Results for SAÚDE

POPULAÇÃO ESTARÁ IMUNIZADA CONTRA COVID ATÉ O FIM DO ANO, DIZ MINISTRO DA SAÚDE

 

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse hoje (16) que toda a população brasileira estará imunizada contra a covid-19 até o final deste ano. Queiroga participou, neste sábado, do lançamento do Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação, em São Luís. A iniciativa busca incentivar a imunização com 18 vacinas diferentes. O público-alvo são pessoas com até 15 anos.

Em relação à covid-19, Queiroga lembrou que o Brasil já ultrapassou a marca de 100 milhões de pessoas com o ciclo vacinal contra a covid-19 completo. O termo é usado para designar pessoas que receberam duas doses de imunizantes oferecidos no Brasil ou a dose única da vacina Janssen.

“Estamos nos preparando para sair da maior crise sanitária que a humanidade já enfrentou. Isso se deve ao esforço conjunto de todos nós. Tenho certeza de que haveremos de vencer, em breve, essa pandemia. Isso eu posso me comprometer com vocês porque eu sei que até o final do ano toda a população brasileira estará imunizada”, disse.

 

 

 

 

#Fonte: Agência Brasil

POPULAÇÃO ESTARÁ IMUNIZADA CONTRA COVID ATÉ O FIM DO ANO, DIZ MINISTRO DA SAÚDE POPULAÇÃO ESTARÁ IMUNIZADA CONTRA COVID ATÉ O FIM DO ANO, DIZ MINISTRO DA SAÚDE Reviewed by Canguaretama De Fato on 17.10.21 Rating: 5

MÉDICO COMPARA HOSPITAL DO RN A “PRAÇA DE GUERRA” AO POSTAR FOTO DE LEITOS SEM DIVISÓRIAS

 

Foto: Reprodução

O presidente do Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte (Sinmed), Dr. Geraldo Ferreira, postou uma foto do Hospital Regional Tarcísio Maia, em Mossoró, e comparou o cenário a uma “praça de guerra”. Além da superlotação do local, outro detalhe motivou a comparação feita pelo profissional: não existem divisórias entre os leitos para garantir a privacidade dos pacientes internados.

“Não é uma praça de guerra, é um dos hospitais de emergências do nosso Estado, o Hospital Tarcísio Maia, onde, sem divisórias que os resguardem, os pacientes ficam expostos, sem um mínimo de privacidade e respeito à sua dignidade humana”, escreveu o médico em postagem feita nas redes sociais.

O registro foi feito hoje, 16 de outubro. Segundo o sindicalista, a cena reflete as dificuldades da saúde pública do Rio Grande do Norte.

Ele denunciou ainda que no mesmo hospital o tomógrafo continuava quebrado e pacientes precisaram pagar por exames fora do hospital.

 

 

 

 

#Fonte: Portal Grande Ponto

MÉDICO COMPARA HOSPITAL DO RN A “PRAÇA DE GUERRA” AO POSTAR FOTO DE LEITOS SEM DIVISÓRIAS MÉDICO COMPARA HOSPITAL DO RN A “PRAÇA DE GUERRA” AO POSTAR FOTO DE LEITOS SEM DIVISÓRIAS Reviewed by Canguaretama De Fato on 16.10.21 Rating: 5

Brasil Tem Semana Com Menor Número de Mortes por Covid-19 desde Abril de 2020

 Foto: Josué Damacena/IOC/Fiocruz

No total da semana epidemiológica encerrada neste sábado, foram notificadas 2.323 mortes pela doença – é o menor número semanal desde os primeiros meses da pandemia, no ano passado.

A última vez em que o número de mortes em uma semana foi mais baixo do que isso foi entre 19 e 25 de abril de 2020, quando a pandemia estava havia pouco menos de dois meses no Brasil e 1.669 novos óbitos foram confirmados.

O número de novos casos notificados nesta semana – 71.545 – é também o menor desde a semana encerrada em 9 de maio (59.543).

As médias móveis de óbitos e de infecções estão em tendência de queda e ficaram em 332 e 10.221, respectivamente, neste sábado.

 

 

 

 

#Fonte: CNN Brasil

Brasil Tem Semana Com Menor Número de Mortes por Covid-19 desde Abril de 2020 Brasil Tem Semana Com Menor Número de Mortes por Covid-19 desde Abril de 2020 Reviewed by Canguaretama De Fato on 16.10.21 Rating: 5

RN: NATAL TERÁ DIA D DE MULTIVACINAÇÃO PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES NESTE SÁBADO (16)

 

Foto: Secom

A Prefeitura do Natal realiza neste sábado (16), das 08h às 17h, em todas as unidades básicas de saúde do município, uma força-tarefa para atualizar a carteira de vacinação de crianças a partir dos dois meses de idade e adolescentes menores de 15 anos. É o Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação do Ministério da Saúde e deve contar com a participação do prefeito Álvaro Dias.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS/Natal) iniciou a campanha no dia 01 de outubro e segue até dia 30 deste mês. O objetivo é atualizar o cartão de vacina e regularizar a aplicação das vacinas necessárias desse público. A abertura do Dia D acontece às 08h na UBS Panatis, situada à Rua Milton Servita Brito, 994, no bairro Potengi.

São 18 tipos de vacinas disponíveis, como as que previnem poliomielite, sarampo, catapora e caxumba. É necessário levar caderneta de vacinação, documento com foto e comprovante de residência de Natal para receber a vacina. Também é preciso que um acompanhante ou responsável legal esteja com a criança ou adolescente no momento da aplicação. “Neste dia nenhuma UBS vai realizar aplicação de vacina contra a Covid-19, mas este tipo de imunobiológico vai estar disponível nos drives da cidade, também das 08h às 17h”, alerta George Antunes, Secretário de Saúde de Natal.

“É muito importante a população se atentar que estamos passando por uma pandemia e que também existem outras doenças que precisamos ficar alertas, algumas delas já erradicadas graças a vacinação. Por isso devemos continuar as vacinas de rotina, no intuito de minimizar o risco às doenças comuns e também garantir o mesmo êxito de imunização coletiva em nossas gerações futuras”, comenta George Antunes.

