o dia 17 de março de 2020, por causa da pandemia da Covid-19.

“Nesse primeiro momento, no dia 19, são os alunos do ensino fundamental anos iniciais e do 3º ano, que vão fazer o Enem. As escolas que não tenham esses anos, que só tenham ensino fundamental anos finais, por exemplo, também já podem retomar com 33%. Nossa preocupação é que nenhuma escola tenha mais do que isso para garantir as condições de segurança”, afirmou o secretário.

Veja mais detalhes AQUI.

Aulas Presenciais na rede pública do RN serão retomadas em 19 de julho de forma híbrida e gradual, diz secretário de Educação Aulas Presenciais na rede pública do RN serão retomadas em 19 de julho de forma híbrida e gradual, diz secretário de Educação Reviewed by CanguaretamaDeFato on 6.7.21 Rating: 5

RN: Aulas Presenciais na Rede Municipal de Natal Devem Retomar na Próxima Semana

 Créditos: Adriano AbreuAlunos das redes Estadual e Municipais de ensino em todo o Rio Grande do Norte estão sem aulas presenciais desde março de 2020Alunos das redes Estadual e Municipais de ensino em todo o Rio Grande do Norte estão sem aulas presenciais desde março de 2020


Há mais de um ano longe das salas de aulas por causa da pandemia da covid-19, as crianças e adolescentes da rede pública municipal de Natal poderão retomar retomar as atividades presenciais na próxima semana. É o que prevê a programação da Secretaria Municipal de Educação (SME-Natal). A secretária Cristina Diniz já havia informado a proposta na Jovem Pan News Natal no mês passado.

Segundo disse a secretária, o retorno das aulas presenciais se dará em formato híbrido e terá que atender "critérios da covid". A data para retorno dada é o dia 7 de julho, próxima quarta-feira.

Os critérios citados são a taxa de transmissibilidade da covid-19 estar abaixo de 1 no município e a ocupação de leitos críticos estar abaixo dos 80% - ambos os critérios seriam atendidos hoje. Apesar da vacinação ser importante para garantir condições para o retorno das atividades presenciais, ela não consta como obrigatória no protocolo elaborado pela pasta ainda no ano passado. "O que existe são várias recomendações e etapas de cuidado da biossegurança em especial, como uso de álcool em gel, mascaras, instalação de lavatórios (...). Não vai haver nenhum termo a vacinação", explicou a secretária.

Em se confirmando a volta das aulas presenciais, um plano de retomada será publicado. A ideia é começar o processo dos mais novos até os alunos de maior faixa-etária.
 
 
 
 
 
#Fonte: Tribuna do Norte


RN: Aulas Presenciais na Rede Municipal de Natal Devem Retomar na Próxima Semana RN: Aulas Presenciais na Rede Municipal de Natal Devem Retomar na Próxima Semana Reviewed by Canguaretama De Fato on 1.7.21 Rating: 5

RN: Natal Amplia Vacinação para 44 anos Sem Comorbidades

 Créditos: Magnus NascimentoAlém de avançar na faixa etária, o Município deu início à imunização dos trabalhadores da educação do ensino superior ontemAlém de avançar na faixa etária, o Município deu início à imunização dos trabalhadores da educação do ensino superior ontem

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal (SMS Natal) confirmou que irá ampliar, a partir desta terça-feira (29/06), a vacinação contra a covid-19 para pessoas a partir dos 44 anos sem comorbidades. Todas as 35 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e nos seis drive-thrus espalhados pela cidade ofertarão imunizantes. Os trabalhadores da indústria, a partir de 34 anos, também poderão receber a vacina contra a doença exclusivamente no SESI da Av. Cap.Mor-Gouveia, em Lagoa Nova. 
Todas as categorias contempladas anteriormente para a vacinação também podem procurar um dos pontos para se vacinar.
 
Nessa segunda-feira (28/06), os trabalhadores do Ensino Superior a partir dos 46 anos de idade começaram a ser vacinados. A meta da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN), é que 130 mil profissionais da Educação recebam as doses da vacina. A campanha envolve todos os profissionais que atuam dentro das universidades (professores, bolsistas, servidores) e vai até dia 30 de junho. 

Com o início da vacinação desse grupo, o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) anunciou que está começando a planejar um retorno gradual dentro da condição pandêmica dos municípios onde os campi estão presentes. O planejamento é uma expectativa sem data definida. O estudo para a realidade pós-pandemia é feito com uma comissão, que está trabalhando com os diversos cenários de dificuldades atuais.
 