“Chegando no local o enfermeiro confere o cartão de vacina e indica o que precisa atualizar. Em seguida ele prepara a dose e faz a aplicação. Recentemente o Ministério da Saúde indicou que não é mais necessário ter intervalo entre as doses de rotina e a dose de vacina contra a Covid, então aqueles que tomaram esse tipo de vacina recentemente, também vão poder comparecer à campanha”, comenta Juliana Araújo, Diretora do Departamento de Vigilância em Saúde de Natal.

RN: NATAL TERÁ DIA D DE MULTIVACINAÇÃO PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES NESTE SÁBADO (16) RN: NATAL TERÁ DIA D DE MULTIVACINAÇÃO PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES NESTE SÁBADO (16) Reviewed by Canguaretama De Fato on 14.10.21 Rating: 5

Reforço com Vacina Diferente é Mais Eficaz Contra vírus, diz estudo

 

Foto: DADO RUVIC / ILLUSTRATION / REUTERS

Cientistas dos Estados Unidos pesquisaram a eficácia do reforço da imunização contra a Covid-19 de forma homóloga (mesma vacina) e heteróloga (vacina diferente) dos três fármacos aplicados por lá: Janssen, Pfizer e Moderna. O estudo mostra que a aplicação do reforço de farmacêuticas diferentes apresenta melhor resposta imune, na comparação com a dose extra do mesmo produto. A pesquisa foi publicada em pré-impressão no site medRixv, na quarta-feira (13), e ainda precisa da validação de outros cientistas.

O ensaio foi feito com 458 voluntários, em dez lugares dos EUA, e em duas fases de pesquisa clínica. Todos os participantes receberam uma das três vacinas e não tinham sido infectados pelo Sars-CoV-2, pelo menos 12 semanas após a imunização completa. Desses, 154 pessoas receberam reforço da Moderna; 150, da Janssen; e 154, da Pfizer.

Os resultados primários, apresentados de 15 a 29 dias após a aplicação, indicaram que, com qualquer combinação de vacinas, o reforço aumentou a produção de anticorpos neutralizantes de 4,2 a 76 vezes e a produção de anticorpos de ligação de 4,6 a 56 vezes. Com imunizantes iguais a produção de anticorpos de ligação cresceu de 4,2 a 20 vezes. Já com doses diferentes o aumento foi de 6,2 a 76 vezes mais eficaz.

Os anticorpos neutralizantes destroem o vírus. Os anticorpos de ligação se unem ao vírus, mas não o matam nem evitam a infecção. Em vez disso, alertam o sistema imunológico sobre a presença da célula estranha e leucócitos são enviados para destruí-la.

O surgimento da variante Delta e a queda da imunidade após seis meses do esquema vacinal completo levantaram a questão sobre as doses de reforço para conter a pandemia. Na maioria dos países, elas estão autorizadas para idosos e imunodeprimidos.

No Brasil, o Ministério da Saúde orienta que a aplicação extra seja, de preferência, com a Pfizer, independentemente do produto usado antes. A indicação do FDA (agência reguladora nos EUA), no entanto, é que o reforço seja do mesmo laboratório.

Janssen

A vacina produzida pela Johnson & Johnson é a única aplicada em dose única. Porém, no fim de agosto, a farmacêutica apresentou um estudo indicando que a aplicação de uma segunda vacina resultou em níveis de anticorpos de ligação nove vezes superiores aos níveis vistos 28 dias depois de as pessoas receberem a primeira dose.

Diante disso, a empresa pediu autorização à agência reguladora dos EUA para uso emergencial do reforço em todas as pessoas acima de 18 anos e que receberam a dose única. O FDA faz reunião hoje e amanhã para responder à requisição do laboratório.

 

 

 

 

 

 

#Fonte> R7

Reforço com Vacina Diferente é Mais Eficaz Contra vírus, diz estudo Reforço com Vacina Diferente é Mais Eficaz Contra vírus, diz estudo Reviewed by Canguaretama De Fato on 14.10.21 Rating: 5

#CONTRAACIÊNCIA: Bolsonaro diz Que Decidiu Não Tomar a Vacina Contra a Covid-19

 

Foto: Reprodução

Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nessa terça-feira, 12, que decidiu não tomar a vacina contra a Covid-19. O presidente deu entrevista ao programa “Os Pingos Nos Is“, da Jovem Pan. “Eu decidi não tomar mais a vacina. Eu estou vendo novos estudos, a minha imunização está lá em cima, para que vou tomar a vacina? Seria a mesma coisa que você jogar R$ 10 na loteria p ganhar R$ 2. Não tem cabimento isso”, disse. “Para mim a liberdade acima de tudo. Se o cidadão não quer tomar a vacina, é um direito dele e ponto final”, completou. Em outras ocasiões, Bolsonaro disse que se vacinaria, mas apenas depois que toda a população já estivesse imunizada.

O presidente também foi questionado sobre a notícia de que ele teria sido impedido de assistir ao jogo do Santos na Vila Belmiro por não estar vacinado contra a Covid-19. Ele disse que não foi barrado e que não foi até o local. “Por que não apresenta uma foto minha tentando entrar na Vila Belmiro? Porque não tem. Eu nem apareci na Vila Belmiro. Eu estava pensando em ir, conversei com os meus assessores, daí um falou: ‘olha, tem exigência da vacina’. Eu não vou comparecer se tem exigência”, declarou.

 

 

 

#Fonte: Jovem Pan

#CONTRAACIÊNCIA: Bolsonaro diz Que Decidiu Não Tomar a Vacina Contra a Covid-19 #CONTRAACIÊNCIA: Bolsonaro diz Que Decidiu Não Tomar a Vacina Contra a Covid-19 Reviewed by Canguaretama De Fato on 13.10.21 Rating: 5

Número de Mortes Mensais por Covid no Brasil Caiu 90% Desde Pico em Março deste Ano

 Foto: Marcos Serra Lima/G1

A pandemia de covid-19 atingiu o verdadeiro pico em março de 2021, mês que concentra 80.503 mortes por data real. Desde então, os números vêm caindo sucessivamente, e o total de vítimas mensais chegou a 9.568 em setembro –uma queda de praticamente 90%.

Esses dados referem-se às datas em que as pessoas realmente morreram em decorrência da infecção pelo novo coronavírus, e não às datas em que as mortes foram notificadas. As mortes por data real são divulgadas apenas uma vez por semana pelo Ministério da Saúde. Isso porque existe um período de investigação das datas em que ocorreram os óbitos, que pode chegar a 16 meses.

O boletim epidemiológico oficial mais recente, publicado na segunda-feira (11), traz dados até 4 de outubro. Eis a íntegra do documento.

É possível que os números mais recentes aumentem nos próximos boletins. Apesar dos acréscimos, é improvável que o total de setembro avance muito. O fato é que foi um dos meses menos letais da pandemia. A queda dos indicadores nos últimos 6 meses foi expressiva. Em agosto, o país voltou aos patamares de 2020.

Apesar da melhora no cenário epidemiológico, o país ultrapassou a marca de 600 mil mortes pela covid-19 na 6ª feira (8.out), 111 dias depois de ter atingido meio milhão de vidas perdidas.

Das 598.152 vítimas confirmadas ate 4 de outubro, o ministério da Saúde conseguiu determinar a data em que realmente ocorreram 583.262 mortes. Ou seja, há 14.890 mortes que ocorreram até 4 de outubro, mas cujas datas ainda não são conhecidas pelas autoridades.

Em março, durante o mês de pico da pandemia, o país atingiu ao maior número de mortes ocorridas em 24 horas. No dia 29 de março de 2021, o Brasil teve 3.423 vítimas. O maior número de notificações em 24 horas só foi registrado 10 dias depois, 8 de abril, com 4.249 mortes reportadas em 1 dia.

 

 

 

 

 

#Fonte: Poder 360

Número de Mortes Mensais por Covid no Brasil Caiu 90% Desde Pico em Março deste Ano Número de Mortes Mensais por Covid no Brasil Caiu 90% Desde Pico em Março deste Ano Reviewed by Canguaretama De Fato on 12.10.21 Rating: 5

STF: ESTADOS E MUNICÍPIOS DECIDIRÃO SOBRE VACINAÇÃO DE ADOLESCENTES

 

Foto: Bruno Velasco

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votou para referendar a decisão individual do ministro Ricardo Lewandowski que confirmou a competência de estados e municípios para decidirem sobre a vacinação de adolescentes maiores de 12 anos contra a covid-19.

A votação ocorre de forma eletrônica e está aberta até às 23h59 de hoje (8), horário limite para que os três ministros que ainda não se manifestaram possam inserir seus votos.

No dia 21 de setembro, Lewandowski atendeu ao pedido de liminar de diversos partidos para retomada da imunização após a decisão do Ministério da Saúde de recomendar a suspensão da aplicação para essa faixa etária. Após a decisão, a pasta voltou a recomendar a imunização de adolescentes de 12 a 17 anos. O único imunizante autorizado para aplicação nessa faixa etária é o da Pfizer.

Na decisão, Lewandowski entendeu que a decisão da pasta não tinha amparo em evidências acadêmicas e critérios estabelecidos por organizações e entidades internacionais e nacionais de saúde.

“A aprovação do uso da vacina Comirnaty do fabricante Pfizer/Wyeth em adolescentes entre 12 e 18 anos, tenham eles comorbidades ou não, pela Anvisa e por agências congêneres da União Europeia, dos Estados Unidos, do Reino Unido, do Canadá e da Austrália, aliada às manifestações de importantes organizações da área médica, levam a crer que o Ministério da Saúde tomou uma decisão intempestiva e, aparentemente, equivocada, a qual, acaso mantida, pode promover indesejáveis retrocessos no combate à covid -19”, decidiu o ministro.

 

 

 

 

#Fonte: Agência Brasil

STF: ESTADOS E MUNICÍPIOS DECIDIRÃO SOBRE VACINAÇÃO DE ADOLESCENTES STF: ESTADOS E MUNICÍPIOS DECIDIRÃO SOBRE VACINAÇÃO DE ADOLESCENTES Reviewed by Canguaretama De Fato on 10.10.21 Rating: 5

Sintomas pós-Covid permanecem em 80% dos pacientes com comorbidades por até 4 meses

Foto: Reprodução/EPTV

Uma pesquisa da USP em 175 pacientes com comorbidades e que tiveram Covid-19 apontou que em 80% dos casos os sintomas pós-doença permanecem por até quatro meses após o início da fase mais aguda da infecção.

Segundo o estudo, os sintomas mais comuns observados foram fadiga, fraqueza, dor de cabeça, falta de ar, tosse, esquecimento e perda de memória.

Os dados foram apresentados pelos pesquisadores na sexta edição da Conferência Internacional de Prevenção e Controle de Infecções, em Genebra, na Suíça.

Os 175 pacientes têm média de idade de 53 anos e Índice de Massa Corporal (IMC) médio de 31,7, o que já configura obesidade, de acordo com os pesquisadores.

Além disso, as pessoas tinham hipertensão e diabete. Alguns pacientes também relataram que já foram fumantes.

Para a pesquisa, três grupos foram formados, seguindo os critérios da Organização Mundial de Saúde (OMS) conforme os sintomas durante o período do tratamento contra a Covid:

  • Sintomas leves sem necessidade de oxigênio;
  • Sintomas moderados com necessidade de internação e oxigênio suplementar;
  • Sintomas graves com necessidade de intubação e tratamento em unidade de terapia intensiva (UTI).

Durante o estudo, os pesquisadores observaram que pacientes que apresentaram quadro mais graves foram os que mais tiveram sintomas pós-infecção, com índice de 93%.

 

A pesquisa também apontou que a qualidade de vida dos pacientes piorou depois da Covid. Antes da doença, 64% relataram que a vida era boa e 16% muito boa. O número caiu para 56% e 12,3%, respectivamente.

Acompanhamento

De acordo com o infectologista Fernando Bellissimo, orientador do estudo, os pacientes continuarão sendo acompanhados durante um ano após o início dos primeiros sintomas da Covid-19.

“Agora a gente quer ver se esses sintomas são prolongados apenas ou se são verdadeiras sequelas. A gente tem percebido, depois dos quatro meses, que aos seis meses, por exemplo, esse número de 80% cai para 60%. Ou seja, alguns obtêm remissão completa dos sintomas”, explica.