 
 
 
#Fonte: Tribuna do Norte
RN: Natal Amplia Vacinação para 44 anos Sem Comorbidades RN: Natal Amplia Vacinação para 44 anos Sem Comorbidades Reviewed by Canguaretama De Fato on 29.6.21 Rating: 5

RN: Professores da Rede Privada Só Serão Vacinados Prioritariamente se Estiverem Trabalhando Presencialmente

 Foto: Adriano Abreu

Os profissionais de Educação começam a ser vacinados em algumas cidades do Rio Grande do Norte, mas o Governo do Estado sancionou lei que diferencia o tratamento que será dado aos profissionais das redes pública e privada. Em lei publicada nesta quinta-feira (3), ficou determinado que os profissionais de instituições privadas só serão vacinados prioritariamente se estiverem atuando presencialmente nas instituições. Não há essa exigência para os profissionais da rede pública.

Pela lei sancionada pelo Governo do Estado, fica estabelecida a prioridade imediata dos profissionais da rede pública e privada da educação “em efetivo exercício da atividade” na vacinação contra a Covid-19. A norma abrange todos aqueles profissionais, de todas as categorias, que estejam atuando nas unidades escolares e órgãos de gestão das redes pública e privada de educação no Rio Grande do Norte.

Contudo, pela norma sancionada, o início da vacinação dos trabalhadores da rede privada será condicionado à comprovação do efetivo exercício presencial por meio de declaração emitida pela instituição de ensino. Por outro lado, a imunização dos profissionais da rede pública obedecerá calendário próprio, de acordo com o plano de retomada, que já foi elaborado e divulgado pelo Governo do Estado (veja aqui). Atualmente, nenhuma atividade presencial em instituições públicas de ensino está ocorrendo no Rio Grande do Norte. Veja a matéria completa na Tribuna do Norte.

RN: Professores da Rede Privada Só Serão Vacinados Prioritariamente se Estiverem Trabalhando Presencialmente RN:  Professores da Rede Privada Só Serão Vacinados Prioritariamente se Estiverem Trabalhando Presencialmente Reviewed by Canguaretama De Fato on 3.6.21 Rating: 5

Após Aprender Inglês Sozinho, Garoto do RN de 7 Anos Quer Estudar Russo e Árabe


Garoto potiguar de 7 anos aprendeu inglês sozinho


Bryan Medeiros, de 7 anos, aprendeu sozinho a falar inglês fluentemente. O interesse pela língua estrangeira surgiu jogando videogame on-line com pessoas de fora do país. “Eu só entrei em chats (de jogos) em inglês e queria saber o que eles estavam dizendo. Alguns anos depois eu sou um cara do inglês mesmo”, explica Bryan.

A fluência pegou de surpresa até a mãe, Helane Medeiros, fotógrafa, que não sabe falar inglês e há algumas semanas descobriu um vídeo do filho no celular. Com a ajuda de um amigo, ela constatou que tudo que Bryan falava estava correto e com uma pronúncia invejável.

“Eu vi esse vídeo que ele tinha gravado em inglês e eu achei aquilo tudo muito estranho. Fui então fazer uma pesquisa com amigos que moram fora do Brasil. Pedi que eles enviassem mensagens em áudio pro Bryan e ele respondeu na hora. Eu fiquei sem acreditar”, diz Helane.

Não é a primeira vez que a criança surpreende quando o assunto é aprendizagem. Antes de completar os 4 anos, Bryan já escrevia e lia sem frequentar a escola. Dotes que são enaltecidos pela mãe orgulhosa. “Todo o mérito é dele. Por mais que eu incentive, ele quem se empenha e se dedica a tudo que se propõe em aprender”, cita a mãe.

Bryan tem planos com os estudos. Quer aprender outras línguas e já sabe o caminho. “Eu já sei poucas palavras em espanhol. Quero aprender agora a falar russo e árabe para conversar com outros jogadores on-line”.

 

Após aprender inglês sozinho, potiguar de 7 anos quer estudar russo e árabe — Foto: Anna Alyne Cunha/Inter TV Cabugi 

 

 

 

 

 

 

#Fonte: G1/RN

Após Aprender Inglês Sozinho, Garoto do RN de 7 Anos Quer Estudar Russo e Árabe Após Aprender Inglês Sozinho, Garoto do RN de 7 Anos Quer Estudar Russo e Árabe Reviewed by Canguaretama De Fato on 2.6.21 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.