Sintomas pós-Covid permanecem em 80% dos pacientes com comorbidades por até 4 meses Sintomas pós-Covid permanecem em 80% dos pacientes com comorbidades por até 4 meses Reviewed by CanguaretamaDeFato on 10.10.21 Rating: 5

COVID: Pela 1ª vez Desde o Início da Pandemia, RN Não Registra Óbitos Há 4 dias Seguidos; Novos Casos São 43

Pela primeira vez, desde o início da pandemia, o estado do Rio Grande do Norte não registra óbitos pela Covid-19 intervalo de 4 (quatro) dias seguidos. A informação foi confirmada pela Sesap.

A Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap) atualizou os números do coronavírus neste sábado (9). São 369.753 casos totalizados. Na sexta-feira (8) eram contabilizados 369.591, ou seja, 162 novos casos em comparação com o dia anterior, destes, 43 confirmados nas últimas 24h horas.

Com relação aos óbitos no Rio Grande do Norte, são 7.350 no total, sem registro de óbitos nas últimas 24h pelo 4º dia seguido. Óbitos em investigação são 1.341.

Recuperados são 259.995. Casos suspeitos somam 177.989 e descartados são 741.299. Em acompanhamento, são 102.408.

COVID: Pela 1ª vez Desde o Início da Pandemia, RN Não Registra Óbitos Há 4 dias Seguidos; Novos Casos São 43 COVID: Pela 1ª vez Desde o Início da Pandemia, RN Não Registra Óbitos Há 4 dias Seguidos; Novos Casos São 43 Reviewed by Canguaretama De Fato on 9.10.21 Rating: 5

Brasil Supera 250 milhões de Vacinas Aplicadas; País Segue com Menores Números de Mortes e Casos

 

Terceiro país que mais aplica vacinas no planeta, o Brasil ultrapassou a marca de 250 milhões de doses aplicadas na população. No total foram 154 milhões de pessoas vacinadas, equivalente a 97,5% do público-alvo estipulado pelo Ministério da Saúde. O sucesso do Plano Nacional de Imunização (PNI) se reflete nas médias de novas infecções, no menor patamar desde o início da pandemia, e mortes, a menor desde novembro. As informações são do jornalista Cláudio Humberto do Diário do Poder.

O PNI chegou a 72,2% da população e o Brasil está entre os 20 países, acima de 5 milhões de habitantes, com maior percentual de vacinados.

Imunização com segunda dose e dose única supera 46% da população, sem contar as cerca de três milhões de doses de reforço já aplicadas.

Com média diária de 1,5 milhão de doses aplicadas, o Brasil segue vacinando praticamente o mesmo que EUA e União Europeia somados.

Brasil Supera 250 milhões de Vacinas Aplicadas; País Segue com Menores Números de Mortes e Casos Brasil Supera 250 milhões de Vacinas Aplicadas; País Segue com Menores Números de Mortes e Casos Reviewed by Canguaretama De Fato on 9.10.21 Rating: 5

IFRN Anuncia Retorno Gradual das Aulas Presenciais a Partir de 8 de Novembro

 

Foto: Sérgio Henrique Santos / Inter TV Cabugi

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) anunciou que vai retomar gradualmente as aulas presenciais no dia 8 de novembro deste ano. A data consta em uma resolução publicada na quarta-feira (6).

O retorno presencial ocorrerá em fases, segundo o documento. O retorno representa o início do semestre letivo 2021.2. As aulas acontecem de maneira remota desde maio de 2020, no início da pandemia da Covid.

Segundo o IFRN, a volta será realizada por meio do ensino misto provisório. Ou seja, haverá o ensino remoto emergencial aliado à progressiva ampliação do ensino presencial.

O documento é pautado em orientações dos órgãos de saúde do Ministério da Educação (MEC) e do Comitê de Enfrentamento à Covid-19 do IFRN.

Gradual

O ensino misto provisório conta com quatro fases e terá como prioridade a realização de aulas práticas, que podem ser realizadas, incialmente, sob a forma de rodízio, iniciando pelas turmas dos últimos anos ou períodos. O colegiado de cada curso definirá o que será considerado “aula prática”.

Os estudantes dos cursos no eixo da saúde são considerados prioritários, assim como estudantes com necessidades educacionais específicas (NEE) e com maiores dificuldades para participar do ensino remoto emergencial. Todos eles terão prioridade no acesso às instalações físicas de seu Campus, para que possam participar das aulas de forma remota, respeitando as condições de biossegurança.

O IFRN também informou que o estudante ou seu responsável (no caso dos menores de 18 anos de idade) poderá solicitar à Diretoria Acadêmica de seu respectivo curso a permanência no ensino remoto emergencial, mediante justificativa, enquanto durar o ensino misto provisório.

Antes dos alunos, voltarão, também gradualmente, os servidores técnico-administrativos e docentes do IFRN, com o objetivo de preparar os ambientes e o planejamento.

Retorno em fases

A segunda fase está prevista para o dia 29 de novembro, com a implementação de turmas cujo espaço físico da sala de aula comporte a presença de todos os estudantes, respeitando as condições de biossegurança.

Já a terceira fase ocorre no dia 20 de dezembro, com a volta gradual das turmas que não comportem a presença de todos os estudantes em sala, conforme às condições de biossegurança.

Conforme as condições sanitárias, a partir do semestre letivo 2022.1, retornarão todas as atividades presenciais do IFRN, tendo fim o ensino misto provisório e a organização curricular por módulos.

A Resolução explica que, caso haja retrocesso nos indicadores das condições de biossegurança que inviabilizem a permanência em uma determinada fase, “haverá retorno a uma das fases/subfases anteriores”. Ainda segundo o documento, havendo agravamento das condições de biossegurança que inviabilizem qualquer nível de presencialidade, haverá retorno total do ensino remoto emergencial.

Os campi do IFRN estão avaliando individualmente quais turmas retornam em cada uma das fases. A divulgação será realizada através dos canais oficiais de comunicação de cada Campus, antes do início do semestre letivo 2021.2.

 

 

 

 

#Fonte: G1 RN

IFRN Anuncia Retorno Gradual das Aulas Presenciais a Partir de 8 de Novembro IFRN Anuncia Retorno Gradual das Aulas Presenciais a Partir de 8 de Novembro Reviewed by Canguaretama De Fato on 8.10.21 Rating: 5

COVID-19: RN Tem Cerca de 170 Mil Potiguares com Atraso na 2a Dose da Vacina

 

Foto: Getty Images

No Rio Grande do Norte, 169.504 potiguares estão em atraso na aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19. Diante da circulação da variante delta em nosso estado, bem como, da liberação dos eventos de massa e afins no qual é exigido o passaporte da vacina, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) alerta e orienta a população a buscar as salas de vacinação para regularizar o esquema vacinal.

Até o presente momento, há 44 casos confirmados de pessoas infectadas pela variante delta no estado. A vacina é a forma mais eficaz de prevenir a contaminação e disseminação da doença, além da possibilidade de evitar o desenvolvimento de casos graves e morte.

A completude do esquema vacinal no Rio Grande do Norte também é exigência para acesso a eventos de massa, sociais, recreativos, conferências, convenções, simpósios e afins com público superior a 300 pessoas, equipamentos públicos e privados, estádios, ginásios, eventos desportivos, cinemas, teatros, salas de concertos, museus.

O Decreto Nº 30.940, de 30 de setembro de 2021, estabelece a obrigatoriedade de comprovação do esquema vacinal em conformidade com o calendário de imunização com o objetivo de estimular a adesão da sociedade ao plano nacional de vacinação contra a Covid-19 e garantir um cenário epidemiológico favorável no RN.

Para ter acesso aos eventos, o público deverá apresentar a comprovação através do aplicativo Mais Vacina,;certificado de vacinas digital disponível na plataforma do Sistema Único de Saúde (SUS) – Conecta SUS; ou, comprovante/caderneta/cartão de vacinação impresso ou papel timbrado, emitido pelas secretárias de saúde.

De acordo com a plataforma RN+Vacina, 76% da população geral do estado já tomou a primeira dose da vacina contra o coronavírus, equivalente a pouco mais 2,425 milhões de potiguares. E, 47% da população já está totalmente vacinada, ou seja, mais 1,5 milhão de pessoas já receberam a segunda dose ou dose única da vacina contra Covid.

O último Boletim Epidemiológico emitido, ontem (06), pela Sesap registra 369.273 casos confirmados, 177.464 suspeitos, 738.903 descartados, 259.995 recuperados, 7.346 óbitos pela Covid-19. Nenhum óbito foi registrado nas últimas 24 horas.

Mais Vacina

O Rio Grande do Norte recebe, na madrugada de amanhã (08), mais um lote de vacinas contra a Covid-19. São 47.970 doses do imunizante da Pfizer destinados à continuidade da Campanha Estadual de Vacinação.

COVID-19: RN Tem Cerca de 170 Mil Potiguares com Atraso na 2a Dose da Vacina COVID-19: RN Tem Cerca de 170 Mil Potiguares com Atraso na 2a Dose da Vacina Reviewed by Canguaretama De Fato on 7.10.21 Rating: 5

#BENÇÃO! AULAS PRESENCIAIS ESTÃO LIBERADAS PARA 100% DAS ESCOLAS NO RN

 

Foto: Carlos Dhaniel/Inter TV Cabugi

A partir desta segunda-feira (4), todas as escolas do Rio Grande do Norte, públicas ou privadas, poderão ter a presença de 100% dos estudantes. A etapa é a última do cronograma definido pelo Governo do Estado para retomada das aulas.

O secretário de Educação do Estado, Getúlio Marques, explicou que a liberação não prevê a obrigatoriedade da retomada para os pais que preferiram continuar com os alunos em ensino remoto. Apesar de não haver registros de contaminação nas escolas, o secretário disse que seguirá havendo a liberação para a continuidade das aulas remotas.

Sem nenhuma notificação de casos de covid-19 entre alunos, professores e servidores desde o início da retomada das aulas presenciais na rede estadual de ensino do Rio Grande do Norte, em 26 de julho, o Governo autorizou o retorno de 100% dos estudantes nesta segunda-feira, conforme previsão confirmada no dia 15 de setembro, em entrevista à Tribuna do Norte do secretário Getúlio Marques.

Atualmente, a rede — que possui 429 mil alunos distribuídos em 588 escolas, segundo dados do Censo Escolar — está funcionando com aulas presenciais com 30% dos alunos, de modo que todos os estudantes possam comparecer às unidades em formato de rodízio semanal, onde as crianças e adolescentes se revezam entre ensino presencial e remoto.

A autorização inicial ocorreu em 26 de julho, depois de um ano e quatro meses de paralisação por causa das restrições sanitárias impostas pela pandemia de covid-19. Os primeiros a retornarem foram alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental I e os da 3º série do ensino médio. Em 9 de agosto foi a vez de quem está no 6º e 7º ano do ensino fundamental e do 2º série do ensino médio voltar a assistir aula nas escolas. Por último retornaram os estudantes do 8º e 9º ano do fundamental, além daqueles que estavam entrando no ensino médio. Todas as turmas permanecem com 30% de ocupação presencial. As exceções são escolas de pequeno porte que já retornaram com 100% dos estudantes para dentro das salas de aula.

O aumento para 60% de ocupação nas escolas ocorreu em 20 de setembro, até a autorização para a volta completa nesta segunda-feira.

“Ficamos muito felizes com essa retomada gradativa, que ajudou para que, neste período, oficialmente, não tivéssemos nenhuma notificação de casos [de covid-19] entre estudantes, professores e funcionários. Isso porque as escolas se prepararam para isso, com todas medidas sendo cumpridas, como álcool gel, distanciamento, máscara, lavatórios externos. O retorno está tranquilo, como a gente esperava”, reforçou o titular da SEEC, em 15 de setembro.

Dentro do protocolo sanitário, a secretaria de Educação ressalta que o monitoramento também é feito junto aos pais dos estudantes para que um eventual caso de covid possa ser rastreado e isolado. “A gente sempre chama os coordenadores, professores, colaboradores, sobretudo de forma virtual, para que não haja relaxamento das medidas. Temos uma situação tranquila, também pelo avanço da vacinação, mas não podemos relaxar e precisamos manter o que está sendo feito, até porque mais alunos vão chegar agora. Os poucos casos que tiveram de gripes, tosse, foram isolados em uma sala, orientados a ficar em casa e testados. Isso tudo nos ajudou muito”, acrescenta Getúlio Marques.

Com 300 alunos, a Escola Estadual Alberto Torres, no bairro de Petrópolis, Zona Leste de Natal, está funcionando com 100% de ocupação desde 30 de agosto. O retorno aconteceu com 50% da capacidade em 10 de agosto. De acordo com a diretora da unidade, Ilkécia Kalini, a escola recebeu o aval do Estado para retornar com ocupação total, após a primeira experiência com 150 estudantes sem nenhum registro de casos de covid durante 20 dias.

“Estamos assim desde 30 de agosto e vem sendo tranquilo nesse aspecto sanitário. O próprio número de alunos permitiu que a gente pudesse ter esse controle. Ainda é feito um rodízio, todos os alunos não vêm todos os dias porque temos atividades remotas. Conseguimos fazer toda a organização, dividir as carteiras conforme as orientações de distanciamento, adaptamos horários, reduzimos os intervalos e tudo isso vem dando um resultado positivo”, comenta a educadora.

Nas salas de aula, a retomada segura das atividades acadêmicas também conta com uma contribuição importante dos professores, que, além da função habitual, tiveram que assumir o papel de “fiscal sanitário”, principalmente entre as turmas mais novas. “Toda hora a gente precisa ficar orientando para usar a máscara corretamente. Às vezes é difícil um adulto usar, imagine uma criança, mas tem sido tranquilo. Temos conseguido manter o distanciamento, até porque a adesão dos alunos ainda não é tão alta, mesmo com a autorização para 100% dos alunos. Temos um longo caminho a percorrer para compensar as perdas na pandemia, mas estamos caminhando”, destaca Eliene Silva, professora de Geografia há seis anos na Alberto Torres.

SEEC avalia reforço para estudantes

De acordo com o secretário Getúlio Marques, a SEEC desenvolve planos de trabalhos específicos para amenizar as circunstâncias adversas geradas na pandemia, que provocaram perdas significativas no aprendizado de crianças e adolescentes, seja pela falta de equipamentos eletrônicos para acesso às aulas em plataformas digitais, até a falta de engajamento ao ensino remoto, além da evasão escolar. O impacto, que afeta uma geração inteira de crianças, é consenso entre diretores acadêmicos, professores e gestores.

A orientação é para que cada escola faça um diagnóstico interno para avaliar a situação dos estudantes, visando o nivelamento do ensino. A partir da identificação do problema, medidas como aumento da carga horária poderão ser adotadas. “Isso nos mostrará aqueles alunos que estão dentro do que era esperado com o ensino remoto e aqueles que estão mais distantes. Então para todos esses alunos são necessários planejamentos diferentes. Cada escola, com seus professores, faz um plano de estudo, portanto, não há uma definição de aumento de carga horária para todas as escolas porque cada caso é um caso. A ideia é ter um acompanhamento específico para grupos separados”.

 

 

 

 

 

#Fonte: Tribuna do Norte

#BENÇÃO! AULAS PRESENCIAIS ESTÃO LIBERADAS PARA 100% DAS ESCOLAS NO RN #BENÇÃO! AULAS PRESENCIAIS ESTÃO LIBERADAS PARA 100% DAS ESCOLAS NO RN Reviewed by Canguaretama De Fato on 5.10.21 Rating: 5

MINISTÉRIO DA SAÚDE NEGA CERTIFICADO DE VACINAÇÃO PARA QUEM TOMOU ASTRAZENECA E DEPOIS PFIZER

 

Foto: Tony Winston/MS

Pessoas que receberam imunização heteróloga contra a covid-19, ou seja, doses de marcas diferentes, têm relatado dificuldade para emitir o certificado de vacinação no ConecteSUS, aplicativo do Ministério da Saúde usado para comprovar o esquema vacinal. Apesar de prever essa mistura de imunizantes em norma técnica, a pasta admite não fornecer o certificado para quem tomou doses de vacinas distintas. O governo não explica o motivo da decisão.

Além de possibilitar viagens ao exterior, comprovar a vacinação tem se tornado rotina nas cidades brasileiras, que adotam diferentes modelos de passaporte sanitário. Ao menos 249 municípios criaram regras do tipo, recorrendo também ao certificado do ConecteSUS. O documento teria de ser oferecido também para quem recebeu uma dose de AstraZeneca e outra de Pfizer, já que a prática é recomendada por especialistas e está prevista pela norma técnica 6 do Ministério da Saúde.

Mas não é isso que ocorre. Em nota, a pasta informou que o certificado do ConecteSUS é disponibilizado para quem concluiu o esquema vacinal com duas doses ou dose única. No entanto, completou que “para quem concluiu o esquema vacinal com doses de vacinas diferentes (intercambialidade das vacinas contra covid-19) não é permitido a emissão do certificado de vacinação pelo aplicativo”.

“Recebi a vacina heteróloga no Rio. Ambas as doses já estão corretamente lançadas no ConecteSUS, mas somente a carteira de vacinação é emitida. O certificado de vacinação, aquele que tem tradução para inglês e espanhol, não aparece disponível”, explica a economista Katia Freitas, de 42 anos. Ela foi vacinada com a 1ª dose de AstraZeneca e com a 2ª da Pfizer. Essa combinação tem sido adotada em várias regiões diante da falta de estoque de AstraZeneca.

“Estou um pouco preocupada com isso, pois tenho uma viagem internacional marcada para os próximos meses e sem o certificado em inglês não sei como comprovar a vacinação no país de destino, que não aceita documentos em português”, acrescenta Katia. Para tentar resolver, abriu um chamado no próprio aplicativo, mas conta que ainda não teve resposta.

Falta de comprovação põe viagem à Europa em risco

Em abril de 2020, a gestora ambiental Aline Duarte, de 44 anos, estava prestes a viajar para a França para comemorar os 20 anos de casamento, quando teve que adiar os planos por causa da pandemia. A viagem, então, foi reagendada para 20 de outubro deste ano. Ocorre que agora, tendo recebido a vacinação heteróloga, Aline e o marido enfrentam um novo problema: a dificuldade de comprovar que estão completamente vacinados.

As segundas doses dos dois, da Pfizer, ainda não foram registradas no ConecteSUS, mesmo elas tendo sido aplicadas no dia 15 de setembro. Com isso, eles temem não conseguir viajar para a Europa, desta vez por não conseguirem emitir o certificado de vacinação.

“Como a Astrazeneca estava em falta no Rio, eu sabia da possibilidade de só ter a Pfizer no posto. Pesquisei bem na internet para ver se haveria restrições quanto a isso no exterior, mas percebi que muitos países europeus estavam adotando essa intercambialidade vacinal”, explica Aline. “Então, não me preocupei, até porque não sou ‘sommelier’ de vacina e acredito que a gente tem de tomar a que estiver disponível no posto”, acrescenta.

Sobre problemas de registro de doses, o Ministério da Saúde informou que, se em até 10 dias após a imunização a dose não estiver disponível no ConecteSUS, a orientação é que as pessoas procurem o local de vacinação ou a secretaria (estadual ou municipal) de saúde para solicitar o envio das informações.

MINISTÉRIO DA SAÚDE NEGA CERTIFICADO DE VACINAÇÃO PARA QUEM TOMOU ASTRAZENECA E DEPOIS PFIZER MINISTÉRIO DA SAÚDE NEGA CERTIFICADO DE VACINAÇÃO PARA QUEM TOMOU ASTRAZENECA E DEPOIS PFIZER Reviewed by Canguaretama De Fato on 4.10.21 Rating: 5

ACORDO PODE TRAZER MAIS UMA VACINA CONTRA A COVID-19 AO BRASIL


Foto: Adriano Ishibashi/Framephoto/Estadão Conteúdo

A biofarmacêutica brasileira Biomm anunciou nesta sexta-feira ter fechado um acordo com a empresa chinesa CanSino para ofertar no País a vacina de dose única contra a covid-19 Convidecia. Para que isso seja possível, a Biomm planeja submeter em breve um pedido de uso emergencial do imunizante à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Se tiver aprovação, a biofarmacêutica prevê até fabricar a vacina no Brasil.

Desenvolvida a partir do chamado adenovírus do tipo 5, a Convidecia seria o segundo imunizante de aplicação única administrado no País. A vacina da Janssen, braço farmacêutico da Johnson & Johnson, já é utilizada em municípios brasileiros desde o fim de junho.

Atualmente, a vacina da CanSino é aplicada na população adulta de países como Chile, Argentina, México e Rússia. De acordo com estudos conduzidos pela empresa chinesa, o imunizante teria eficácia geral de 68,83% após 14 dias da aplicação. Para casos graves de covid-19, a eficácia seria de 95,47% no mesmo período.

O CEO da Biomm, Heraldo Marchezini, explicou ao Estadão que as tratativas com a CanSino começaram em maio. Depois disso, a biofarmacêutica brasileira precisou comprovar que reúne capacidade técnica para a produção de vacinas e demonstrar que segue boas práticas relacionadas a governança corporativa e a aspectos regulatórios.

ACORDO PODE TRAZER MAIS UMA VACINA CONTRA A COVID-19 AO BRASIL ACORDO PODE TRAZER MAIS UMA VACINA CONTRA A COVID-19 AO BRASIL Reviewed by CanguaretamaDeFato on 3.10.21 Rating: 5

RN: NATAL AMPLIA PÚBLICOS EM VACINAÇÃO COM A TERCEIRA DOSE NESTE SÁBADO (02)

 

Foto: Joana Lima / Secom

A Prefeitura do Natal vai ampliar a faixa etária de público para receber a terceira dose neste fim de semana. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS/Natal) vai receber o público de 80 anos e mais neste sábado (02), além do público de 70 anos e mais na segunda-feira (04), em qualquer ponto de aplicação. Pode receber a terceira dose quem tiver concluído o esquema vacinal, com duas doses ou dose única de qualquer imunizante, há pelo menos seis meses. É necessário levar carteira de vacina, comprovante de residência e documento com foto.

Equipes da SMS/Natal também estão vacinando os acamados domiciliados que possuem cadastro nas UBS. Para mais informações sobre a fila dos drives, documentação, prazos, locais de vacinação e perguntas frequentes, basta acessar a plataforma Natal Vacina através de vacina.natal.rn.gov.br.

PRIMEIRA DOSE
Pessoas a partir de 12 anos que ainda não tomaram a primeira dose, podem se dirigir a um dos drives de vacinação para atendimento. Para agilizar a vacinação é importante o cadastro prévio na RN Mais Vacinas.

SEGUNDA DOSE
CORONAVAC
As pessoas que completaram os 28 dias da primeira dose do imunizante Coronavac podem procurar as UBS do município ou qualquer drive-thru para receber a segunda dose.

OXFORD
UBS do município e todos os drives estarão com aplicação da D2 da Oxford para quem se vacinou até o dia 19 de julho.
Grávidas que tomaram a D1 de Oxford.
As gestantes que tomaram a primeira dose com o imunizante Oxford e que, por recomendação do Ministério da Saúde, não tomaram a segunda dose poderão completar seu esquema vacinal com o imunizante da Pfizer e em todas as UBS do município ou qualquer ponto de aplicação.

PFIZER
A segunda dose da Pfizer está disponível nas UBS do município ou nos drives Nélio Dias, Palácio dos Esportes, Via Direta ou ginásio do Sesi para quem tomou a primeira dose até 06 de agosto.

RN: NATAL AMPLIA PÚBLICOS EM VACINAÇÃO COM A TERCEIRA DOSE NESTE SÁBADO (02) RN: NATAL AMPLIA PÚBLICOS EM VACINAÇÃO COM A TERCEIRA DOSE NESTE SÁBADO (02) Reviewed by Canguaretama De Fato on 2.10.21 Rating: 5

RN: DECRETO ESTABELECE OBRIGATORIEDADE DO ESQUEMA VACINAL EM EVENTOS COM MAIS DE 300 PESSOAS

 

Foto: Luana Tayze

O Decreto Estadual Nº 30.940, que será publicado nesta sexta-feira (01), estabelece a obrigatoriedade do esquema vacinal de acordo com o calendário de imunização do Plano Nacional de Imunização. O objetivo é estimular a adesão da sociedade à imunização contra a Covid-19, e garantir um cenário epidemiológico favorável em todo o Rio Grande do Norte.

A medida vai entrar em vigor dia 08 de outubro e prevê que estabelecimentos e serviços públicos ou privados destinados ao público em geral, sejam para eventos de massa, sociais, recreativos ou conferências, convenções, simpósios e afins, com participação de público superior a 300 pessoas, passem a controlar a entrada dos usuários exigindo o comprovante do esquema vacinal e um documento com foto. Além de seguir com todos os protocolos sanitários durante a realização dos eventos.

A pena para o descumprimento do decreto é aplicação de multa e suspensão do estabelecimento ou do evento. Para eventos em estádios, ginásios, eventos esportivos, cinemas, teatros, salas de concertos, museus, a obrigatoriedade da comprovação da vacina independe do número de pessoas.

O público pode comprovar a vacinação em dia através do Aplicativo RN Mais Vacina, do Conecta SUS, ou ainda, com a carteira de vacina emitida pelas secretarias de saúde dos estados e municípios, ou por institutos de pesquisa clínica ou outras instituições governamentais, sejam nacionais ou estrangeiras. Pessoas com devido atestado médico desautorizando o uso da vacina ou aquelas que ainda não entraram no Plano Nacional de Imunização estão isentas da comprovação.

Os municípios poderão ampliar essas exigências, no âmbito de suas competências. Permanece a necessidade dos eventos de massa com público superior a 600 pessoas apresentarem requerimento prévio à Secretaria de Estado da Saúde Pública (SESAP), devidamente instruído com o protocolo sanitário a ser adotado.

RN: DECRETO ESTABELECE OBRIGATORIEDADE DO ESQUEMA VACINAL EM EVENTOS COM MAIS DE 300 PESSOAS RN: DECRETO ESTABELECE OBRIGATORIEDADE DO ESQUEMA VACINAL EM EVENTOS COM MAIS DE 300 PESSOAS Reviewed by Canguaretama De Fato on 1.10.21 Rating: 5

RN REGISTRA MENOR TAXA DE OCUPAÇÃO DE LEITOS DE UTI PARA COVID DESDE O INÍCIO DA PANDEMIA, DIZ SESAP

 

Foto: Divulgação

O Rio Grande do Norte registrou, na quarta-feira (29), a menor taxa de ocupação de leitos críticos desde o início da pandemia da Covid-19, segundo dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap).

A taxa de ocupação dos leitos críticos foi de 21,75% e a média móvel no estado marcou 24,41%, a menor média já registrada na série histórica, de acordo com o levantamento da pasta com dados do sistema Regula RN – usado na administração dos leitos.

A Região Metropolitana também registrou a menor taxa de ocupação dos leitos críticos da série histórica (24,13%). A Região Oeste marcou 18,51%, e a Região do Seridó registrou ocupação de 11,76%.

Segundo a Sesap, a maior taxa de ocupação de leitos críticos no RN aconteceu em 31 de maio deste ano, com 99,01%. Naquele período, o estado enfrentava filas de pessoas à espera de um leito no sistema público de saúde

Na manhã desta quinta-feira (30), por volta das 10h, a taxa de ocupação no RN era de 22,7%; na Região Metropolitana 24,8%; Região Oeste 20,4% e Região Seridó 11,8%.

Segundo o governo, atualmente o estado tem 387 leitos destinados aos pacientes acometidos pelo coronavírus, sendo 225 leitos críticos e 162 leitos clínicos.

O estado atribuiu a baixa pressão do sistema de saúde à vacinação da população.

De acordo com o último boletim epidemiológico emitido pela Sesap, o RN tem 368.500 casos confirmados do coronavírus; 176.172 suspeitos; 734.408 descartados; 259.490 descartados; e, 7.336 óbitos, sendo um óbito confirmado nas últimas 24 horas.

A Sesap informou que iniciou o processo de reversão de leitos Covid em leitos de UTI geral. Até agora, pelo menos 100 leitos de UTI foram transformados em leito para atendimentos de pacientes com outras doenças. 

 

 

 

#Fonte: G1/RN

RN REGISTRA MENOR TAXA DE OCUPAÇÃO DE LEITOS DE UTI PARA COVID DESDE O INÍCIO DA PANDEMIA, DIZ SESAP RN REGISTRA MENOR TAXA DE OCUPAÇÃO DE LEITOS DE UTI PARA COVID DESDE O INÍCIO DA PANDEMIA, DIZ SESAP Reviewed by Canguaretama De Fato on 30.9.21 Rating: 5

RN: Eventos com mais de 600 pessoas devem passar por protocolo sanitário, orienta Sesap

Foto: Reprodução

A partir da publicação do decreto n° 30.911, os eventos de massa – sejam eles sociais, recreativos e similares – foram liberados para público superior a 600 (seiscentas) pessoas. No entanto a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), faz orientações sobre o fluxo para análise e aprovação dos protocolos sanitários para que os eventos sejam permitidos e ocorram em segurança.

A autorização prévia do evento só ocorre mediante requerimento, devidamente instruído com protocolo sanitário específico, a ser apresentado à Sesap, devendo previsto a exigência, aos participantes, da comprovação de, no mínimo, uma dose da vacina contra a Covid-19.

A Secretaria de Saúde poderá dialogar com as Secretarias Municipais de Saúde para solicitar esclarecimentos e apoio. Além disso, a Sesap poderá propor alterações nos protocolos sanitários a serem examinados, que poderão ser acompanhados e inspecionados pela Vigilâncias Sanitárias municipais no âmbito de suas competências.

Os protocolos sanitários deverão ser encaminhados para análise da Sesap com prazo não inferior a 15 dias antes da execução do evento, em obediência aos critérios epidemiológicos e deverão ser encaminhados para o e-mail: gs.sesap@gmail.com

RN: Eventos com mais de 600 pessoas devem passar por protocolo sanitário, orienta Sesap RN: Eventos com mais de 600 pessoas devem passar por protocolo sanitário, orienta Sesap Reviewed by CanguaretamaDeFato on 29.9.21 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.